Resenha: A Elite

Título Original: The Elite
Autora: Kiera Cass
Ano: 2013
Editora: Seguinte
Páginas: 360
Compre aqui

Esta resenha será sobre o segundo volume da trilogia A Seleção e poderá conter spoilers

Ansiedade me define, com todas as letras! Após ler A Elite, não consigo parar de pensar em A Escolha. Notei que o domínio de Kiera sobre a trama no livro melhorou bastante, mesmo com toda a enrolação de América e você leitor prestes a arrancar todos os fios de cabeço da sua cabeça por simples descrença e falta de paciência com ela, você não consegue desgrudar do livro, isso só prova que a autora sabe exatamente o que está fazendo e tem total controle sobre isso. Pelo menos, assim espero! 

O que não vimos na resenha de A Seleção e que nesta já ficará mais claro, é o envolvimento de América com Maxon. Ele com certeza já ocupa um belo canto em seu coração, enfim, ela o coloca acima de qualquer sentimento que ela já havia imaginado sobre ele. Vivendo já a um tempo no castelo, América faz parte agora da Elite e apenas seis garotas restaram da seleção. Ela está agora mais próxima da coroa e cada vez mais próxima de Maxon. E conforme tudo vai acontecendo, mais confusa ela fica com seus sentimentos. Pois está totalmente dívida por suas duas paixões: Maxon e Aspen.

Há alguns meses atrás América só tinha olhos e um futuro planejado ao lado de Aspen, mas após conhecer o príncipe começa a acreditar que pode ser feliz ao lado dele. O que também não contamos antes é que Aspen agora trabalha como guarda no castelo e onde antes era o seu refúgio, agora é palco do seu conflito interno, ou seja, a proximidade repentina de Aspen em sua nova vida reacende a chama que já estava quase apagada. Com sua presença dentro do castelo, uma hora ou outra ela se encontraria com Aspen. E é o que acontece e assim ela coloca em jogo sua vida, a de sua família e a confiança que Maxon tem nela. 

Aspen, o garoto insuportável. É ridículo a falta de fé que Aspen tem em cima de América. OK, pode ser que ele diga certas coisas afim de desencorajar América ao ficar com Maxon, mas por favor, falar que ela não tem capacidade para ser princesa pra mim foi demais.

Posso dizer que 90% do livro é este chove e não molha e a possível construção e fortalecimento dos sentimentos de América por cada um, o que pode deixar a leitura cansativa, mas para mim não! Fiquei presa ao livro do início ao fim. Ao lado de Maxon tudo parece perfeito, mas é Aspen que a deixa segura, pois é ele que a conhece tão bem. Neste turbilhão de sentimentos e mais do que dividida: perdida. América só sabe pedir tempo, tempo e mais tempo a ambos e é ai que a paciência do leitor quase chega ao ralo. Por muitas vezes me vi angustiada com toda esta indecisão.

Tempo é o que não resta, enquanto ela não se resolve, as outras selecionadas lutam com unhas e dentes pelo coração de Maxon. Ele, por sua vez, desde o início deixa claro à América sobre seus sentimentos e intenções. Capítulo após capítulo ele dá uma prova atrás da outra que merece seu amor e confiança. Ele não é totalmente perfeito, por que além do mais ele é humano, mas mesmo com os seus erros ele os assume como homem e como o príncipe que ele é. E isso é o que mais me agrada nele.

Como consequência à sua indecisão, América abre uma brecha para as outras selecionadas provarem a Maxon que ainda estão no jogo e ele acaba interagindo mais com as outras meninas, afim de permitir mais tempo que América tanto solicita. Com seu amor declarado e América indecisa relação a ele e a coroa, Maxon é obrigado escolher sendo ela ou não, pois o reino precisa além de uma esposa, uma princesa que no futuro será sua rainha. Ela até que tenta se esforçar para decidir seu futuro, não só baseado em seus sentimentos amorosos mas começa a medir sua capacidade de ser ou não uma boa princesa para Illéa e com isso conta com a ajuda e os conselhos de seu querido pai, que a apoia e tem total crença na filha.

" Você tem alma de líder, América. Você tem uma boa cabeça, tem vontade de aprender; tem ainda o que talvez seja mais importante: compaixão. Isso é algo de que esse país carece mais do que você imagina. Se você quer a coroa, América, aceite-a. Porque ela deve ser sua."

O romance cede um pouco de espaço para o cenário distópico do livro. Fica tudo um “pouco” mais claro e apesar de ser uma distopia "leve" conseguimos entender mais sobre como foi feita e criada está sociedade, como surgiu Illéa e qual é a atuação dos rebeldes no meio de tudo isso, como eram seus ataques e quais são e eram seus objetivos nas tentativas de invasão ao castelo. Paralelo a Seleção, fora do mundinho maravilhoso do castelo, os rebeldes se fortalecem e seus planos de derrubar a monarquia parece estar cada vez mais próxima: a cada novo ataque. E daqui a pouco América pode não ter mais tempo para nada e nem ninguém.

Por fim, destaque para Marlee que se provou muito mais decidida e resolvida com seus sentimentos ao longo da história, sem contar que com tão pouco espaço no livro se mostrou também ser uma ótima amiga. Destaque também para o lado obscuro do Rei Clarkson, que se mostra outra pessoa e que me fez ler os últimos capítulos de queixo caído. E é claro muito mais que destaque para Maxon por todo o seu altruísmo e dedicação, por pensar mais do que América imagina em seu povo e por pensar muito mais nela do que ele mesmo.

Mas e aí? América escolherá um futuro como princesa, podendo assim ajudar seu povo, mesmo tendo que enfrentar possíveis obstáculos que encontrará ao longo do caminho, ou escolherá continuar em sua vida de fome e miséria com a divisão das castas e nada mudar? Estão prontos para a conclusão deste triângulo amoroso? Eu não vejo a hora!

Confira a série A Seleção:
2. A Elite
5. A Coroa

22 comentários

  1. Eu gosto desse livro, mas essa indecisão da America me irrita tanto que perdi a paciência de ler, mas continuo sendo #TeamMaxon.

    Beijos, Amanda.
    http://livror4biscado.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Repostagem do dia 30/04 - Oi Amanda! Realmente a indecisão irrita, mas retome a leitura tenho tudo para te dizer que A Escolha vai te surpreender ;)

      Beijos e obrigada pela visita!

      Excluir
  2. Joi, então, eu li "A Seleção" e não desgrudei do livro até terminar de ler. Acho que é verdade, a Kiera sabe o que está fazendo e não duvido que esse segundo livro também te prenda tanto quanto o primeiro! Mas eu decidi que não ia ler a continuação assim que terminei o primeiro. Eu devorei a história, sou apaixonada pelo Maxon, mas aí a América começou com a indecisão e eu, ah, não, parei.
    Quem sabe um dia eu retome, né? Mas tenho certeza de que assim que sair The One, eu vou procurar o spoiler para ver quem ela finalmente vai escolher! \o/
    Parabéns pela resenha! Beijos!

    www.bibliophiliarium.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ticiiii nada de spoiler mulher!!! Hahaha a leitura de ambos os livros é tão gostosa que vale a pena você ler viu!
      Estou fugindo de spoiler quanto ao The One!

      Não vejo a hora de saber quem finalmente a América vai ficar! E que seja o Maxon!

      Excluir
  3. Eu li "A Seleção" e amei, achei muito fofo. Estou louca para ler a "A Elite" mas infelizmente ainda não tive oportunidade de comprar (sabe como é, muitos livros na lista... rsrs).
    Ótima resenha!

    bjos,

    http://umminutoumlivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sei bem como é Juh! Tenho certeza que vai amar! E rumo A Escolha ^^

      Beijos

      Excluir
  4. Oi Joi, tudo bem?

    Nossa, esse livro foi tenso para mim. Não curti. A América está chata DEMAAAAAIS. Cheia de #mimimi e mais indecisa que nunca. Como me dava vontade de entrar lá no livro e dar uns tapas nela. Depois que o livro centrou demais no triângulo. Fiquei saturada. Queria mais, queria saber dos rebeldes, ver a distopia, ter uma visão politica... mas não era só ahhhhh Maxon. aaaaaaaaaaaaaah Aspen! Num guento =P

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha sim Kel fica uma hora que tu simplesmente perde a paciência e já começa a virar as paginas com raiva! Mas se eu tivesse que passar pela Elite para enfim ler a Escolha, assim fiz ;)

      Ansiosa demais! Beijos!

      Excluir
  5. Joi!!!
    Eu também sou time Maxon!!!!!!!!!!!! AMEI sua resenha então!!!! Mas queria te perguntar vc não sentiu uma dor imensa quando a America pegou O Maxon com a vaca da Celeste?? Não foi só bju e acredito que foi mas que uma vez! Me senti traída!
    Eu morri um pouco por dentro! E aquele fim, quando eles ficam trancados juntos!!!!! Quanta emoção! Também pensei o tempo todo no terceiro livro!

    ahhahahah AMERICA PEDIU TEMPO DE NOVO??! HAHAHAHA
    Bem assim! Morri de rir!

    Linda resenha! Maravilhosa e super completa! E eu li o Guarda e eu gosto de Aspen, só não quero ele com Meri!
    Beijosssssss
    http://overdoselite.blogspot.com.br/2014/05/resenha-vitimas-do-silencio-janethe.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Paula! Sim a parte em que eles ficam trancados juntos é de dar pulinhos hahaha e suspiros tbm né!
      Mas sei la, quanto ao beijo da Celeste, ele tbm já tentou beijar Kriss, e Elise. Fica na duvida agora né, não sinto raiva dele não, mas também não entendo, mas me colocando no lugar dele posso ver que ele sempre foi muito carente.

      Esperando A Escolha para saber o que vai rolar!

      Beijos Joi

      Excluir
  6. oi, tudo bem?
    ri alto aqui do seu vontade de "arrancar todos os fios de cabelo da sua cabeça por simples descrença e falta de paciência com ela (America)", porque foi assim mesmo que me senti! queria matar essa menina, rs. Eu gostei do livro é que mostra um pouco mais a sociedade e a parte dos rebeldes, o que faltou no primeiro. E o grande persongem da vez foi Marlee, porque essa sim sabe o que deseja.

    Não sei se você já viu, mas o Top Comentarista do mês de maio vai ser com A Escolha

    beijos
    http://meumundinhoficticio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda não vi Bru! Mas vou participar com certeza!

      Sim a parte boa foi conhecer um pouco mais a fundo Maxon e outros personagens, e não o mimimi da indecisão da América.

      Mas estou super ansiosa e não vejo a hora de ler A Escolha!
      Beijos Joi

      Excluir
  7. Oh Jesus, eu realmente preciso parar com essa mania de ser pobre HSUAHSUHAUS.Quero muito ler essa série, parece ótima né *____*


    E simmmmmmmm, nunca gostei de HP ;~
    HSUAHSUAHUS.


    Beeijão ^^
    http://borboletametamorfoseando.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carol! tenho certeza que vai amar esta trilogia <3é linda!

      Beijos e obrigada pela visita <3

      Excluir
  8. Olá Joi, sou super fã dessa trilogia, acho que você já percebeu isso lá no blog haha
    também estou aqui pra te falar que te marquei numa tag, espero que faça
    http://colecionadoresdelivros.blogspot.com.br/2014/05/tag-como-eu-leio.html

    Beijos
    Ana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ana, Sim! Eu percebi sim =) Obrigada linda por lembrar de mim!
      Beijos Joi

      Excluir
  9. Oie, tudo bom?
    Nossa eu também não aguentei tanta indecisão da América nesse livro. Tive vontade de entrar na história e bater na cara dela. Mas, enfim! Ela não pode amar dois caras, mas fica querendo ter os dois por perto. Acho que a Kiera fez muitas mudanças na história para tivéssemos o que criticar do Maxon, mas ele também está confuso com tudo. Aspen para mim não fede e nem cheira. Ele deveria ter mais amor próprio.
    Tenho altas expectativas para o último livro da série e quero muito que a autora me surpreenda.
    Beijos!
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Repostagem dia 07/05 - Aline divido das mesma opiniões! A intenção de a escolha era dar uma outra imagem dos personagens! Não sei se funcionou mas....aguardando a Escolha e o Submarino ter boa vontade de entrega-lo. Beijos Linda.

      Joi

      Excluir
  10. Também sou #TeamMaxon \o/ Bom, realmente esse livro é bastante envolvente, mas eu fiquei extremamente irritada com a America, sério, essa indecisão dela me matava, até porque, se fosse eu, já tinha me jogado em cima do Maxon Lindo há muito tempo HAHA
    Ainda não li o último livro, mas quero muuuuito ler <3

    Brunna Carolinne - My Favorite Book - @MFBook
    myfavoritebook-mfb.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim Bruna! Exatamente assim que nos sentimos! Mas agora é ler A Escolha e ver se ela se decide de vez! ou Maxon e Aspen né? hahaha

      Obrigada pela visita e volte sempre! Beijos Joi

      Excluir
  11. Eu gostei de a leite apesar de querer dar uns tapas na América e mandar ela acordar pra vida...
    Acontece tanta coisa q a gente n quer desgrudar do livro mesmo...
    Li os três livros mais os contos de uma vez so em menos de uma semana ;)
    http://foreverabookaholic.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Camylla somos duas, a América irritou mas eu até que vi um proposito viu?!

      Ainda não li a Escolha já estou em cólicas ^^ Obrigada pela visita. Beijos Joi

      Excluir