Resenha: Mausoléu

30 out, 2014 Por Joi Cardoso

Duda Falcão que é um escritor gaúcho, assim como eu (gaúcha, não escritora!), e apresentou uma forma de terror inédita para mim, E isso não seria possível se não fosse uma série de fatores, como, a felicidade de ganhar um exemplar como prêmio e a ideia de fazer a Semana do Horror aqui no blog e enfim usá-lo para apresentar a vocês!
Antes de contar mais sobre o livro, vale ressaltar que Duda Falcão junto com César Alcázar outro escritor porto-alegrense fundou em 2010 a editora Argonautas com o objetivo de resgatar e divulgar a literatura fantástica brasileira do qual eles se integram. A editora é especializada nos gêneros fantásticos, privilegiando o horror, a fantasia, o pulp e a ficção científica. Agora vamos a resenha?

Seja bem-vindo, leitor incauto! Eu sou O Anfitrião! Fico muito contente que você tenha chegado até aqui para conhecer a arquitetura do My Master! Nesta obra sepulcral sua ótica humana será ofuscada por visões grotescas. Abra a porta e entre na cripta dos insanos para dormir na pedra fria do Mausoléu tendo pesadelos eternos, he, he, he, he.

Cabe ao Anfitrião nos apresentar o Mausoléu, ele nos introduz a obra e o trabalho do seu Mestre, vendo a figura horripilante que é, já podemos imaginar o que o livro nos reserva não é mesmo?! O livro contém 36 contos e alguns deles com referências fortes nas inspirações literárias do autor. Os contos vão da fantasia a ficção científica. Sem dúvidas, Falcão estabeleceu um estilo próprio, que intercala muito bem os gêneros.
O livro apresenta contos com participações do autor em antologias de editoras e também textos inéditos. Todos nos prometem cenas de horror, desde as mais leves, aos detalhados com mais intensidade. O contexto sobrenatural vai de bruxas, zumbis, vampiros e até seres não identificados, para os fãs do gênero é um deleite, tudo com a dose certa de horror sobrenatural.
Mausoléu é um livro que na minha opinião, deve ser lido aos poucos, tentei ler ele de uma só vez e pouco absorvi das histórias, então resolvi me limitar a 2 à 4 contos por dia e a fórmula funcionou. Me vi muito mais envolvida a obra de forma que tive aquele tempo necessário para refletir sobre eles e perceber os quão macabros e assustadores alguns eram.
Engana-se quem acha que os contos seguem o mesmo padrão, pelo contrário, cada um tem uma atmosfera construída e mesmo aqueles que tem poucas páginas o autor consegue passar uma visão ampla dos acontecimentos. Tarefa que acredito não ser nada fácil, deve ser digno de alguém que saiba conduzir muito bem o leitor através das palavras, visto que em poucas linhas o autor deve explicar a trama, impressionar e assustar.
Algumas citações durante a leitura me chamaram a atenção, como os contos que tinham Porto Alegre como cenário e também as homenagens a algumas inspirações clássicas do autor, como no caso de Edgar Allan Poe no conto A Pena do Corvo, que me impressionou bastante. Faltaria espaço para eu detalhar todos os contos que gostei, mas me restrinjo a falar de alguns, como um todo, a obra é toda sensacional.
Com certeza O Museu do Terror foi outro conto que me fez ansiar pela próxima página, assim como Antigos, Mascaras e Mausoléu que de certa forma introduz tudo. Onda Atômica é um conto que nos apresenta com muitos detalhes o quanto o verdadeiro causador das maldades no planeta é o próprio ser humano, característica esta que está presente na maioria dos contos, mas este fato não nos impressiona né?! Por vezes, senti que os relatos que constam no livro eram verídicos de tão assustadores que eram, com certeza foi um teste de nervos e unhas para mim.
Aos amantes do gênero terror, suspense, horror sobrenatural e a literatura fantástica em geral, indico Mausoléu que além de ser nacional tem uma escrita digna de quem estuda a temática e envolve o leitor com propriedade. Aqui você encontrará tudo que o gênero pode produzir, é um livro organizado e bem feito. O livro tem sumário e prefácio por Cesar Silva, a diagramação é linda, existem detalhes em todas as páginas e os títulos dos novos contos são bem destacados, alguns deles até com uma certa introdução com frases e trechos de músicas. Ahh.. e é claro que a ilustrações de Fred Macedo lacram tudo deixando tudo mais instigante.
Todas as imagens desse post foram retiradas do site do autor. Quer saber mais? acesse.

  • Mausoléu
  • Autor: Duda Falcão
  • Ano: 2013
  • Editora: Argonautas
  • Páginas: 336
  • Amazon

rela
ciona
dos