Resenha: A Ilha de Kansnubra

Título Original: A Ilha de Kansnubra e o Portal Perdido
Autor: Andrews Ulisses
Ano: 2013
Editora: Novos Talentos
Páginas: 280
Compre aqui

Oi pessoal tudo bem? Hoje teremos uma presença super especial por aqui. A resenha de hoje será de autoria da Thati Machado, a Thati atendeu meu pedido desesperado, e vai contribuir com esta resenha.

Olá leitores do Estante Diagonal, como estão? Antes de mais nada, gostaria de me apresentar: eu sou a Thati, do blog Nem Te Conto e estou aqui a pedidos da Joice para contar para vocês um pouquinho sobre o livro de um autor parceiro que temos em comum. O livro? “A Ilha de Kansnubra e o Portal Perdido”; O autor? O queridíssimo Andrew Ulisses. Embarquem nessa aventura e desvendem o mistério por trás de Kansnubra. A resenha foi originalmente postada no blog Nem Te Conto

O livro conta a história do tímido estudante de dezesseis anos, Garley. Ele sofre bullying e é alvo das chacotas e agressões dos valentões do colégio. Certo dia, a caminho de casa, Garley encontra um medalhão e é misteriosamente transportado para a mágica Ilha de Kansnubra, situada no Triângulo das Bermudas. Para voltar para casa e retomar sua vida, Garley precisa encontrar o portal perdido, o único meio de sair da ilha, já que o medalhão serve apenas para a entrada na mesma. Com a ajuda de Alix, Jorge, Aldrich, Johnny e Laura, Garley vai adentrar em um mundo de mistério e magia, até então desconhecido para ele. 

O livro é destinado ao público infanto juvenil e com certeza é uma excelente escolha para introduzir os jovens no universo literário. A história de Garley me cativou. Eu fiquei curiosa para saber se ele conseguiria voltar para a sua antiga vida, mais ainda para saber se ele iria querer voltar, já que em Kansnubra ele ganha alguns amigos e descobre ser o "Herdeiro", e em sua vida real ele é solitário e sofre agressões constantemente.

“− Sim, Johnny. Mas isso não é algo para elogiá-la. É ótimo que ela saiba se defender. Mas toda situação em que a violência é necessária é uma situação para lamentar.” 

O livro tem diversos pontos positivos: a escrita, apesar de ser em terceira pessoa, é fluida e bastante agradável. Perde o ritmo, vez ou outra, mas o retoma rapidamente. A capa é bonita e a diagramação é muito boa. Letras grandes e espaçamento ótimo para uma leitura ininterrupta. 

Entre os pontos negativos destaco a revisão, que deixou passar alguns erros de digitação e concordância, mas nada muito preocupante. Além disso, não consegui visualizar Garley – e seus amigos – como um jovem de dezesseis anos. Pelo seu comportamento eu diria que ele tem no máximo catorze. Além disso, desde o primeiro momento achei que tinha rolado um clima entre ele e Alix, no entanto, o livro terminou e nada aconteceu entre os dois. Senti falta também de um maior desenvolvimento dos personagens, principalmente na parte emocional. A narração, por vezes, ficou um pouco distante dos personagens.

Andrew é super atencioso e eu fiquei muito feliz com a obra dele. Notei em sua história grandes semelhanças com Harry Potter. A espada escolhe o guerreiro, assim como a varinha escolhe o bruxo. Cartoves, o banco da Ilha, se parece muito com Gringotes, o banco dos bruxos em HP. O mapa encantado, onde é possível ver a localização de qualquer criatura, se assemelha muito ao Mapa do Maroto. Jorge é super medroso e sempre dispara comentários hilários, assim como Ron Weasley.

“− Sim, mas antes você precisa experimentar só mais uma. A espada que vou lhe mostrar é muito famosa, talvez a mais famosa de todas. Ninguém consegue conquistá-la – disse Aldrich, ofegando. − Espere aí. Ela escolhe o seu dono? – perguntou Garley, franzindo as sobrancelhas.” 

Não acho que todas essas semelhanças sejam um problema... Afinal, como não amar e se inspirar no fantástico mundo de magia criado por J.K. Rowling? Acredito que o livro é uma escolha excelente para o público para qual é destinado: o público infantojuvenil. É possível que algumas pessoas mais velhas se frustem um pouco com a leitura, por isso acho importante destacar o público alvo da história. 

O livro pode ser comprado diretamente no site do autor ou através do link do cabeçalho. Caso queira adquirir o seu exemplar e incentivar ainda mais a literatura nacional, clique aqui. Espero que tenham gostado de conhecer um pouquinho mais sobre a obra, e se você gosta de aventura, magia e mistério como eu, esse livro é uma excelente pedida para você.

25 comentários

  1. Oie! Já li esse livro e adorei, muito criativo!!
    Bjs, se puder comentar nessa resenha ajudaria muito:
    http://resenhasteen.blogspot.com.br/2015/03/o-dna-da-sereia.html

    ResponderExcluir
  2. Eu ganhei esse livro de parceria e fiquei muito curioso para ler!!
    Agora com sua resenha quero mais ainda!!Mas antes tenho que terminar maze runner!!#toadorando!!
    http://infinitoparticulardoslivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Eu já li esse livro a bastante tempo, e gostei bastante, é uma leitura bem gostosinha e que passa bem rápido.
    Depois fiquei com essa sensação de que alguns personagens poderiam ter sido melhores explorados...
    Ótima resenha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lissandro, parece que sua opinião bate com o da Thati ^^

      Excluir
  4. Não conhecia o livro e concordo que a história é uma boa para introduzir jovens no mundo da leitura. Fiquei com muita vontade de ler. Parece ter muita aventura e eu AMO esse gênero. Não deixa a história ficar chata e sempre há uma movimentação gostosa na história.

    Parabéns pela parceria de vcs e boa sorte á Autora!

    abs

    ResponderExcluir
  5. Obrigado pelo apoio Joice e Thati! Muito boa a resenha!
    Um forte abraço e sucesso para ambas!

    ResponderExcluir
  6. Oi Joi e Thati!

    Adorei a resenha. Bem sincera! Eu infelizmente não faço mais parte do público infantojuvenil, então não iria gostar muito do livro HAHA, ainda assim, acho importante que a literatura brasileira esteja querendo alcançar os jovens, a base de tudo.

    Beijos,
    Mari Siqueira
    http://loveloversblog.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Oie,
    não conhecia o livro, mas achei a capa intrigante.
    Gosto de livros juvenis, acho que iria gostar da leitura

    bjos
    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  8. Amiga tenho que confessar que gostei bastante da sua resenha, até porque você soube ser bastante objetiva e direta. Eu já tenho a obra do autor em minha estante, mas ainda não tive a oportunidade de ler. Espero gostar bastante, porque só vejo ótimos comentários sobre ele. Adorei a sua resenha, porque é um gênero que eu gosto bastante e com certeza acho que esse livro vai ser um dos queridinhos da minha estante. Vamos ver né? Só lendo pra saber =x

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/03/resenha-eu-amo-new-york.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia Sil, eu estou colocando em dia todas as leituras de autores em dia ;)

      Excluir
  9. Oi Joi!
    Finalmente deixei o time das ruivas.. hahaha
    Mas isso é assunto pra outro momento. Agora quero falar desse livro que a já vi em alguns blogs e todos cheios de elogios em relação a escrito do autor...
    Parece ser bem legal mesmo!

    Beijos, O Outro Lado da Raposa

    ResponderExcluir
  10. Oi, Joi e Thati!
    Bem, não sei se a leitura me agradaria, mas vale a pena tentar, rs. Acho que quem gostaria mais do enredo seria o meu irmão, de 12 anos, pois ele adora aventura. Já vi muitos comentários positivos sobre o livro e gostei da resenha, direto ao ponto. Deve ser uma leitura fácil e rápida, mas eu gosto quando os livros se aprofundam mais nos personagens, por isso acho que ele não me agradaria completamente.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  11. Olá, tenho o livro aqui em casa, também de parceria, mas ainda não li todo, comecei e achei bastante bobinho, o personagem é bem infantil pra idade que diz no livro, além de ter me lembrado muito Percy Jackson e Harry Potter. Adorei a resenha!

    Beijos.

    http://marcasliterarias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Nossa, como é possível me apaixonar tanto por um blog?! hahah
    Espero ver mais coisinhas da Thati por aqui, gostei bastante da resenha dela e já estou correeeendo pra ir lá seguir o blog :3

    Beijo **

    http://prologuesepilogues.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  13. Volta e meia eu gosto de ler infanto-juvenil.. alguns me agradam outros nem tanto.. esse parece ser interessante..com várias aventuras... uma pena o autor não ter explorado melhor todo o potencial dos personagens..

    ResponderExcluir
  14. Oi Joy e Thati, tudo bem com vocês?
    Ih, eu sou suspeita para falar, pois adorei o livro do Andrews!!!! Eu gosto de literatura infanto juvenil, então, para esse público, esse livro é perfeito. E não me incomodo com a referência de Harry Potter, pois sou mega fã, risos...
    Gostei muito da sua resenha, você foi sincera e argumentou muito bem.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Não tinha lido resenha sobre ele e gostei da tua opinião, apesar de não fazer parte do público alvo acho que pode ser uma boa leitura.
    Tudo que Motiva

    ResponderExcluir
  16. Olá! Não conhecia o livro, mas achei a capa bem legal. Infelizmente o livro não me atraiu muito, mas creio que ele atinge um grande público e deve agradar muita gente.
    Sucesso ao autor!

    Beijos

    ResponderExcluir
  17. Gosto muito de fantasia e juvenil, o livro me interessou no começo da resenha pensei na Caverna do Dragão por causa do garoto buscar um portal perdido para voltar para seu mundo. Acho que só lendo para saber ate onde as referencias a Harry Potter pode atrapalhar a leitura mas muitos autores fazem homenagem ao universo criado por Rowling e conseguem construir uma boa historia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa Rafa não tinha percebido esta outra semelhança! Adorei. Bjs

      Excluir