Resenha: O Francês que Caiu do Céu

Título Original: O Francês que Caiu do Céu
Autor: Wagner Grillo
Ano: 2014
Editora: Scortecci
Páginas: 156
Compre aqui

O Francês que Caiu do Céu é um livro de contos do autor Wagner Grillo, com uma leitura rápida e retratando momento corriqueiros e escondidos de nosso dia a dia, os 9 contos do livros passaram pelos seus olhos sem eu nem perceber, é claro que a maneira que o autor apresenta cada conto contribui com isso.

O livro é curtinho, e os contos também, com exceção do conto que leva o nome do livro, que conta com a distribuição de 7 capítulos. Em sua seleção de conto o autor aborda assuntos com temas atuais e por vezes maquiado pela sociedade como, pobreza, traição, corrupção e também como amor, medo e memorias, tudo isso dentro do cenário brasileiro o que é sempre bom encontrar nos nacionais. Tudo em um misto de sentimentos que expõe nós meros humanos. Existe uma mistura de real e ficção e isso ajuda a envolver ainda mais o leitor.

Durante a leitura, senti que todos os contos passam uma mensagem clara para o leitor, como as pessoas buscam de maneiras sujas subir na vida, como a sociedade em si se corrompe facilmente em busca do benefício próprio, da forma como dinheiro as move e além do dinheiro, a forma como a luxuria leva as pessoas. 


Seria impossível falar de todos os contos e tornaria a resenha da obra maçante, mas três deles merecem destaque. Entre eles é claro o Francês que Caiu do Céu que contará a aventura desse francês que apareceu para salvar Efigênia e sua filha Jéssica das mãos de traficantes. Em seguida tem Decoro Para-lamentar onde um deputado federal se encontra num dilema. Ele deve escolher entre manter sua estabilidade política com sua esposa ou o amor de sua amante trinta anos mais nova. Por fim e sem dúvidas, Tempo, onde temos uma monologo inquietante e reflexivo do personagem que se encontra numa espécie de viagem temporal.


A única coisa que me desagradou foi a forma que as mulheres são retratadas, basicamente em todos os contos, algumas tem seus merecedores "finais felizes", mas o fato é que em sua maioria algumas são tratadas como um objeto sexual e isso me incomodou um pouco. Mas talvez seja por que seja a primeira vez que tenha lido algo assim. 

O que posso dizer é que todos os contos inquietam e fazem o leitor refletir. Recomendo a leitura, principalmente para o público adulto, os amantes de contos e para aqueles que gostam de ter uma espécie de revelação com a leitura. Aqui a parte feia, cruel, egoísta e mesquinha do ser humano é retratado entre os desejos e fantasias dos personagens. Wagner Grillo nos mostra a verdade nua e crua, definitivamente não é o livro que vai te fazer suspirar e isso nem é a intenção do autor ele vem para fazer você pensar.

Sobre o autor:
Tem 55 anos, nascido em Belo Horizonte e morou dois anos na Argentina, nos últimos três anos morou no Rio de Janeiro. Trabalha com produção de eventos musicais, faz captação de recurso em empresas para os Projetos Culturais. O Francês que Caiu do Céu, é um livro com nove contos: O conto Tempo por exemplo: estava viajando só de carro, viu um casal pedindo carona na estrada, lembrou quando pedia carona no mesmo local, há 20 anos atrás.

21 comentários

  1. Oi Joi! Sua linda adorei a resenha como sempre e a sua opinião sincera! Eu não gostei da capa, mas gosto de livros que me fazem refletir e tem mensagens fortes! Parabéns pela resenha! Beijos
    http://overdoselite.blogspot.com.br/2015/05/resenha-o-segredo-de-indie-tara-taylor.html

    ResponderExcluir
  2. Hello!
    Adorei a resenha sincera e é isso que gosto dos seus textos Joi.
    A capa ta meio fraca, acho que poderia melhorar para chamar a atenção do leitor. Já sobre os contos, eu leria, até gostos de alguns e são bons para distrair e tal.
    Uma pena que alguns personagens são tratadas apenas como objeto sexual, infelizmente muita gente pensa isso.
    Ótima resenha.
    Bjus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Suzzy, mas a leitura é super válida. Recomendo.

      Excluir
  3. Oi Joi,
    Eu nao tenho o costume de ler contos pq nao consigo me envolver com a estória. Me parece algo superficial, sabe?
    Mas acho interessante esse enfoque nos defeitos do ser humano...
    Abraço,
    Alê
    www.alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Te entendo Alexandre. Comigo depende mto do autor, mas o Wagner em alguns conseguiu me convencer ^^

      Excluir
  4. Muitas das vezes não conseguimos ver a história com os olhos do autor, mesmo que a história nos agrade muito.
    Sexo, Fraldas e Rock'n Roll

    ResponderExcluir
  5. Pelo o que eu entendi muitas das coisas (se não tudo) o que é retratado nos contos ele realmente vivenciou, o que é ao mesmo tempo fascinante e aterrorizante.
    Não tenho lá muita experiência com livros de conto, mas reconheço que é um modo dinâmico de leitura.
    E o melhor fator é que o livro, escrito por um brasileiro, se passa em território nacional!

    ooutroladodaraposa.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sei se tudo Raissa, mas acredito que uma pequena parte sim!

      Excluir
  6. Esses temas abordados pelo autor dariam ótimas crônicas, que têm um propósito mais claro que os contos. É uma pena o modo que as mulheres foram retratadas não ser tão bom assim.

    ResponderExcluir
  7. Se tivermos um olhar frio sem análises seria considerado um livro machista, que fala sobre sexo, traição e pilantragem... Mas quando olhamos a fundo. Paramos para analisar o que nos quer dizer cada leitura, cada história vemos uma sensibilidade sem tamanho. Não há machismo, há a realidade dos contratos sociais que nós mesmos vamos fazendo na vida. Sobre o sexo, a pilantragem e a traição, há escolhas, que também podemos chamar de contratos, mas que nos servem de exemplos para pensarmos sobre o nosso próprio modo de viver.
    Vanessa Vieira: Blog, Pensamentos valem ouro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo plenamente Vanessa/Rogeria porém, uma escolha, uma perda. O autor escolheu mostrar a verdade nua e crua, como consequência, ele abre a obra para criticas, ainda mais nos dias de hoje onde o sexismo está em alta.

      Excluir
  8. Oie Joi! :D
    Não teno muito o costume de ler contos, leio apenas quando são natalinos! *-* Mas acredito que sempre é bom ler gêneros que não se tem o costume ou na minha situação se aventurar em contos que não seja de Natal! Acho que vale a pena dar uma chance.

    Beijos e até logo! ;)
    https://worldofmakebelieveblog.wordpress.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faça isso Amanda, é sempre bom nos aventurarmos!

      Excluir
  9. Oi, não sou muito de ler contos, raramente os leio, mas esse livro parece ser realmente bom, então se eu tiver a chance dele-lo irei

    ResponderExcluir
  10. Oii.
    Essa é a segunda resenha do livro que eu leio e o outro blog deu 2 estrelas para o livro. (Então acho que não deve ser tãoooo bom né?)
    Eu particularmente não sei se leria o livro, não costumo ler contos e saber que as mulheres são tratadas como um objeto sexual já me deixa inquieta e com raiva.
    Amei a resenha e sua sinceridade
    Beijos

    http://colecoes-literarias.blogspot.com/2015/05/resenha-amor-e-ordem-o-despertar.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Taty o livro é bom. Para ruim, definitivamente não serve. Depende muito da pessoa e da visão que ela tem sobre as coisas. Basicamente é justamente está a proposta do livro.

      Bjs

      Excluir
  11. Adoro ver os nossos autores ganhando o reconhecimento que tanto merecem. Infelizmente contos não é o tipo de livro que me envolve, mas torço muito para que faça o maior sucesso kkkkk

    ResponderExcluir
  12. Gosto muito de contos. Mas lendo sua resenha acho que não leria no momento, talvez para uma leitura futura, mas gostei bastante da temática do livro e adorei a capa!
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom Lara, espero que possa ter a oportunidade de fazer a leitura no futuro e tirar suas próprias conclusões! Bjs

      Excluir
  13. Já tinha ouvido comentarios a respeito do livro e me interessei bastante ..
    Gosto muito de contos e da ideia reflexiva que alguns trazem..
    Esse por exemplo é um livro que leria sem dúvidas..

    ResponderExcluir