Resenha: Soldier – Leal até o fim

09 dez, 2015 Por Lili Dalpizol

Título Original: Soldier Dog

Autor: Sam Angus
Ano: 2015
Editora: Novo Conceito
Páginas: 248
Compre aqui
Estava mega ansiosa para essa leitura. Gosto muito de livros e filmes de cachorros, e mais ainda histórias sobre a primeira e segunda guerra mundial. Juntando os dois em um só livro então? Perfeito! Quando o livro chegou, estava com outras leituras em andamento, e acabei o deixando para depois. Com a correria dos meus dias, demorei a pega-lo novamente. Porém, quando peguei, durou 2 dias. Exatos dois dias foram necessários para eu ler esse livro. Adorei cada detalhe, e agora vou contar para vocês um pouquinho (só um pouquinho) para que vocês saibam do que se trata!
Stanley é um garoto de 14 anos, que mora com o pai, a quem chama de Da, em Longridge, na Inglaterra. Sua mãe, a quem chamava de Ma, morrera há alguns anos antes, e seu irmão mais velho, Tom, foi enviado para a guerra. O ano é 1917, ápice da primeira guerra mundial. Stanley e Da vivem em um rancho, onde treinavam cavalos e cachorros de sangue puro, e os levavam a competições. Agora na guerra, todos os 23 cavalos sangue puro de Da foram levados, e ele não vê mais sentido em nada.

“No início, Da ficou em silêncio. Em seguida, sua tristeza se transformou em raiva, seus longos e ameaçadores silêncios sendo interrompidos por repentinos ataques de fúria, enquanto seu amor por Stanley mudava para indiferença e, depois, para um doloroso desprezo.”

 

 

A cadela premiada da família, Rocket é única a quem Da ainda pode treinar, e levar nas competições. Assim, mostra-se justificado o pavor que Stanley sentiu ao notar que o portão da casa havia ficado aberto. Rocket havia fugido. O pai fica furioso, e Stanley passa os dias na rua procurando Rocket. Certo dia a cadela surge na casa novamente, Stanley imagina que agora o pai poderia voltar a ser o mesmo de antes, mas as coisas só pioram. Da, trata com indiferença, tanto a cadela como o filho. Alega que nunca mais Rocket será a mesma, pois agora já esteve com cachorros vira-latas, e logo terá filhotes “ciganos”.

Constantemente Da afirma que irá afogar todos os filhotes assim que eles nascerem, e o pavor de Stanley só aumenta. Ele aprende com a sua professora Lara Bird, tudo o que pode sobre cachorros e seus filhotes, inclusive lendo livros sobre o assunto. O grande dia chega, e os pequeninos estão nascendo. Três fêmeas nascem, e depois de 20 minutos, algo está estranho. Há um filhote nascendo com as patas primeiro, e quem ajuda no parto deste filhote, é Da. O filhote nasce fraco e logo não esta respirando. Stanley insiste, e após reanima-lo, a cãozinho, único macho, começa a se desenvolver, forte e saudável.

 

Com seis semanas de vida, Da resolve colocar todos os filhotes para adoção, menos o pequeno Soldier, que os ciganos não quiseram! Após alguns dias, Stanley acorda cedo para partir de casa, já que tem certeza que Da irá afogar Soldier na primeira oportunidade. O pavor toma conta do garoto, quando ele não encontra Soldier, e nem o pai. O rastro deixado pelo pai, é claro: ele afogou Soldier.
Stanley não podendo mais viver no mesmo ambiente do que aquele homem, que era seu pai, resolve ir embora. Ele se alista para o exército. Mentindo a idade, ele facilmente entra, já que a baixa nos soldados é constante no auge da guerra. No exército, Stanley logo vê a oportunidade de tornar-se adestrador de cães, e seu trabalho mostra-se primordial na guerra, e na capacidade de salvar inúmeras vidas humanas.

“…tudo tão facilmente legível que Stanley se surpreendeu ao sentir um lampejo de afeto por esse gigante brincalhão desajeitado.”

 

 

Não me xinguem! Eu realmente contei apenas o que está na capa do livro! Apenas com mais detalhes! Eu amei essa história, a maneira como foi contatada. Lembrar que Stanley tinha apenas 14 anos quando se alistou, chega a dar um aperto no peito, pois com certeza histórias parecidas com a dele, ocorreram. Ver a evolução dele, o amadurecimento, tudo é incrível. De jovem tímido, a uma coragem sem limites. O amor aos cachorros norteando o seu dia a dia.
Trata-se de um livro cheio de ação, reviravoltas, momentos emocionantes, e até engraçados! Ri, chorei muito! Fiquei com o coração apertado ao terminar o livro, e ver que tais fatos foram baseados em algumas histórias reais de guerra emociona demais. Fico pensando naqueles bichinhos lindos correndo em meio as saraivadas de balas, e fico pensando, que salvaram muitas vidas humanas, tudo pelo amor que sentiam pelos seus mestres e adestradores.

 

 

Espero que esse livro venha a se tornar um filme, pois com toda certeza vai ter uma legião de fãs (muita gente não gosta de ler, mas curte os filmes!). Eu com certeza vou ser uma dessas fãs! Já virei fã de Sam Angus, e ela pode escrever receita de bolo, que eu vou ler! Espero que gostem, e quem já leu, deixa nos comentários a sua opinião!
XO,
Enjoy.

rela
ciona
dos