Título Original: Sangue de Lobo
Autoras: Rosana Rios, Helena Gomes
Ano: 2014
Editora: Farol Literário
Páginas: 416
Compre aqui

Como o segundo livro das autoras Rosana Rios e Helena Gomes tem previsão de lançamento para julho, acabei aceitando a proposta da editora de resenhar o primeiro, Sangue de Lobo. Primeiramente foi meu primeiro contato com uma história sobrenatural focada inteiramente na mitologia dos lobisomens e confesso que a leitura foi uma grata surpresa.
Sangue de Lobo é uma história sobrenatural, nacional de qualidade. Rosana e Helena não enfeitam a mitologia dos lobisomens, pelo contrário, enfatizam a maldição que assombra aqueles que servem apenas a Lua. Desta forma que conheceremos Hector, filho de inglês com mãe brasileira, que fora acidentalmente mordido pela mesma, o que o condenou pelo resto de sua vida. 
No Brasil, mais precisamente em Passa Quatro, serra de Minas Gerais, Hector está prestes a contar seu segredo para Beatrice, sua amada durante tanto tempo, quando a descobre morta. Seus ferimentos são peculiares e suspeitos o que desperta nele desconfiança sob a família Albuquerque
Com capítulos intercalados com o passado e o presente, com a dita ficção com a realidade que a história é apresentada não só ao leitor, mas também para Ana Cristina e Cristiana, duas melhores amigas que revivem esta história através de uma partida de RPG com seus amigos. Na mesma cidade dos acontecimentos do século passado, elas encontram um livro, exatamente com os mesmos relatos do seu jogo e misteriosamente, assassinatos semelhantes aos de 100 anos atrás voltam a acontecer na cidade.

A história criada pelas autoras é regada de mistérios, do início ao fim o leitor é fisgado pelos capítulos que sempre terminam num cliffhanger. O envolvimento que o livro promete ao leitor é sem dúvidas o melhor dessa história e a maneira que as autoras tramam todos os pedaços dela, fizeram com que eu não largasse mais o livro.

Os personagens são bem construídos, principalmente Hector e Daniel. Mesmo os personagens secundários garantem a atenção do leitor, pois qualquer um pode ser um suspeito ou uma vítima. Estou muito feliz de ter conhecido um livro tão bom e imersivo, adorei o fato das autoras terem trabalho em solo nacional, mesmo mencionando as origens de Hector, que é Londres. Conheci esta cidade de Minas como se estivesse lá, de tão bem descrita e apresentada.

Não percebi mudança na narrativa no sentido de escrita, então não saberia dizer que partes a Rosana escreveu e que partes a Helena segurou as rédeas, nisso elas se saíram muito bem, porém, o que percebi foi mudança no andamento da narrativa, de fluida ela passava para mais arrastada, perdendo um pouco o fluxo. Estas interrupções, por vezes, eram feitas por cenas que poderiam ser resumidas ou até descartadas.
Um exemplo disso é o núcleo que envolve exclusivamente os dramas adolescentes das meninas, isso não me prendeu, senti que estas partes não casavam com a história principal. Quando colocadas no contexto certo do andamento da história elas convencem de verdade, quando não, não chega a agregar na história o que nos renderia uma boa reduzida de páginas.
Isso prolongou um pouco a leitura, mas de jeito nenhum tirou seu mérito. Confesso que fiquei bastante curiosa para saber como foi o processo de transformação do Hector, e de que maneira ele foi se adaptando com isso ao longo dos anos. Seria muita pretensão minha desejar que um dia esta história chegue em minhas mãos? Eu adoraria, ainda mais sabendo que se passaria numa outra época.

Para os apaixonados por toda mitologia que envolvem lobisomens e curiosos que procuram algo realmente envolvente, eu recomendo o livro. Sangue de Logo é um livro instigante, mesmo com um final, ele instiga o leitor para a sua continuação. Olhos de Lobo sai em julho, sem dúvidas eu quero saber mais dessa história, principalmente de um personagem em especial.
No conto Lobos, resenhado aqui, você também consegue saber mais sobre esta história criada pelas autoras. Nos vemos na próxima resenha!

rela
ciona
dos