Título Original: Ghost Tracks

Autora: Cheryl A. Wicks com Ed e Lorraine Warren
Ano: 2016
Editora: Pensamento
Páginas: 280
Compre aqui
Chegou o mês mais esperado do ano minha gente! Sim, estamos aqui novamente, em mais um Mês do Terror! Como todo mundo que acompanha aqui o Estante, sabe que eu sou fissurada por filmes/livros de terror/sobrenatural. Decidindo o que escrever, resolvi que umas das resenhas teriam que ser do livro Invocadores do Mal lançado pelo Grupo Pensamento.
Nos últimos anos, quem gosta do gênero, com certeza ouviu falar em Ed e Lorraine Warren. Um casal de investigadores, ela uma clarividente, ele um demonologista, que dedicaram cerca de 50 anos de suas vidas para desvendar e investigar fenômenos paranormais e “mistérios” que ocorreram ao redor do mundo. O livro reúne experiencias pessoais, fatos e curiosidades das investigações, além de um vasto estudo sobre a relação da história, religião e ciência com o sobrenatural. Para contextualizar o leitor, o livro é dividido em cinco seções.
Na primeira seção, Conheça os Warren, somos apresentados ao casal. Descobrimos a história de cada um, como ambos se conheceram (16 aninhos apenas!), como iniciaram uma família, como iniciaram as investigações, além de conhecermos detalhadamente a casa em que ambos viviam.

“Hoje, muita gente ainda teme o abismo da morte. A pesquisa poderá finalmente provar que, no lugar de uma borda abrupta e um final para a vida, ela continua. Isso mudaria a perspectiva da vida e nosso lugar nela.”

 

Nessa seção, um ponto interessante é quando Ed nos explica o que é ser um demonologista. Adoro essa palavra! Ele explica que não é a mesma coisa que um exorcista, já que este é um pessoa extremamente devota e treinada, e ele é, muitas vezes, considerado um demonologista “leigo”, por não ter tanto embasamento religioso.
Na segunda seção, Fantasmas: Fato ou ficção? Inofensivos ou perigosos?, Ed e Lorraine relatam assuntos e teses tratados com seus alunos em aula e nos detalham quatro estudos de casos sobrenaturais O caseiro fantasma do comandante, A inquietação de um garoto assassinado, Um entrevista espectral e O poltergeist da água. Fica claro, nessa seção, que em determinados casos, uma médium, ou profissional qualificado são necessários, ou até mesmo essenciais.
Na terceira seção, O mal: a besta ou comportamento?, somos introduzidos a alguns termos, relatados pelas próprias vítimas, e ainda, aprendemos como discorre uma possessão completa (atração, infestação, opressão, possessão e morte). A maneira como é descrito é bem detalhada, parte que com certeza desafia o leitor, é impossível não sentir medo! Além disso, somos atualizados com informações sobre um dos mais famosos casos dos Warren, o Amityville.
Na quarta seção, O inexplicável: real ou ridículo, conheceremos mais dois casos, Pé grande no Tennessee e Hotel assombrado de Highlands. Nesses casos, os Warren nos explicam a dificuldade em identificar os casos, quando trata-se de alguém apenas atrás dos cinco minutos de fama, ou quando realmente estão diante de algo paranormal. Ressaltam que algumas coisas são muito difíceis de serem explicadas, a menos que não pelo sobrenatural e ambos os casos podemos observar estas situações.

 

Na quinta e última seção, Pesquisa paranormal: charlatanismo ou ciência? somos introduzidos ao que a ciência fala sobre a parapsicologia. Muitas revelações são feitas e relatos de médicos e pesquisadores renomados são citados. Uma passagem que eu achei muito interessante foi “Talvez nosso maior medo com relação aos fantasmas seja que eles não existam. O que pode ser mais assustador do que a ideia de que a nossa vida e a vida daqueles a quem amamos sejam tão temporárias e descartáveis quanto um lenço de papel?”
Achei o livro muito interessante e esclarecedor, é difícil não acreditar na parapsicologia após ler um livro desses. Com base na citação acima, não sei se fico feliz, assustada ou qualquer outra coisa. Sem dúvidas, a leitura de Invocadores do Mal impressiona. Todos os casos são intrigantes e eu fico abismada pela coragem e curiosidade deste casal, que aparentemente não tinham medo do que poderiam descobrir.
Ed faleceu antes do lançamento da segunda edição de Ghost Tracks, do original, mas Lorraine ainda mora na mesma casa, onde atualmente abriga um Museu de Ocultismo, com diversos itens que o casal coletou ao longo de suas jornadas de trabalho, inclusive, é nesta casa que se encontra a boneca Annabelle. Lorraine segue fazendo seu trabalho em parceria com seu cunhado, Tony Spera, como consultora da NESPR, fundação criada por ela e por seu marido.

“A coisa mais bela que podemos vivenciar é o mistério. Ele é a fonte de toda a arte verdadeira e de toda a ciência. Aquele que não consegue sentir essa emoção, que não mais consegue parar para pensar e ser tomado pelo assombro, poderia muito bem estar morto: seus olhos estão fechados.” Albert Einstein

Alguns casos dos Warren tiveram tanta relevância que inspiraram filmes como Horror de Amityville, Invocação do Mal, Annabelle e outros. Nos mais atuais, Ed e Lorraine Warren são interpretados por Patrick Wilson e Vera Farmiga respectivamente.

 

Em Invocadores do Mal, com a ajuda da editora Cheryl A. Wicks, Ed e Lorraine criam uma obra de estudo e um conteúdo jornalistico único somado a suas biografias, desta forma, eternizam suas vidas como o casal que mais dedicou tempo ao estudo da paranormalidade. A narrativa é feita numa linguagem acessível o que pode atrair não só fãs, mas também curiosos e os leitores mais céticos. Para facilitar a leitura, o livro conta com um glossário e notas que enriquecem a leitura.
Eu recomendo a leitura para fãs dos gênero e também para os mais incrédulos. Invocadores do Mal é o livro ideal para um primeiro contato com a paranormalidade, sem dúvidas, se houver uma oportunidade, o livro pode mudar muitos conceitos. Espero que tenham gostado da resenha, e que ela tenha despertado um pouco da curiosidade de vocês sobre esse casal tão emblemático nos dias atuais.
Enjoy!
XO!

rela
ciona
dos