Título Original: Scandal Wear Satin
Autora: Loretta Chase
Ano: 2016
Editora: Arqueiro
Páginas: 272
Compre: SaraivaAmazon

Escândalo de Cetim é o segundo volume da nova série da autora Loretta Chase, As Modistas. O quarto livro lançado pela autora aqui no Brasil.
Se vocês acompanharam os dois primeiros livros da autora, O Príncipe dos Canalhas e O Último dos Canalhas, deve ter notado uma diferença no tipo de narrativa que a autora escolheu para Sedução da Seda. Viemos de uma escrita mais rebuscada, com tramas com pouquíssimos diálogos para algo mais informal, atraindo de vez os fãs do gênero que possam ter estranhado os primeiros livros. Na série As Modistas conheceremos três irmãs, Marcelline, protagonista de Sedução da Seda, Sophia e Leonie. As senhoritas Noirot são modistas e proprietárias de um conhecido e refinado ateliê em Londres, o Maison Noirot.
Após os acontecimentos do livro anterior, Clara Fairfax, ex-noiva do duque de Clevedon, acabou virando uma das clientes mais importantes da Maison Noirot, porém, os escândalos familiares que ocorreram em Sedução da Seda, colocaram em prova a fidelidade da cliente. Junto a isso, uma costureira rival volta a Londres e ganha o total apoio da mãe de Clara, uma marquesa influente na alta sociedade e juntas pretendem derrubar o sucesso das irmãs. Fica a cargo de Sophia Noirot, a irmã mais perspicaz e cheia de facetas, para controlar os ânimos de Clara, lidar com as intempéries que estão por vir e manter a reputação do ateliê.
Clara, mais uma vez, ganha um destaque maior neste livro e vem colecionando trapalhadas, parece não parar de fazer bobagens, frutos talvez da idade e das amarras que a prendem. Tudo piora quando Adderley, um lorde mal-intencionado e falido consegue seduzir a jovem e está prestes a arruiná-la aos olhos da sociedade Londrina. Para que isso não aconteça, Sophia, juntamente com o irmão de Clara, o conde de Longmore farão de tudo para reverter a possível desgraça de Clara.

“Havia mais naquela mulher do que as aparências revelavam: isso ele já havia percebido.”

 

Harry, o conde de Longmore é o típico nobre arrogante e sem sentimentos. Cheio de si e completamente teimoso, o conde não esconde nenhuma das suas peculiaridades, muito menos na presença de uma senhorita Noirot, uma burguesa. Totalmente opostos, Sophia e Harry precisam se entender para conseguirem executar seu plano com maestria. Ele de salvar a reputação da irmã e da família e Sophia em fazer com que uma das mais finas donzelas da nobreza londrina continue frequentando seu ateliê.
Histórias com personagens tão opostos é sinônimo de uma boa química, com toda certeza. A aventura do conde de Longmore e Sophia em busca de Clara promete muitas revelações e cenas hilariantes. O conde testa Sophia de todas as formas e seu jeito provocador desperta um desejo perigoso e desconcertante, mesmo para ela, uma mulher que sempre soube lidar com todos os tipos de situações.
Escândalo de Cetim consegue ser melhor que o anterior, Sophia tem mais personalidade que a própria Marcelline e olha que eu achei ser impossível tal feito. Sophia vem de uma família excêntrica, única e isso só contribui com a construção das personalidades das irmãs Noirot. Sem dúvidas isso é a cereja do bolo de toda a série, as fortes personagens. Do outro lado temos Longmore, um conde irritante, é verdade, mas que sabe usar sua sensualidade a seu favor, seus diálogos apimentados unidos as cenas cômicas que divide com Sophia são de dobrar qualquer leitor.
Notei que este segundo volume tem a intenção de entreter mais, deixando as questões políticas mais para o primeiro volume, como a relação da burguesia com a nobreza, algo que realmente me surpreendeu durante a leitura. Porém isso não é um ponto fraco, pelo contrário, noto que a autora vem criando espaço para trazer diversas abordagens em sua narrativa e eu estou adorando. Desta vez teremos uma trama mais envolta a investigação, com mais ação e desafios.
Muito bem-humorado e com personagens bem construídos, aos poucos Loretta Chase vem construindo minha série favorita entre os romances de época. Tarefa difícil diante tantas autoras talentosas. Novamente temos uma trama cheia de acontecimentos, reviravoltas e revelações. Não é de jeito nenhum um romance que foca apenas no romance, existe muita coisa acontecendo paralelamente, então fiquem ligados em tudo que a autora nos entrega.
Este romance de Loretta é o mais inteligente, divertido, intenso e gostoso de ler. É por romances assim que a minha paixão por romances de época se renova, não é mais do mesmo, é mais combustível para um coração que não cansa de suspirar por histórias assim. Histórias que se passam numa época onde viver um grande amor e se entregar aos próprios sentimentos era visto com maus olhos, histórias assim que clamam por personagens que deem conta de toda este peso.
Quanto a isso, a autora não deixou nada a desejar. Trouxe personagens fortes, audaciosos e que representam todo o desejo de uma época. Sophia se mostra dúbia, faceta que aprendeu desde pequena para conseguir se virar diante as dificuldades, por isso executa tudo com destreza. Harry pode ser apenas mais um libertino dentre tantos, mas foi este libertino que somou junto a nossa protagonista. Ficção ou não, saber que histórias assim podem ter acontecido, só aquece mais meu coração. Agora é esperar o próximo volume da série, Volúpia de Veludo, onde teremos como protagonista Leonie e diferente do volume anterior, ficamos sem dicas claras de quem será seu par, o que desperta mais ainda minha curiosidade.

rela
ciona
dos