Título Original: The Shadow Sister
Autora: Lucinda Riley
Ano: 2016
Editora: Arqueiro
Páginas: 512
Compre: SaraivaAmazon

Este foi meu primeiro contato com a autora Lucinda Riley e apesar de A Irmã da Sombra ser o terceiro livro da série lançado, a leitura não necessariamente precisa ser feita na ordem de lançamento. As histórias contidas em cada livro são independentes, mas também acontecem simultaneamente. Porém, antes de conhecermos a história de Estrela, vamos nos ambientar sobre do que se trata a série de As Sete Irmãs.
Pa Salt é o pai misterioso e bilionário das seis irmãs que protagonizam a série. De tempos em tempos, em suas viagens pelo mundo, o velho trazia uma nova irmã e as batizava com o nome de uma das estrelas da constelação de Plêiades. Sua morte foi repentina, porém antes de morrer, Pa deixou a cada uma de suas filhas adotivas pistas sobre suas adoções, se assim fosse o desejo delas de conhecer suas origens. 
Estrela é a irmã silenciosa, que pouco fala e pouco se posiciona, ela vive na sombra da irmã mais nova Ceci, daí o nome do seu livro que se revela com um maior significado ao final do livro. A Irmã da Sombra inicia com Estrela e Ceci se adaptando a uma nova vida. Estrela não quer deixar de lado a vida tranquila que conhece para ir atrás do mistério que envolve seu nascimento, ir atrás disso a tiraria de vez da sua zona de conforto. Porém, a rotina em Londres a deixa inquieta e enfim ela dá lugar a curiosidade. Em sua busca ela acaba no lugar que se tornaria a porta de entrada para uma série de descobertas, este lugar é a livraria de raridades de Orlando, um jovem de família excêntrica e apaixonado por literatura.

“Eu me demorei ali fora, pois sabia que entrar me faria embarcar em uma jornada que eu não sabia se queria fazer.”

Entre as pistas que Pa Salt deixou para Estrela se encontra o nome de Flora MacNichol, uma jovem que viveu 100 anos antes e que Mouse, irmão de Orlando, conhece tão bem. É através dos diários de Flora que Estrela se conecta com esta personagem do passado e percebe o quanto ela mesma tem tanto de Flora, duas jovens separadas pelo tempo, mas conectadas e libertas por uma história de superação e amor. 
Nesta narrativa descobriremos fragmentos da vida de Estrela e eu preciso confessar que meu primeiro contato com a série foi surpreendente, foi algo totalmente inesperado adentrar neste mundo criado pela autora. Algo que percebi no livro da Lucinda é a construção dos personagens. Sem grandes dramas apenas levando uma vida singela e sem grandes emoções, personagens totalmente reais e palpáveis aos meus olhos. Mesmo assim, é impossível não terminar a leitura e não querer saber mais sobre os outros personagens, as outras irmãs que acabam aparecendo por alguma eventualidade neste livro e é por isso que pretendo dar continuidade a série.

Lucinda amplia seu universo com a inserção de elementos reais em sua história, o que torna tudo mais mágico e encantador, prende o leitor do início ao fim. Na história de Estrela conheceremos parte da história da Inglaterra, sobre o reinado de Jorge VI, pai da rainha da Inglaterra e também tomaremos conhecimento sobre o posicionamento de mulheres icônicas e o comportamento da sociedade do século XIX. Todas estas referências podem ser encontradas no final do livro onde a autora lista a biografia que constrói o fundo histórico da sua obra. Para quem gosta de um bom romance com bastante contexto histórico, esta é a história indicada. 
Como mensagem final do livro, A Irmã da Sombra mostra que para encontrar a si mesmo, basta apenas existir, tocar e mudar a vida das pessoas em nossa volta com gentileza, força e até com uma pitada de uma coragem disfarçada. Pequenos detalhes capazes de grandes mudanças.

rela
ciona
dos