Título Original: What I Thought Was True
Autora: Huntley Fitzpatrick
Ano: 2016
Editora: Valentina

Páginas: 333
Compre: Saraiva – Amazon
Gwen Castle sonha com o dia que sairá da ilha onde cresceu e terá uma nova vida, longe da divisão de classes sociais que enfrenta, dos problemas de sua família e, principalmente, de seu desastroso histórico amoroso. Porém as coisas nunca acontecem como gostaríamos, por isso o passado de Gwen volta para lembrá-la de seus erros e péssimas escolhas. Ela acaba percebendo que nem tudo na sua vida é um desastre completo e que algumas coisas são mais simples do que enxergamos de início.
Mais um livro da Huntley Fitzpatric pelo qual eu me encantei. Há quase um ano eu resenhei Minha Vida Mora ao Lado e eu amei. A escrita da autora é bem simples e faz com que realmente acreditemos que aquela história poderia muito bem ter acontecido de verdade. Ela descreve as pessoas e as situações de um jeito bem palpável. Eu sei que sempre se lê esse tipo de coisas em resenhas, mas a escrita da autora é simples e ao mesmo tempo muito convincente. 
Os personagens não tem aquele ar perfeito como às vezes encontramos em alguns livros. Na verdade cada um tem seu jeito peculiar, alguns mostrando de cara seus sentimentos, outros escondendo o que pensam, só deixando vir tudo à tona no final. E você se surpreende com eles, achando que tinha sacado cada um, até que eles fazem algo inesperado.

Filosofando aqui, assim é a vida e as pessoas que conhecemos. Achamos que entendemos a personalidade de alguém, até que essa pessoa faz algo que nos surpreende. Até mesmo alguém de nossa família, que julgávamos conhecer tão bem a ponto de prever suas atitudes.

A história começa simples, como mais um young adult qualquer, nos apresentando os conflitos de uma jovem que está prestes a se formar no ensino médio e lida com as questões normais como o que cursar na faculdade, o que fazer após se formar no ensino médio, como sobreviver ao verão encarando o garoto que quebrou seu coração no passado. Esse tipo de coisa. Mas então somos surpreendidos pela responsabilidade e altruísmo de Gwen, em como ela sempre pensa em todo mundo antes dela mesma, em como ela é cuidadosa com seu irmão mais novo, Emory e se preocupa com o futuro dele.

A família de Gwen não tem muito dinheiro, então ela e o primo, Nic, tiveram que começar a trabalhar desde muito cedo. Eu consigo entender como ela consegue ser tão madura, porém, mesmo com esse jeito responsável e preocupado ela ainda é apenas uma adolescente com os sentimentos à flor da pele, que comete erros e percebe que a vida ao seu redor está mudando e que as coisas não podem ser como sempre foram.
De modo geral o livro fala sobre decepções amorosas, mudanças, transformações, amadurecimento e entender que crescer é uma coisa constante na vida de todo mundo e que não podemos ficar para sempre estagnados na vida do que jeito que ela é agora. Todas as coisas precisam mudar para evoluírem e é assim o curso da vida.

Sem mais filosofias, acho que deu pra perceber que eu gostei bastante do livro e que ele acrescentou bastante no meu repertório né? rs. Então eu recomendo a leitura para quem gosta de um bom young adult que tem muito mais a oferecer do que apenas um romance entre adolescentes.

Resenha em Vídeo

rela
ciona
dos