Título Original: Jantar Secreto
Autora: Raphael Montes
Ano: 2016
Editora: Companhia das Letras
Páginas: 360
Compre: SubmarinoAmazon

Eu não sabia o que esperar quando recebi o Jantar Secreto em casa. Eu sabia que tinha uma pegada de suspense, que saia totalmente do tipo de leitura que predomina a minha estante – composta basicamente de chick-lit e young adult. Uma coisa eu posso te adiantar, não é todo mundo que terá estômago para ler esse livro.
Dante, o narrador da história, já começa desconstruindo completamente a imagem dele, afirmando ter feito algo imperdoável. Ele nos envolve com suas palavras sem revelar ao certo o que fez e nos apresenta o enigma da gaivota. Para quem não conhece existe um jogo que envolve um enigma onde as pessoas precisam adivinhar o que acontece em uma terminada história tendo apenas algumas informações (normalmente uma frase). Para descobrir como aquilo aconteceu, as pessoas só podem fazer perguntar que envolvam respostas como “sim”, “não” ou “irrelevante”.
Para esclarecer todos os fatos de como ele chegou ao ponto de se autodeclarar um monstro, Dante volta até o tempo em que se mudou de uma cidadezinha do interior do Paraná com mais três amigos para estudar no Rio de Janeiro. Todos recheados de esperança para crescer na vida e em suas carreiras. Mas eis que ao se formarem, o país está em crise. Ter um emprego e sustentar o padrão de vida carioca já não é possível. Para pior, eles adquirem uma dívida de 25 mil reais que precisa ser paga o quanto antes.
Depois de pensar em todas possibilidades, eles resolvem proporcionar jantares no apartamento que alugam para juntar o dinheiro necessário. Mas um deles, Leitão, resolve fazer uma brincadeira anunciando na internet que eles ofereceriam carne humana em seu menu. Para a surpresa de todos, várias pessoas se mostram interessadas e oferecem muito dinheiro para experimentar essa nova “iguaria”. Em um jantar, eles conseguiriam o dinheiro necessário para quitar toda a dívida.

Raphael Montes, autor do livro, escancara toda a ganância existente no ser humano na busca incessante por poder e dinheiro. Ele também questiona nossos hábitos alimentares baseados na cultura. Afinal de contas, é impensável comer carne de cachorro no Brasil, mas é super natural comer na China. Ou carne de vaca que é super popular aqui, mas na Índia a vaca é considerada sagrada. A escrita dele é impecável com descrições fortes e reviravoltas chocantes do começo ao fim.
Durante a leitura, e inclusive agora escrevendo essa resenha, eu senti vários momentos de desconforto. Eu fiquei bastante intrigada pela minha curiosidade de saber mais sobre essa história tão mórbida, como se de certa forma eu fosse conivente com ela, como se a minha curiosidade, de alguma forma, se comparasse com a curiosidade dos personagens por experimentar carne humana. Eu me senti completamente envolvida com história e tenho certeza que a escrita do Raphael Montes foi a grande responsável por isso. Se você tem estômago para isso, vale muito a pena ler esse livro.

Resenha em Vídeo

rela
ciona
dos