Título Original: Edgar Allan Poe – Medo Clássico | Volume I

Autor: Edgar Allan Poe
Ano: 2017
Editora: Darkside
Páginas: 384
Compre: SaraivaAmazon

De 1809, Boston, o autor, poeta, editor e crítico Edgar Allan Poe deixou um legado extraordinário para a literatura estadunidense e mundial. Completamente atemporais, suas histórias continuaram ganhando vida através dos séculos, inspira e impressiona milhares de fãs e apreciadores até nos dias de hoje. 

Essencialmente, Poe expõe o pior e o melhor do ser humano em seus contos, as construções de narrativas curtas do qual ele virou um dos pioneiros. Suas obras envolvem, principalmente, o mistério e os elementos do terror, trabalha com o medo e suas vertentes, como a loucura, a morte e o sofrimento. Além disso, Poe também ganha créditos nos gêneros da ficção científica e policial, com a criação do detetive sagaz e peculiar Dupin, personagem que no futuro inspiraria um dos detetives mais conhecidos da cultura popular criado por Arthur Conan Doyle.

Atualmente, tudo que conhecemos como terror teve ou tem uma pitadinha da essência de Edgar Allan Poe. São vários os formatos, são inúmeras as edições, as traduções e as adaptação das suas obras, seja na literatura, no teatro ou até mesmo na música. Como eu poderia deixar de conhecer a obra original do mestre da literatura fantástica? O autor doutrinou centenas de discípulos que disseminam o gênero em toda sua grandeza e mistério. Sem dúvidas, acabo de descobrir algo que nunca envelhecerá, algo que me deixou maravilhada e impressionada em todos os sentidos.

“De todos os temas melancólicos, segundo o entendimento universal da humanidade, qual é o mais melancólico de todos? A morte foi a óbvia resposta.” 

 

São tantas as curiosidades que envolvem a vida de Edgar Allan Poe que, após esta leitura, tentarei, pelo menos um pouco, transmitir como foi a experiência em ler pela primeira vez algo do autor e como foi minha entrega e total envolvimento com a escrita e narrativa. De início, imaginei que ler Poe seria uma odisseia e tanto, imaginei que eu encontraria dificuldades ao longo da leitura, que não me adaptaria com o vocabulário e assim por diante. Porém, para minha surpresa, não tive nenhum problema. A presença do temor é como se fizesse parte do ritual necessário antes de adentrar no mundo do autor. Uma simples preparação para o que se está prestes a ler.

O certo é que me surpreendi, a atmosfera criada pelo autor em cada conto te envolve completamente. Os cenários, os personagens e suas mentes deturpadas vão nascendo e se encaixando em cada história de forma que seja impossível cada conto não se eternizar em nossas memorias, tudo é tão vivido que é possível visualizar cada cena. Uma das melhores coisas que notei ao longo da leitura, é a participação involuntária que o leitor tem com a narrativa, em alguns casos, o narrador se comunica diretamente com o leitor efetivamente.

Para facilitar a leitura e contextualização, a edição nacional ganhou uma divisão de temas de acordo com as histórias. Assim teremos acesso aos contos separadamente da seguinte forma: aqueles que falarão sobre o Espectro da Morte, os Narradores Homicidas – estes que mais me envolveram -, as façanhas do Detetive Dupin, as Mulheres Etéreas e por fim, o Ímpeto Aventureiro. Ao final, teremos três versões de O Corvo, obra de maior importância no legado de Poe. Teremos contato a tradução de Machado de Assis, de Fernando Pessoa e também a versão original em inglês. Junto a ele, teremos um texto de apoio do próprio autor sobre a composição de O Corvo, a forma como o criou desde a atmosfera que gostaria de transmitir durante a leitura até o uso das palavras.
Nesta primeira edição do Medo Clássico, Edgar Allan Poe irá apresentar situações de terror e todas suas faces. Histórias onde teremos contato com o sobrenatural mesclado a realidade, cortejaremos a insanidade e tudo que a mente humana pode criar. O autor não poupará histórias com personagens problemáticos, não poupará sangue e assassinatos, aqui veremos a morte de perto, nua e crua em todas suas formas e fundamentos. Por outro lado, nem só de sangue é feita estas páginas, teremos outros contos de cunho mais filosóficos e até aqueles que Poe surpreende com seus conhecimentos científicos.

Assim como suas obras, Poe teve um fim misterioso e enigmático. Levantando teorias sobre as reais causas da sua morte. O que sabemos é que através da força de suas palavras, o autor continua vivo em com suas obras. Sua passagem física pela Terra pode ter sido breve e cheia de percalços, mas suficiente para se consagrar eterna e popular. Sem dúvidas, a causa disso, acredito eu, se fez pelo fato das histórias de Poe conterem muito de sua própria vida. Assim suas obras ganharam alma. 
Edgar Allan Poe trouxe inspiração para o mundo e estabeleceu caminho únicos para a literatura mundial. Plantou uma semente e falava com tanta propriedade sobre os terrores do mundo e da natureza humana que seu legado vive e ainda viverá por muitos anos. Após esta leitura e enfim conhecer sua obra, entendo o quanto Poe mudou a visão de muitos com seu brilhantismo e genialidade, apenas retratando a realidade na ficção.

Com esta edição linda, a Darkside presenteia os velhos fãs e promete levar para aqueles leitores mais temorosos, a oportunidade perfeita para conhecermos a obra de Poe. Temos enfim a chance de conhecer algumas das principais obras do autor em uma única edição, desfrutando do misterioso, do desconhecido e do fantástico. É verdade que nunca algum autor chegou perto do talento do autor, portanto, permitam-se conhecer estas histórias e desvendem as facetas do ser humano de uma forma completamente acessível e definitiva.

A obra ganhou o prefácio e uma nova tradução pelas mãos da pesquisadora e tradutora Marcia Heloisa. As ilustrações presentes no livro são de autoria de Ramon Rodrigues e a edição também conta com algumas fotos da casa habitada pelo autor nos anos de 1837 a 1844. A edição física está perfeita, em preto e trabalhada com detalhes em dourado, a edição soft touch leva personalidade para a estante. Como um livro é pouco para tudo que Poe deixou para nós, esta edição é apenas o volume I. O volume II deve sair em breve.

rela
ciona
dos