Resenha: Sem Juízo

Título Original: Overruled
Autora: Emma Chase
Ano: 2017
Editora: Universo dos Livros
Páginas: 304
Amazon - Saraiva

Emma Chase ficou nacionalmente conhecida através da série Atraído, lançado por aqui pela Universo dos Livros. A série foi um sucesso e conquistou uma legião de fãs, encantados por sua escrita carismática e bem-humorada, pelos seus romances sensuais que só ela parece criar. Em 2017, a editora aposta na nova série da autora, Legal Briefs é um spin-off da primeira, onde no primeiro volume, teremos como protagonistas Stanton Shaw e Sofia Santos. 

Stanton Shaw é um advogado em ascensão de Washington, conhecido como o "encantador de júri" Stanton vem estabelecendo sua carreira na Adams & Williamson, um dos mais antigos escritórios de advocacia da cidade. Porém, quem lhe conhece hoje não imagina que seu sotaque sulista tem um porquê. Nascido e criado em Sunshine, Mississipi, ele nasceu no campo, entre campos e tratores e lá também foi onde se apaixonou por Jenny com quem teve uma filha ainda quando adolescentes. 

Após o nascimento de Presley, os anos passaram e Stanton nunca desistiu do sonho de ser advogado, porém, isso teve um amargo preço. Passando pouco tempo ao lado de Jenny, com quem estabeleceu um relacionamento aberto devido à distância, e da filha que já está bastante esperta, Stanton recebe em casa um convite de casamento. Jenny iria se casar com outro e agora ele estava disposto a voltar para Mississipi e tentar reconquistar "sua garota" enquanto há tempo.

"Isso é um eco do passado, do que fomos um dia, das promessas que fizemos, da paixão que vivemos. Mas um eco não é real, não podemos criar uma vida com base nele. Um eco é só a memória de um som."


Ao seu lado está a sua conselheira, Sofia Santos. Os dois mantém uma amizade colorida, sexo sem compromisso, apenas isso. Após o pedido desesperado de Stanton, Sofia acaba aceitando seu pedido, de acompanha-lo até ao Meio-do-Nada, uma cidade onde tudo e todos se conhecem e as notícias se espalham na velocidade de um furacão. Como Sofia conseguirá ocultar seus sentimentos quando sua cabeça e seu coração parecem travar a mais épica das batalhas? 

A premissa de Sem Juízo é extremamente interessante, histórias que se passam no interior sempre me animam e com este não foi diferente. Não foi à toa que consegui concluir a leitura de forma tão rápida. Na escrita de Emma Chase contém tudo aquilo que me foi prometido. É fluida, engraçada. Sabe ser sensual quando precisa e a autora também sabe criar personagens. Sofia é uma personagem incrível, sem dúvidas o tipo de mulher que queremos do nosso lado. Extremamente inteligente, independente, sagaz, sensual e determinada. Um mulherão!



Porém, Stanton deixou (e muito) a desejar. Tudo bem, o cara realmente tem presença, mas sua falta de sensibilidade e egoísmo me incomodou na maioria das vezes. Imaginar que Jenny estaria a sua mercê sempre que retornasse enquanto ele se divertia na cidade grande, mesmo após anos, me pareceu bastante hipócrita da parte dele. Colocar Sofia nesta situação então, nem se fala. Irreal! Mas eu confesso que esta parte, eu procurei abster para não criar a problemática que o enredo não precisava, quando na realidade a proposta é ser apenas uma comédia romântica.

Tirado isso de questão, o enredo de Sem Juízo é do tipo que diverte. Que te arranca risadas e vejam só, que até emociona em algumas partes. É a típica história que eu assistiria numa sessão da tarde com muita pipoca e refrigerante! É algo fofo, nada tão profundo, pois não é esta a intenção, mas que cumpre o objetivo de entreter com todas as confusões que encontramos aqui. Como disse, conclui a leitura em um dia, então eu recomendo a leitura para quem quer relaxar um pouco e se desligar do mundo.



O livro é tão família, por todo este plot de interior, onde todos se conhecem, que o leitor até estabelece uma relação mais intima com os personagens. A trama até permite que alguns se destaquem, como no caso de Jenny que é perfeita. Acho que é por isso que é tão difícil desapegar. O melhor amigo de Sofia, Brent e o colega de quarto de Stanton, Jake Becker também são maravilhosos, esbanjam carisma e protagonizam os melhores diálogos. Tanto são, que o próximo volume da série será protagonizado por Jake. Drew Evans faz uma baita ponta aqui também, vamos pegar duas fases dele, o solteiro mulherengo que já conhecemos de Atraído ao homem devoto e apaixonado, então, quem quer matar a saudade é uma ótima pedida.

Como um apanhado geral, Sem Juízo, até pode ter tido suas falhas no início, mas também houve espaço e oportunidade para a autora se redimir e me conquistar. Juntos, Stanton e Sofia formam um ótimo casal, os dois já se conhecem, então, não há razão de apresentações e descobertas desnecessárias. É de forma gradual que os dois vão se envolvendo emocionalmente e aos poucos vão, não só se convencendo, mas também convencendo o leitor que passa a torcer pelo casal. Por este e por tantos motivos que a leitura de Sem Juízo é uma grata surpresa, um respiro dentre tantas leituras complicadas. É uma comédia romântica cativante e com uma narrativa irreverente, daquelas que adoramos amar.

9 comentários

  1. Oi! Eu li esse livro no comecinho de Maio e amei! Eu também acho que a história serve para a gente se divertir, nada de complicações demais no enredo, coisa que facilmente agrada. Eu também vi muitas resenhas, inclusive a minha, que acha o Stanton idiota ao ponto de achar que sua ex-namorada estaria a mercê dele, mas acredite, existem pessoas assim que criam ilusões deste tipo, e sair delas ás vezes requer tempo e um belo tombo. Por isso e pela Sophia e os demais personagens, eu adorei a leitura e super recomendo.
    Beijo! Leitora Encantada

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Eu não li nada dessa autora, mas esse livro me chamou bastante atenção pela trama. O advogado como personagem principal e algo raro de ver mas gostei bastante dele por mas que ele teve que lutar pelo sonho dele de ser um advogado e também ele obtem uma decisão difícil de continua com sua vida ou conquista a garota dele, um elo bem difícil!

    ResponderExcluir
  3. Oi Joice!!!
    Então já tinha lido que a escrita da autora é muito diferente que só ela sabe escrever de uma maneira especial, mas ainda não li nada ai eu fico meio perdida em alguns livros, mas nada que impeça de começar a ler alguns, gostei da resenha e mostra realmente que a autora escreve romances bem gostosos.
    Abraços!!!

    ResponderExcluir
  4. Também não me simpatizei com o personagem achei arrogante da parte dele, enquanto se diverte a mocinha tem que esperar por ele fala sério rs. É aquele tal ditado só da valor quando perde. A leitura parece ser divertida e nos leva a refletir sobre nossas escolhas e suas consequências, pois para seguir seu sonho ele abriu mão da família digamos assim.

    ResponderExcluir
  5. Joi!
    O mais importante é ler de forma descontraída e poder curtir a leitura, mesmo que não seja um livro perfeito, ainda assim traz os dilemas da relação familiar (e aberta) que o protagonista tem com a mãe de seu filho, ao tempo de sua relação atual, também sem compromisso. Difícil de aceitar, mas fácil de entender.
    “A sabedoria dos homens é proporcional não à sua experiência mas à sua capacidade de adquirir experiência.” (George Bernard Shaw)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE MAIO 3 livros, 3 ganhadores, participem.
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi.
    Não conheço a escrita da autora, mas imagino uma boa leitura, principalmente para quem gosta desse gênero.
    Sua resenha está ótima.
    Obrigada pela dica.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Eu não conheço a autora, mas gosto desse género de livro. Por ser fã de séries procedurais e tudo relacionado à direito, gostei muito da dica!

    ResponderExcluir
  8. Oi Joi,
    Não li nada da Emma ainda mas o pessoal elogia bastante. Gosto de livros com essa leveza e toque de comédia romântica.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Oi!
    Ainda não li nada dessa autora, mas a serie Traída está na minha lista de leitura, gostei desse livro, a mocinha me conquistou, ela parece ser forte, determinada e do tipo que torcemos muito, mas o mocinho, já pela sinopse e a resenha ele me decepcionou muito, por isso pelo menos por enquanto esse não é um livro que irei ler !!

    ResponderExcluir