Resenha: Fragmentos do Horror

Título Original: 魔の断片
Autor: Junji Ito
Ano: 2017
Editora: Darkside
Páginas: 224
Amazon - Saraiva

Junji Ito é um conhecido artista de mangás japonês, especializado no gênero do terror. Após 8 anos, desde o lançamento de New Voices in the Dark, o artista volta para o mercado editorial com uma nova coletânea, Fragmentos do Horror. O mangá é o primeiro lançado pelo selo Darkside Graphic Novel e estas histórias não poderiam estar integrando uma casa melhor.

Está é minha primeira experiência com o autor, mas pelo que li, percebo que Junji Ito não tem reservas ao explorar o extraordinário. É perceptível que o artista desenha o que imagina, sem perder tempo para ponderar o que pode causar as pessoas ou agrada-las. As coisas não precisam fazer um sentido lógico e nem poderiam, afinal, o terror é criado através do desconhecido e com isso é possível criar as mais diversas histórias. É com isso que Ito trabalha, suas histórias causam conflito e desordem em nossas cabeças, são nauseantes, perturbadoras e extremamente bizarras, mas que cativam o leitor por serem bastante cruas e despertarem uma certa curiosidade mórbida.

A coletânea é composta por oito histórias, oito contos de terror igualmente inusitados e eficazes em impressionar o leitor. Dentre os que mais me impressionaram está o repugnante Pássaro Negro, onde um ser misterioso está disposto a alimentar o jovem protagonista com uma carne um tanto quanto duvidosa e Tomio - Gola Rulê Vermelha é um conto bastante agoniante, juntamente com Magami Nanakuse. Por fim, o que mais me agradou foi a A Mulher que Sussurra. Neste conto em especial o autor falará sobre relacionamento abusivo e a influência que uma pessoa consegue ter sob outra, mas claro, sem perder o tom estarrecedor que a premissa exige.

"...tinha um gosto horrível... a carne..."


Os assuntos abordados por Junji Ito são variados e todos trabalhados de formas mirabolantes. Algumas histórias até carregando um tom cômico devido as suas bizarrices. Em suas histórias, Junji Ito trabalha o verdadeiro terror dentro da cultura oriental, gênero que até então só tive contato através dos cinemas. Ver isso estampados nas páginas, em cada traço ou expressão desenhada só confirma para mim que só o terror japonês consegue ser verdadeiramente assustador e perturbador em todos os sentidos.

É interessante ler no posfácio da obra, Junji Ito questionando-se se realmente fez um bom trabalho com esta nova coletânea, e se sua aptidão para o gênero teria enfim retornado depois de tanto tempo longe. Espero de coração que o artista tenha escutado seus fãs e tenha recebido o feedback que ao meu ver merece, porém, entendo que para os fãs mais dedicados de Ito, Fragmentos do Horror possa não ser sua melhor obra e tenha apenas mantido a média. O que eu possa dizer é que para mim, uma viajante de primeira viagem, tudo funcionou conforme o seu propósito. Acredito que a coletânea funcione para atrair novos leitores para o gênero, e quem sabe, abrir uma nova porta para o autor conseguir evoluir e criar novamente suas costumeiras histórias de terror que, após esta leitura, estou supercuriosa para conhecer.




A edição está muito bonita. Tomio, de Gola Rulê, estampa a capa, que também reproduz vários elementos que irão aparecer durante as histórias. Em um acabamento em verniz também é possível notar outros elementos das histórias, mas perceptíveis apenas quando colocados contra a luz, achei este detalhe sensacional para um mangá como este. Todo o trabalho gráfico é espetacular, realmente a arte de Junji Ito é cheia de detalhes. Uma informação que achei interessante de se compartilhar é que a tradução do mangá foi feita diretamente do japonês, então sem chances de que qualquer coisa tenha passado aqui.

Para quem nunca teve algum tipo de contato com um mangá, a leitura deve ser feita de trás pra frente e sempre da direita para esquerda. Parece confuso no início, mas lhes garanto que durante a leitura você nem vai perceber que estará lendo assim. A leitura passa a ser instigante, e apesar de todo o material grotesco e repugnante que encontraremos por estas páginas é uma leitura possível de ser concluída em apenas algumas horas, ou seja, se você assim como eu gostar de cortejar a excentricidade que existe no processo criativo de Ito, sem dúvidas vai curtir muito a leitura.



Mas não se esqueça que Fragmentos do Horror é uma coletânea para quem tem estômago forte. Eu recomendo a leitura para quem gosta do gênero, mas para quem deseja simplesmente embarcar no mundo dos mangás, tenham em mente que talvez estas histórias não sejam as mais indicadas para se começar se você se impressiona facilmente. No geral, por serem histórias curtas, o leitor poderá ter contato com diversas facetas do autor e perceber do que está mente alucinante é capaz. Quem sabe, depois, até poderá se aventurar por mais histórias de Junji Ito.

22 comentários

  1. Joi, depois da sua resenha resolvi que mudei de ideia e me interessei por ele! hahaha
    Adorei as ilustrações e o tema dos contos, acho que não dei oportunidade ao ler sobre ele no lançamento...hahahaha
    Obrigada pela resenha!
    Beijosss

    ResponderExcluir
  2. Oi, Joi!!
    Estou adorando esse novo selo da Darkside!! Cada graphic novel mas legal e interessante do que a outra!! Como gosto bastante de estórias de terror com certeza vou amar ler esses oito contos de terror do Junji Ito!!
    Bjoss

    ResponderExcluir
  3. A Darkside só tem coisa linda! Não costuma publicar coisas que eu leria, porque sou medrosa. Mas mesmo assim é tudo lindo!
    :)

    ResponderExcluir
  4. Olá.
    Não tenho costume de ler mangás, mas com o selo DarkSide, já fiquei muito curiosa!
    Parece ser uma leitura forte e com ilustrações muito bem produzidas. Gostaria de ler!
    Ótima resenha e indicação.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Não estou acostumada a ler mangás, eu sempre me perco em toda ordem que temos que seguir haha
    Mas a darkside ta com ótimos livros nessa área, bem legal esse novo selo.
    As ilustrações parecem estar muito bem feitas e a edição está maravilhosa.
    Fiquei bem curiosa!

    beijinhos
    She is a Bookaholic

    ResponderExcluir
  6. Adoro os mangá do Junji Ito! Pra quem gosta de mangá de terror leia os dele que são perfeitos <3
    Fiquei louca quando vi que a DarkSide ia lança esse mangá e tenho que dizer ela fez um maravilhoso trabalho nele, ficou suuuper lindo *-*

    ResponderExcluir
  7. Eu gosto muito dos livros da Darkside, e gosto bastante de quadrinhos. E até achei a história desse livro interessante, mas confesso que não fiquei com muita vontade de ler ele. Mas essa edição está realmente bem bonita!
    Bjss ^^

    ResponderExcluir
  8. Confesso que não me interessei nenhum pouco por esse livro. Eu até gosto de ler livros de terror de vez em quando, mas esse livro parece bem pesado e bizarro, e eu não tenho o estomago forte. E também não sou muito fã de HQ nem de mangá. Então realmente acho que não iria gostar muito do livro :/

    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Oi Joi,
    Nunca li mangá, mas tenho vontade, só preciso achar um que chame atenção e acredito que Fragmentos de horror possa ser o escolhido. Minha experiência com histórias de terror oriental foi através de filmes (muitos deles), que tenho que dizer são muitos bons para dar um pouquinho de medo, por isso seria interessante ler uma história do gênero através de outro meio. Junji Ito é um artista autêntico e isso é perceptível em seu trabalho. As imagens são muito intensas e, diria, perturbadoras, algo que só confirma a aptidão do artista para construção de histórias fortes e dignas do terror.

    ResponderExcluir
  10. Confesso que li e fiquei um tantinho decepcionado. A arte é um primor, acho incrível a maneira como ele mistura as técnicas pra gerar mais impacto visual. Mas segue uma fórmula: apresentação de personagem, apresentação de um problema muito foda e encerramento com um visual impactante. Muita coisa previsível e muitos clichês usados no roteiro, fora alguns furos que faz as estórias perderem impacto... Criatividade vem de um lado, mas a mesmice também chega do outro...

    ResponderExcluir
  11. Joizinha, agora que você já leu Fragmentos do Horror, quero que me diga com sinceridade ... Você ficou com medo ??? Será que eu vou ficar com medo ??? Oo
    Acho que vou ter que dar uma folheada nesse livro quando for numa livraria, pra tirar a dúvida, pois até agora tô na dúvida com relação a ele, rsrsrsr
    Morrendo de medo ...

    ResponderExcluir
  12. Ei Joi.
    Já vou confessando que tenho tudo, menos estomago forte.
    Gostei da premissa e os contos me parecem realmente assustadores, mas como já comentei não é para mim com toda certeza, eu sou muito medrosa para m,e aventurar nesse tipo de livro, adorei essa capa, mas infelizmente não é para amim.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  13. Joi!
    Como ainda não li nada do autor, nem tenho parâmetros para comparar, mas posso dizer que gostei muito de todo enredo 'sanguinário' e carregado de horror, fiquei bem curiosa, mesmo porque os livros da DarkSide tem sempre uma diagramação diferenciada que vale a pena a leitura.
    Desejo uma semana mais que tranquilo e abençoado!
    “Deus com Sua infinita Sabedoria, escondeu o Inferno no meio do Paraíso para que nós sempre estivéssemos atentos.” (Paulo Coelho)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE AGOSTO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
  14. Joi! Nossa, já amei! Adoro graphic novels, sempre curto bastante as histórias, ainda não houve decepções. E eu também adoro mangás, e esse por ser contos de terror, achei bem legal, me interessou muito! Adorei sua resenha, já vou colocar ele no meu Quero Ler hahahaah

    ResponderExcluir
  15. Não sou de ler mangá não conhecia o autor, mas pelo visto suas historias causam um terror e como gosto de terror fiquei curiosa em conhecer essa, pois parece ser horripilante e deixar o leitor mexido e mais ainda sendo da DarkSide. Gostei das ilustrações estão muito boas. E que capa!!

    ResponderExcluir
  16. Ola!
    Que interessante esse livro, não conhecia esse autor. A forma dele demonstra sobre o terror foi incrível, ao ver as imagens me deixou até com uma pitada de medo. Tem uns contos bem interessante e com certeza seria uma ótima leitura.

    ResponderExcluir
  17. Nunca li Mangás e eu quero muito, pois parece ser uma experiência bem legal e a cada dia as editoras estão apostando nesse formato!
    Achei a capa do livro bem legal e super haver com os contos de horror que estão neles! Não sou muito fã desse gênero, porém acho que é sempre bom lermos coisas novas.

    ResponderExcluir
  18. Oi Joi,
    Se essa é a melhor obra do autor eu não sei, mas que ele me atraiu não há dúvidas! Essa coletânea é um ótimo desafio para eu sair da minha zona de conforto, já que ainda não li mangá e não curto nenhum pouco terror kkk. Achei os contos muito peculiares e perturbadores, os traços do autor mostram o quão bizarros são vistos o terror na cultura oriental, apesar de que na minha opinião todo tipo de terror é extremamente perturbador kkk
    Fiquei curiosa para conferir esse livro, mas não é um investimento que faria no momento.
    Beijos

    ResponderExcluir
  19. Olá Joi ;)
    Não gosto muito de livros desse gênero, mas surpreendentemente fiquei curiosa para ler o livro!
    Não sei se estou falando besteira, mas essas loucuras que acontecem, pelo menos as que você citou, parecem vir direto da série Black Mirror haha
    Adoro quando o autor usa desse tom cómico como você disse que ele usa, para balancear as bizarrices eu imagino kkkkk
    Não sei se leria o livro agora, não estou nessa fase, mas quem sabe em breve né.
    Adorei seus comentários, e sua resenha está ótima, parabéns ;)
    Bjos

    ResponderExcluir
  20. Está dica eu lhe digo eu deixo passar com certeza, até porque nunca tive contato com mangá, e não tenho estomago forte, e talvez este não seja o livro ideal para começar a ler este tipo de obra, pelo menos não ao meu ver, mas enfim, e uma trama muito bem construção, com ilustrações reais, e por isto quem e fan deve estar louco para ter está obra em mãos.

    Participe do TOP COMENTARISTA de AGOSTO, para participar e concorrer Ao livro "Dois Mundos", o primeiro da série "Tesouros da Tribo de Dana" da escritora Simone O. Marques, publicado numa edição linda pela Butterfly Editora.
    http://petalasdeliberdade.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. O mangá parece ser bom, mas eu não gosto de terror hahahaha, sim eu sou medrosa, por isso não pretendo ler, mas achei bacana termos um mangá que possui 8 contos, quem sabe futuramente quando eu deixar de ser medrosa eu venha a ler.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir