Título Original: Sorrisos Quebrados
Autora: Sofia Silva
Ano: 2017
Editora: Valentina
Páginas: 240
AmazonSaraiva


Após o sucesso que foi sua publicação no Wattpad com mais de 1 milhão de leituras e com o apoio de muitos fãs, Sorrisos Quebrados, da autora portuguesa Sofia Silva, chega finalmente no Brasil. Neste livro a autora dá voz a três personagens que refletem um lado obscuro da nossa sociedade. Três personagens que provarão através de suas histórias que apesar de todas as intempéries da vida, de todos os tombos e obstáculos, sempre há a possibilidade de saltar e voar.

Primeiramente, em um capitulo extremamente forte, conheceremos Paola, uma jovem mulher que tirou a sorte grande ao conseguir um bom casamento. Ela que entre todas suas amigas era a menos interessante, justamente ela, tinha conquistado Roberto, o homem mais cobiçado entre as mulheres. Porém o seu sonho de princesa quase terminou em um filme terror, quando depois de casados, Roberto se revelou uma outra pessoa, um homem ciumento, controlador e agressivo. Seis anos depois de vivenciar este relacionamento doentio, acompanhamos Paola em uma nova jornada, tentando curar suas feridas físicas e psicológicas.

Ela vive na clínica de reabilitação de Rafaela, que a idealizara com o intuito de transformar o local em um abrigo para todos que buscassem ajuda, seja qual fossem os seus problemas. Foi desta forma que André, pai de Sol, uma garotinha que apresenta traumas e dificuldades de socialização, encontrou ajuda. Foi em uma de suas visitas que André avistou pela primeira vez Paola, que acabara de ter um episódio de pânico, justamente no aniversário do fim do seu pesadelo. O encontro acaba pegando Paola desprevenida e André sem saber como reagir adequadamente acaba piorando ainda mais a situação.

“Nossa expressões podem não ser verdadeiras. Um sorriso pode esconder tristeza ou falsidade. Podemos aparentar apatia, quando, por dentro, estamos vivenciando todos os sentimentos com intensidade, ou fingir tristeza quando é mentira. Isso não acontece comigo.”

Provavelmente Sorrisos Quebrados foi uma das leituras mais cruas que fiz nos últimos tempos. Extremamente forte em alguns aspectos, Sofia Silva escreve esta história com suma delicadeza, de forma sensível e embalando o leitor pelas diversas feridas que todos os personagens carregam neste livro.  A história ira girar essencialmente em torno da vida de Sofia, porém sem deixar de lado André que também carrega seus próprios fantasmas e de Sol, uma garotinha de apenas quatro anos que já esteve à mercê da violência no seu pior retrato.
A magia da história está nas cores. Paola expressa toda sua dor e todos seus sentimentos através da pintura. E é através de suas cores que ela entra na vida de André e Sol, os colorindo, levando vida para duas almas perdidas na escuridão. Toda esta poesia nas palavras de Sofia me encantou e me arrebatou em cada página. As cores, as tintas, o neon e as estrelas, ajudam a escrever a história desses três personagens, vai os moldando, os revelando ao leitor numa história incrivelmente verdadeira, intensa, dolorosa de certa forma, mas extremamente sensível e cheia de amor. 

Gostei muito de a autora trabalhar profundamente relacionamentos abusivos e a violência contra a mulher, mesmo de uma forma tão forte. É forte é verdade, choca, mas infelizmente é a realidade de muitas mulheres pelo mundo. Cada linha das atrocidades que Paola é condicionada neste livro já aconteceu com pelo menos uma mulher que você provavelmente conhece. A realidade dói, machuca, mas é necessária. Sofia traz isso para as páginas na medida certa, com o peso que precisamos carregar para compreender tudo que acontece, com cada recomeço, com cada conquista. Sem isso, as emoções contidas nessa leitura não seriam iguais.

Trabalhar violência infantil também não é um trabalho fácil, mas a dor de Sol é sentida em cada gesto e fala da personagem. Ter a perspectiva dos fatos através dos olhos de uma criança com certeza irá despertar no leitor todo o tipo de empatia e angustia. Aquele sentimento de querer ajudar e prometer para uma alma tão inocente que nada de mal acontecerá com ela novamente. Quanto a isso, André desempenha o seu papel como um anjo protetor, um pai amoroso e extremamente preocupado com o futuro e bem-estar da filha que ama tanto.

Durante a leitura tive apenas uma ressalva. Uma cena em particular entre André e Paola me causou um certo incomodo, foi uma cena mais sensual que aos meus olhos, confrontada com toda bagagem traumática de Paola, me pareceu desnecessária para o enredo. Um detalhe que não mudaria em nada na história se não existisse, mas também não é algo que tira toda a beleza do livro. A Valentina manteve a capa independente do livro publicado pela autora e nós leitores não poderíamos estar mais gratos. Após a leitura compreendemos o significado de cada detalhe deste trabalho gráfico e primoroso. 


Histórias como a Sorrisos Quebrados nos proporcionam esperança, de que a felicidade pode chegar mesmo nos corações mais partidos. Espero que ela chegue em seus corações assim como chegou no meu. Que a realidade não nos corrompa completamente, que a dor nos transforme, mas não definitivamente, que possamos nos fortalecer a cada dia e guiar nossas próprias vidas. Mesmo sendo uma ficção, tenho certeza que este livro conta a história de muitas Paolas, muitos Andrés e Sols, conta a história de várias pessoas quebradas, mas que podem encontrar o amor para juntar seus pedaços.

rela
ciona
dos