Dunkirk

Lançamento: 27 de julho de 2017
Com: Fionn Whitehead, Tom Hardy, Mark Rylane, Harry Styles
Gênero: Guerra, Histórico, Drama


Dirigido por Christopher Nolan, diretor muito conhecido por Batman Begins, Dunkirk é um filme que divide opiniões. Eu particularmente gosto de filmes com temática da Segunda Guerra Mundial e achei incrível o resultado.

Em Dunkirk conheceremos a operação Dínamo, mais conhecida como a Evacuação de Dunquerque, onde soldados aliados, durante o início da Segunda Guerra, são sitiados pelo exército alemão. A tarefa é resgatar estes soldados ao longo de uma violenta batalha. A partir daí temos três perspectivas diferentes para acompanhar – um roteiro tríptico.

No litoral de Dunkirk – Dunquerque em português -, na França, acompanhamos o soldado britânico Tommy (Fionn Whitehead) tentando embarcar de volta para casa entre 400 mil soldados que tinham a esperança de fugir vivos dos ataques dos alemães. Pelo “ar”, os pilotos, entre eles Farrier (Tom Hardy) dão apoio aéreo aos soldados que estão na praia e eles precisam lidar tanto com os ataques do inimigo, tanto com a quantidade de combustível. A terceira perspectiva se dá através do mar, único modo de evacuar todos esses soldados, de onde vinham barcos particulares requisitados pela Marinha Real para ajudar na evacuação. Nisso acompanhamos Sr. Dawson (Mark Rylane), seu filho mais novo e o amigo do menino, que utiliza do seu pequeno barco de passeio para ir ajudar no resgate dos soldados.



O filme tem uma dinâmica ótima intercalando entre cada ponto de vista. Christopher Nolan aproveita para brincar um pouco com o tempo deixando que algumas coisas se encaixassem ao longo da história. Fiquei muito feliz de ver novamente Mark Rylane atuando em um filme de guerra. Para quem não se lembra, ele ganhou ano passado o Oscar de Melhor Ator Coadjuvante com Ponte dos Espiões. Os personagens foram muito bem construídos e é muito fácil criar uma relação com cada um deles. Da mesma forma que é muito fácil sofrer torcendo para que eles sobrevivam.


Lançado no segundo semestre de 2017, lembro que sai do cinema com a certeza de que ele receberia várias indicações ao Oscar, mas não imaginava que ele pudesse ser o segundo filme com mais indicações – no total são oito categorias e com exceção das categorias de Melhor Filme e Melhor Diretor, o resto das indicações são em categorias mais técnicas. Como eu vi no cinema foi possível sentir a qualidade técnica usada nos efeitos sonoros e visuais, estão dignos das indicações. Mesmo assim, eu acredito que ele tem fortes concorrentes e não sei se levará todas as estatuetas para casa.

Baseado na história, Dunkirk reconta um fato marcante nas operações militares da Segunda Guerra Mundial. A evacuação aconteceu entre os dias 26 de maio a 04 de junho de 1940, datas fiéis a linha temporal do filme. Outra curiosidade sobre é que a ideia surgiu depois que Nolan realizou a travessia do Canal da Mancha e uma das condições era que o mesmo deveria ter o mínimo de diálogos possíveis. Além disso, as filmagens ocorreram na própria Dunquerque.

Dunkirk é um filme para quem gosta da temática de guerra, isso é um fato. Acredito que as pessoas que não gostam tanto do gênero possam cair para o lado das pessoas que acharam o filme maçante, mesmo Christopher Nolan tendo feito tudo para torná-lo mais dinâmico. De qualquer forma, para quem se deixar envolver pela história ficará tenso do começo ao fim e ainda poderá deixar algumas lágrimas rolarem.

rela
ciona
dos