Título Original: Reunited
Autora: Colleen Houck
Tradução: Alves Calado
Ano: 2018
Editora: Arqueiro
Páginas: 416
Amazon

Terceiro e último livro da série Deuses do Egito, A Coroa da Vingança foi o meu favorito de todos. Por ser o desfecho de uma trilogia, esta resenha poderá conter spoilers.A história começa após Lily, a protagonista, perder suas memórias. Ela está na fazenda da avó e não se lembra de suas aventuras no Egito, nem do submundo e muito menos de Amon, o Príncipe do Sol, e seus irmãos. Só quando Tia e Ashleigh, a leoa e a fada que estão no corpo de Lily se manifestam, é que ela se mostra disposta a acreditar que já não é mais apenas humana e que tem uma missão pela frente.

Quem não leu os dois primeiros livros dessa série, O Despertar do Príncipe e O Coração da Esfinge, não faz a mínima ideia do que estou falando e seria mesmo impossível de entender, isso porque Colleen Houck criou uma história muito bem construída, e em cada livro as aventuras de Amon e Lily vão se tornando mais perigosas e mais difíceis. É uma daquelas histórias em que várias coisas precisam acontecer antes do desfecho e antes de os personagens poderem ficar em paz.
Como eu tinha lido o segundo livro, O Coração da Esfinge, há muito tempo, fiquei meio confusa no começo, mas logo fui me lembrando de tudo. Exatamente por tantas coisas terem acontecido e tantos personagens terem surgido e desaparecido ao longo dos dois primeiros livros. Mas esse último, com certeza, é o livro em que mais reviravoltas acontecem e você fica se perguntando o que dessas coisas faz parte da mitologia egípcia e o que é puramente criação da autora.

“Todo mundo aparentava estar muito seguro de que as coisas incríveis que ele descrevia tinham acontecido de verdade. Eu não conseguia acreditar. Aquilo tudo não podia se referir a mim. Por que eu sairia de Nova York para seguir uma múmia?”

Muitas vezes eu fiquei pensando de quanto tempo Houck deve ter precisado e quanta pesquisa ela deve ter feito para conseguir construir essa trama tão densa e rica em detalhes. São muitos personagens, cenários e histórias dentro de uma série. Fiquei sinceramente impressionada com a criatividade da autora, pois não deve ter sido fácil desenvolver tudo isso.

Além disso, fiquei muito feliz de ver mais sobre os irmãos do Amon, Ahmose e Asten. Os três tem personalidades bem diferentes, mas que conquistam o leitor do mesmo jeito. Foi empolgante e ao mesmo tempo angustiante ver que os três irmãos se afeiçoaram por Lily, mas cada um por uma parte diferente dela, já que Tia e Ash frequentemente assumiam o controle do corpo de Lily e tinham a oportunidade de serem elas mesmas.
Outro ponto positivo é a capa do livro, que é uma das mais lindas da minha estante. Adoro esse efeito metalizado e a cor púrpura. O trabalho de edição da Arqueiro ficou impecável e só posso agradecer à editora por não ter desistido dessa série. Esse é o volume que tem mais páginas de todos os três, mas acho que foi o que li mais rapidamente, exatamente pelo ritmo dos acontecimentos que foi muito mais fluido que o segundo, por exemplo.
Enfim, A Coroa da Vingança é uma fantasia com mitologia egípcia com uma grande pitada de romance. É um dos meus gêneros favoritos de leitura e me agradou demais, eu li as primeiras 276 páginas de uma vez e só não terminei o livro no mesmo dia porque tive que ir trabalhar. A autora encerra bem a série, entrelaça todas as pontas soltas e proporciona aos leitores um final digno de deixar saudades. Recomendo demais essa leitura.Curtiu? A autora Colleen Houck escreveu outra série de fantasia baseada na mitologia indiana, você pode conferir as resenhas de A Maldição do Tigre aqui.

rela
ciona
dos