Tomb Raider | A Origem - Crítica

Tomb Raider

Lançamento: 15 de março de 2018
Com: Alicia Vikander, Daniel Wu, Dominic West, Walton Goggins, Kristin Scott Thomas
Gênero: Aventura, Ação

Lara Croft já é uma velha conhecida para os consumidores de games em todo o mundo. Desde 1996, data de lançamento do primeiro jogo, Tomb Raider se transformou em um ícone da indústria por sua jogabilidade e por apresentar uma protagonista feminina, que mesmo na baixa qualidade de vídeo da época, já demonstrava características estereotipadas em cima de uma personagem mulher.

O formato seguiu-se assim até no lançamento da sua primeira adaptação para os cinemas, estrelado por nada mais do que Angelina Jolie, a personificação da personagem. Jolie apresentou tudo que esperávamos da personagem, atitude, atributos físicos e a personalidade da heroína, trabalho reconhecido em sua sequência, Lara Croft: Tomb Raider - A Origem da Vida. Não foi à toa que se transformou na maior bilheteria inspirada em um game. 

Esta imagem de Lara Croft começou a dar os primeiros passos para a mudança em 2013, quando o game intitulado, apenas com Tom Raider fora lançado, definido para não fornecer qualquer ligação com os jogos anteriores, inclusive, apresentando uma Lara Croft mais humana em relação a suas atitudes e fisicalidade. É baseada nesta personagem e no enredo deste jogo que Alicia Vikander dá vida a Lara Croft em Tomb Raider - A Origem


Há sete anos, Richard Croft (Dominic West) sumiu sem deixar rastros e só agora Lara resolve aceitar a morte do pai. Prestes a assinar os papeis de sua herança como herdeira de todas as propriedades da família, Lara descobre um curioso artefato, que dá início a todo o quebra-cabeças por trás do desaparecimento do pai e no que ele estava envolvido. Ela resolve largar tudo e partir em uma expedição a bordo do navio Endurance, pilotado por Lu Ren (Daniel Wu), possivelmente, o último contato vivo de Dominic, porém, ao chegar a costa da Ilha Yamatai, um acidente acontece lançando Lara e Lu Ren no mar.

Como fã desta nova fase de Tomb Raider, posso afirmar que o longa dirigido por Roar Uthaug é uma ótima adaptação. O cenário, o figurino, a movimentação de câmera e a dinâmica de Alicia em cena somado a todos os pequenos detalhes da trama, um live action digno para um game que conquistou um grande público. Há muitas semelhanças entre o jogo e o filme, inclusive, é possível fazer um paralelo entre a atuação de Vikander e a jogabilidade do game de 2013.

Existem pequenas mudanças no roteiro comparado ao original, mas nada que alterasse o que realmente importa, a origem de uma personagem icônica, bastante próxima do seu público final e que consegue se identificar com os obstáculos que a personagem irá enfrentar. Com qualquer filme de origem o filme apresenta certos clichês já conhecidos em relação do gênero, nada que desaponte visto que o mesmo é a adaptação de um jogo conhecido e que mantem por anos a mesma fórmula de sucesso. Desenvolvendo uma visão mais ampla entre as adaptações cinematográficas, até é possível se surpreender com o tom de realidade que o enredo se utiliza na problemática final da trama de Tomb Raider - A Origem. O filme não recorre a explicações sobrenaturais aos mistérios e lendas que existem por trás dos segredos da Ilha de Yamatai. Algo que, por exemplo, não aconteceu nos filmes de 2001 e 2003 que apresenta minions de pedras e até manipulação no tempo.



Muito se especulou sobre a escolha da atriz e vendo Vikander em ação eu não conseguiria escolher outra atriz mais preparada para dar vida a esta nova versão de Lara Croft. Para justificar a noção que a personagem tem sobre luta e a sua própria força, a trama nos apresenta, logo nos primeiros minutos do filme, uma Lara ativa, frequentadora assídua de academia e com conhecimento gerais de lutas corpo a corpo. 

De modo geral, Vikander interpreta bem seu personagem, o esforço é real e não há dublês. A atriz entrega uma personagem com o carisma e temeridade que a trama pede, um preparo óbvio para possíveis novas aventuras da personagem. Aquela imagem da heroína com muita pele a mostra fica guardada no passado. A atriz convence, afinal uma mulher pode salvar o mundo apenas com sua inteligência e habilidades. Tomb Raider - A Origem apresenta o que é prometido, entretém com suas cenas de ação, diverte e conta com uma personagem capaz de despertar a curiosidade de um novo nicho de fãs e não só aqueles que procuram apenas a objetivação da mulher nos cinemas e nos games.

O filme também conta com uma excelente trilha sonora, dentre as músicas temos Survivor do ex-grupo Destiny's Child, produzido remixado pela 2WEI. O restante é assinado por Junkie XL de Batman Vs Superman, Deadpool e Mad Max.

12 comentários

  1. Nunca joguei nenhum jogo nem conheço a história da personagem. Dá para ver este filme de boa? Ou é interessante procurar informações prévias para entender melhor?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dá sim, como é a história da origem da personagem você pode ver tranquilamente que vai entender tudo!

      Excluir
  2. Confesso que estava bem apreensiva com a mudança da atriz para a personagem principal.
    Mas esta é a segunda crítica que leio e deu para entender perfeitamente que a moça deu bem conta do recado! Sem ficar devendo nada a Jolie!
    E isso é muito bom!
    Assisti os filmes anteriores e mesmo sendo bem avessa a games, adorei os enredos, a ação e claro, as coisas mirabolantes que vão acontecendo no roteiro.
    Gostei de ler também sobre a trilha sonora, na minha humilde opinião, isso é parte fundamental em um longa!
    Claro que verei!
    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bem?

    Eu joguei os dois jogos dessa nova geração da Lara, e estou muito ansioso por esse filme! Nos jogos pelo menos ela é uma pessoa frágil e comum, e ao longo do enredo ela vai se transformando na corajosa Lara que conhecemos!

    Fiquei um pouco com o pé atrás quanto a tirarem o fator sobrenatural da história, pois no jogo pelo menos é parte importante do enredo, mas se vc diz que não prejudicou a obra, fico feliz!

    Se tudo der certo logo vou ao cinema conferir a obra!

    Abraço!

    Marcelo Brinker
    Leitura Kriativa
    http://leiturakriativa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu achei que ficou bem inserido esta escolha do enredo sabe? Ainda se tratando de uma história de origem, é interessante manter a trama bem comum, sem nada mirabolante no início!

      Excluir
  4. Joi!
    Não entendo nada dos jogos, porque não é muito minha praia, mas assisti os filmes com a Angelina Joile e fico feliz em saber que pouca coisa foi mudada da versão original, trazendo a mesma essência. e bom também saber que a nova atriz escolhida, fez seu papel de maneira exemplar. Estava com medo, porque para superar Angelina é difícil.
    Quero poder assistir.
    “Quando choramos abraçados e caminhamos lado a lado. Por favor amor me acredite, não há palavras para explicar o que eu sinto...” (Renato Russo)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA MARÇO: 3 livros + vários kits, 5 ganhadores, participem!
    BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São Lara's bem diferentes, mas cada uma representando bem seu papel!

      Excluir
  5. Já joguei o jogo o antigo e gostava, assisti os filmes e achei muito bom, esse ainda não assisti, mas vou. Não gosto quando muda os atores, mas fazer o que, que bom que não deixa a desejar com uma personagem forte e corajosa.

    ResponderExcluir
  6. Eu sinceramente não entendo muito dos jogos e eu não sabia que tinha outros filmes mas eu fiquei bem curiosa principalmente em relação a trilha sonora que eu adorei a versão de Survivor que fizeram para o filme então espero conferir o trabalho em breve e quem sabe eu até me arrisque a jogar o jogo

    ResponderExcluir
  7. Eu não jogo vídeo game e não assisti aos filmes anteriores. Mas sua resenha me deixou com vontade de assistir A Origem. Vou ver se ainda encontro ele em exibição nos cinemas da minha cidade. :)
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que consiga, está muito legal! Beijos

      Excluir
  8. Oi!
    Pelo que vi a filme remete muitas coisas do jogo o que para os fãs vai fazer toda uma diferente, gostei muito das images pois mesmo ão jogo Tom Raider da para reconhecer como cenas de um jogo, trailer ficou muito om e gosta da Alicia Vikander como Lara quero agora ver a atuação dela no filme !!

    ResponderExcluir