Título Original: Renitências do Amor – Série Predestinados
Autora: Ligia Ortiz
Ano: 2017
Editora: Independente
Páginas: 464

Há quatro anos eu tive o meu primeiro contato com a autora Ligia Ortiz e parece mentira, mas já se passou tanto tempo e saber que a série Predestinados vem me acompanhando como leitora desde então, faz com que esta leitura seja um tanto quanto querida e esperada. Também fico imensamente feliz em ter e estar acompanhando a jornada da Lígia, desde a publicação do seu primeiro e-book até a publicação desde segundo livro de forma independente. Ao terminar Renitências do Amor, tive certeza que Ligia tem um caminho lindo e repleto de sucesso pela frente, sem sombra de dúvida.
Renitências do Amor é o segundo livro da série Predestinados. No primeiro, Nas Proximidades do Amor, conhecemos Nalu e Alec e neste segundo, acompanharemos a jornada de Thais e Lucas, melhor amiga e irmão de Nalu. A leituras dos livros podem ser feitas de forma independente, entretanto, saiba que se você optar, primeiramente, pela leitura do segundo, você poderá pegar pequenos spoilers sobre o primeiro livro.
Desde o livro anterior, percebemos o quanto Thais e Lucas guardam para si uma história incompleta, momentos compartilhados que deixaram marcas e feridas abertas mesmo depois de 3 anos. Desde então, o relacionamento entre ambos nunca passou de um simples cumprimento, afinal, ambos têm um elo forte que os une, Nalu. Tudo vale a pena por ela. É por este motivo que o próximo encontro dos dois parece inadiável. Nalu voltará ao Brasil em breve para se casar em Lins, propriedade da família, então, resta a Laura – mãe da noiva – e Thais, a organização do casório. O reencontro com Lucas é iminente e com isso o passado ressurgirá com uma força esmagadora, revelando sentimentos que durante muito tempo ambos tentaram enterrar.

“Pois é o que somos, fogo. Combustão certeira de sentimentos, sem distinção onde começa um e acaba o outro.”


Narrado pela perspectiva dos dois personagens, Ligia Ortiz vai revelando ao leitor o passado de Lucas e Thais e o que os levaram a viverem em pé de guerra, que é atualmente o relacionamento -quase que inexistente – de ambos. Alternando entre passado e o os acontecimentos do presente, iremos acompanhar os dois se engalfinhando em cada encontro, em cada palavra trocada, a cada provocação e consequentemente, mágoa deixada. 

Thais é uma mulher bem resolvida, que sempre viveu a vida da melhor maneira possível, sem amarras ou reservas. Descolada, libertina e sabendo o que gosta na cama, relacionamentos por diversão para ela nunca foram problema. Mas isso nunca a impediu de entregar seu coração quando o amor realmente acontecesse. Já Lucas é um homem criado no campo, regido por tradições e um olhar conservador, porém com um grande coração. Uma mistura dúbia e amarga em um relacionamento tão avassalador, juntos, mesmo em tão pouco tempo, Lucas e Thais foram do céu ao inferno, pois havia muito o que aprender. Com personalidades tão marcantes, os personagens envolvem o leitor num emaranhado de desentendimentos e tudo está prestes a vir à tona novamente com reencontro dos dois.
Mais uma vez a autora arrasa muito com o que ela trabalha neste livro, assim como o primeiro, Lígia trabalha a mensagem de que a confiança, o diálogo e sinceridade num relacionamento é tudo. Precisa ser tudo, pois sem isso, só existe decepção e mágoa. Somado a isso, Lígia ainda frisa bem o posicionamento machista de Lucas, que, talvez, tenha sido condicionado a isso por seu convívio, mas jamais deveria ter permitido que isso o moldasse. É deste amadurecimento e aprendizado que essencialmente Renitências do Amor vai falar, sobre todos os passos que um relacionamento saudável deve passar para dar certo, principalmente, quando um dos lados está dominado por ciúmes e desconfiança e tem sua companheira como sua propriedade.

Nós leitores iremos penar com ambos os personagens, teremos vontade de esgana-los por cada atitude impensada, moldada pelo simples fato de estarem cegos de raiva, mas cada processo durante a leitura é válido para que compreendemos as provações que este casal precisa passar para conseguirem, principalmente, se perdoarem e estarem juntos. É cada problema que poderia ser facilmente resolvido com apenas 5 minutos de conversa, mas a autora rege tudo com tanta intensidade que nós, leitores, acabamos impotentes, como mero espectadores, como de fato somos.
Já li muitos livros que abordam a mesma temática, muitos inclusive pulicados por grandes editoras, mas nenhum me tocou de forma genuína suficiente para que me convencesse. Mas mais uma vez Ligia fez isso comigo, me domina por suas palavras e não me restou mais nada a não ser torcer que no fim tudo desse certo. 
Não posso concluir esta resenha dizendo que ao final tudo serão rosas, mas com certeza, tudo que li e tudo que os personagens passaram por estas páginas é só o início de uma longa e árdua jornada, de um relacionamento que se ama intensamente, que deseja ficar junto, mas que ainda tem muito a aprender. Problemas sempre irão existir, num relacionamento de 4 meses ou em um de 14 anos, como no meu caso, cabe ao casal, encontrar o equilíbrio perfeito entre o orgulho e a compreensão. É isso que autora faz aqui, nos prova que com amor e confiança as coisas podem dar certo.

É preciso destacar que em nenhum momento Lucas foi abusivo com Thais, até por que, se você conhecer a Thais, perceberá que ela jamais permitiria isso, e isso a faz ser uma personagem extraordinária. Acho importante destacar isso pois vivemos numa época onde a romantização de relacionamentos problemáticos está em debate, mas este não é o caminho que percorreremos por aqui. Aqui temos um casal que mal se conhece, mas que ganham uma segunda chance para passarem por cima de qualquer mal-entendido, que quebram paradigmas, se desprendem de preconceitos e amadurecerem como pessoas e em seus posicionamentos. Só acima de tudo isso, poderão viver este sentimento de forma completa.

Por fim, Renitências do Amor, mantém a fórmula de narrativa do primeiro livro, porém, muito mais madura, Ligia Ortiz encanta e emociona o leitor com uma história visceral e que irá sacudir cada fibra do seu ser. Derrubei muitas lágrimas por estes dois personagens, mas cada uma valeu a pena. Foi ótimo voltar a Lins Ligia, muito obrigada por me proporcionar isso. Espero do fundo do coração que a série Predestinados continue revisitando o Estante Diagonal sempre que puder, pois ele sempre estará de portas abertas para você.

Conheça a série Predestinados:

1. Nas Proximidades do Amor

2. Renitências do Amor

rela
ciona
dos