Título Original: The Life Between Us
Autoras: Greer Hendricks e Sarah Pekkanen
Ano: 2018
Editora: Paralela
Páginas: 352

Vanessa é uma mulher de 37 anos, recém divorciada e com sérios problemas de depressão e alcoolismo. Após a separação, ela vê sua vida mudar completamente, desempregada, deixando a mansão e a fortuna que tinha ao lado do marido, para morar com sua tia, em um simples apartamento. Entretanto, ao saber que seu ex-marido pretende se casar novamente, sua vida toma uma nova configuração e sua missão é impedir que esse matrimônio aconteça.
Nellie é uma linda jovem, de vinte e poucos anos e professora de uma escola de infantil em Manhattan, onde mora. Apesar de ostentar, aparentemente, uma calma e tranquilidade provenientes da juventude, a jovem guarda um segredo obscuro sobre seu passado, que após anos ainda a atormenta. Mas, ao conhecer aquele que viria a ser seu futuro marido, Nellie se sente protegida novamente.
Observando essas duas mulheres, notamos um contraste absurdo, entre uma mulher amargurada pela vida e uma jovem cheia de sonhos e ambições. É quase impossível pensar em um elo que una duas pessoas tão distintas. Porém, entre essas duas mulheres há um homem, Richard. Um homem bem-sucedido, muito bonito e romântico. O garoto propaganda de um conto de fadas. Ex-marido de Vanessa. E noivo de Nellie. Você já faz ideia do que virá, não é? Não, você não imagina! Vá por mim, você não faz ideia do que te espera.
“Dizem que a esposa é sempre a última a saber. Mas não foi meu caso. Simplesmente preferi fingir que não vi. Jamais pensei que fosse durar. Meu arrependimento é uma ferida aberta.”

“Chegou a hora de parar de fazer suposições” é um dos conselhos que há na contracapa do livro. Daí você pensa (ou foi o que eu pensei): “Nossa, que clichê! Me pedir para não fazer suposições em um livro”. Aí você lê o primeiro capítulo, imaginando que já sabe o desenrolar da história até que ocorre uma reviravolta inesperada. Sua primeira suposição se cai. E continua fazendo suposições atrás de suposições até que todas elas se caem e você começa a realmente levar o conselho em consideração.

Greer Hendricks e Sarah Pekkanen, autoras do livro, pelo visto não brincam em serviço, quando o objetivo é escrever um thriller psicológico que envolva, que seduza e que te surpreenda, sempre. E foi exatamente assim que me senti, com essa leitura. Hendricks era editora de livros e já publicou no New York Times Publishers Weekly, sendo esse livro sua estreia como escritora. Sarah Pekkanen, também autora da obra, possui outros livros publicados como All Is Bright, The Opposite Of Me, The Perfect Neighbors e An Anonymous Girl (outro em conjunto com Greer Hendricks), mas apenas A Mulher Entre Nós foi trazido para o Brasil.
A Mulher Entre Nós, te leva a acreditar que a história se trata de uma mulher, com problemas psicológicos sérios, devido a um relacionamento abusivo. Mas, de repente, você muda de opinião novamente. E então, você começa a achar que a mulher é que sempre foi uma louca, incorrigível. Opa! Acho que você pode estar errado novamente. Ligar os pontos, estar atento a todos os detalhes é imprescindível para que você perceba todas as dicas encobertas durante a leitura.
Não há como falar desse livro, como ele merece, sem dar um spoilers. Por isso, me limito a dizer, que esse livro realmente, foi a leitura da minha vida, assim como eu já havia sido avisada, na contracapa também. O livro é fantástico e a leitura é muito envolvente e cativante. Depois que começa, não há como desistir ou ler apenas um parágrafo.
Para quem gosto de livros de thriller psicológico/suspense, assim como eu, A Mulher Entre Nós é uma super indicação de leitura agradável. O desenrolar da história é algo surpreendente e nos atrai para a leitura. As autoras envolvem o enredo com maestria e foram muito habilidosas em amarrar todos os pontos em um livro de estreia. Uma dica para quem deseja se envolver pelas surpresas do gênero e pela ambiguidade de bons personagens. 

rela
ciona
dos