Resenha: Breaking Bad - O Livro Oficial

Título Original: Breaking Bad: The Official Book
Autor: David Thomson
Ano: 2017
Editora: Darkside Books
Páginas: 224

Publicado em 2017, ano em que que o seriado completava 10 anos de existência, Breaking Bad - O Livro Oficial é uma edição de fã para fã. Ao destacar detalhes da produção de uma das séries dramáticas que, definitivamente, marcaram o imaginário de espectadores espalhados pelos mais diversos pontos do globo, este livro ressalta o poder contido em cada episódio das cinco temporadas que compõem o seriado. Ao demonstrar apreço e cuidado com detalhes de todo o desenvolvimento do projeto gráfico, desde o papel escolhido para impressão, até a qualidade das imagens que ilustram as páginas desta edição, reconhecemos um pouco da vida que pulsava enquanto esta história seguia seu curso natural em meio as telas da TV.

Partindo das ideias e pensamentos que permitiram a criação dos primeiros esboços daqueles que seriam os desafios e trajetória de Walter White, chegando a greve de roteiristas que assolou Hollywood e, com muita força de vontade, trabalho duro e corrida contra o tempo, não interferiu na qualidade da história que era narrada, o livro destaca os percalços de construir uma história e lutar para que a mesma ganhe vida. É verdade que o processo de criação do seriado passou por dificuldades no meio do caminho, mas os frutos que colheu foram maiores, uma vez que conquistou fãs e prêmios por onde passou.

Na primeira temporada, conheceremos Walter White (Bryan Cranston), um professor de química do Novo México que leva uma vida simples, mas que precisa manter uma jornada de trabalho dupla para atender as necessidades de seu filho Flynn (Mitte), que possui paralisia cerebral e de sua esposa Skyler (Anna Gunn), que recentemente descobriu uma segunda gravidez. Porém a tranquilidade da vida de Walter se desfaz quando no seu 50º aniversário ele descobre que está com câncer no pulmão, já em estágio terminal. Com os dias contados, Walter precisa reunir, de forma rápida e abundante, uma boa herança para sua família. Com a ajuda de um ex-aluno traficante, Walter utiliza dos seus conhecimentos em química para produzir um tipo de metanfetamina diferente, para assim adentrar no mundo do tráfico de drogas. Definitivamente, a vida de um homem comum de meia idade deixa de existir e Walter precisará enfrentar não só as ameaças óbvias dos criminosos que atuam na região, mas também despistar a suspeitas do próprio concunhado, que é um importante agente Antidrogas.



A jornada de Walter White não termina aqui e por ser tão extraordinária sua história se estendeu por sete temporadas, onde Bryan Cranston e Aaron Paul atuaram de forma magistral. A dupla de atores (e de personagens) garantiu aos fãs e apreciadores cenas memoráveis, onde era possível compreender cada um extravasando em seus papeis, compartilhando emoção e extremos com o público. Quantas falas você consegue repetir neste exato momento? Quem não vibrou com o icônico, "now, say my name"? Sem dúvidas, o destaque e grande parte do sucesso de Breaking Bad se deu a figura do protagonista. Walter White é quem vicia, quem hipnotiza, quem dita o ritmo e quem mantém o público vidrado na série, do início ao fim, durante toda sua jornada até o desfecho digno que recebeu.




Dentre os mais variados detalhes técnicos apresentados ao longo do livro, os mais interessantes, talvez, sejam aqueles ligados a fotografia e cores empregadas na criação dos episódios. Os conceitos, intenções e motivos por trás da escolha da cor verde para um Walter White ácido e determinado, o preto utilizado pelo personagem em seu período mais baixo ou o contraste entre o amarelo seco do deserto e o azul opressivo do céu, possibilitam ao leitor, não apenas a compreensão de nuances de personagem e mensagens escondidas, mas também o acesso a ferramentas de interpretação de seriados e filmes que, pouco a pouco, podem transformar toda sua experiência enquanto espectador.

As locações escolhidas, os cenários magníficos do deserto seco e opressor, os trailers que explodem em chamas, as descrições de posições de câmera aqui expressas são um prato cheio para os fãs apaixonados, mas também para apaixonados pela criação de cenas e narrativas que, por meio de elementos visuais, devem fazer sentido para o espectador. É claro que toda a questão de maquiagem, trilha sonora e objetos usados em cena recebem o devido valor ao longo deste livro, mas, ouso dizer que as questões visuais “clássicas”, como fotografia, coloração e locação serão sempre as minhas preferidas.



Tudo isso e muito mais pode ser encontrado nesta edição lindíssima, trazida pela Darkside Books para o Brasil. O livro faz um apanhado rico de todo o conteúdo da série, David Thomson, primeiramente, introduz o leitor fazendo uma avaliação da mesma e dos personagens para logo depois termos em primeira mão uma entrevista com Vince Gilligan, o criador de Breaking Bad. Depois sim, adentrarmos nos sete capítulos que dissecam segredos da trama acompanhados por fotos e detalhes dos bastidores.

É desta forma, de fã para fã, que se mantém viva essa história sombria, dramática, impactante e icônica, esta edição é um tributo a um seriado sensacional, mas também serve como porta de entrada para aqueles que, assim como eu (Izabel), nunca tiveram a chance de conhecer Walter White e, seja por meio de imagens, descrições ou detalhes técnicos, acabaram por, também, apaixonar-se pela série.

9 comentários

  1. Oi, meninas.

    Apesar de já ter ouvido falar, não sabia do que se tratava o seriado. Acredito que tal livro, seria uma oportunidade única para conhecer a mesma (mesmo que de maneira, talvez, um pouco rasa), as características e os diversos aspectos provenientes.

    ResponderExcluir
  2. Oi Joi e Izabel,
    O quanto eu já ouvi falar bem de Breaking Bad já deveria ser o suficiente para me fazer assistir a série, mas como sempre tenho muitas outras em andamento fica difícil conseguir um tempo para que novas séries entrem na lista. O plot da série é muito interessante e leva o espectador a questionar diversas questões em relação ao certo e errado. Para quem é fã da série esse guia deve ser um grande presente, pois mostra detalhes que vão além do que os episódios transmitiram. E sendo uma edição da Darkside não tenho dúvidas de que será um desejado para muitos leitores.

    ResponderExcluir
  3. Nunca assisti a série mas só ouço coisas boas sobre ela, e a ideia desse livro é genial principalmente para os fãs. Bem interessante saber o trabalho feito por traz das câmeras que gera o sucesso de cada episódio.
    Acho que até quem não assistiu a série deve se apaixonar por ela depois desse livro tão cheio de detalhes. A darkside não decepciona.

    ResponderExcluir
  4. Breaking Bad é a série de uma vida toda!Que mesmo antes de ver e ler a resenha deste livro, estava pensando seriamente em começar a ver tudo de novo! Talvez com outros olhos, apesar de acreditar, que só há um olhar sobre a série e é julgar ela maravilhosa demais!!!
    É preciso falar mais uma vez do trabalho primoroso da DarkSide com seus livros e do capricho da Editora.
    E claro, mandar o livro para a lista de desejados, pois entendi que é leitura obrigatória sim aos fãs do seriado!
    Beijo

    ResponderExcluir
  5. Ainda não assisti a série mas já ouvi falar muito e muito bem dela, vou tentar assisti-la mais a frente. Pelas fotos que tem no post e pela resenha do livro está edição parece estar mesmo maravilhosa e feita com carinho para os fãs ;)

    ResponderExcluir
  6. Não está no meu top 3 de séries, mas ela é sensacional, a direção de arte é algo fenomenal.

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Primeira vez que leio sobre a série, nunca tinha ouvido flar, uma pena não ser um estilo que eu curta...
    Bjs!

    ResponderExcluir
  8. Ainda não vi a série, mas quando assistir irei querer ler este livro, certeza! Quando vejo uma série que gosto pesquiso tudo a respeito sempre! kkkkk

    ResponderExcluir
  9. Assisti a série e gostei, não esta na minha lista das melhores, mas é legal e divertida, adorei os personagens principalmente Walter e o Jesse ri muito com eles. Ótima ideia dos livro, assim da para saber mais coisas que não tinham como o público saber, sobre as gravações e atores. Gostei por ter ilustrações para quem é fã sempre relembrar dos personagens.

    ResponderExcluir