Feminismo em Comum | Marcia Tiburi

Título Original: Feminismo em Comum, Para Todas, Todes e Todos.
Autora: Marcia Tiburi
Ano: 2018
Editora: Rosa dos Tempos
Páginas: 126
Amazon - Saraiva

Feminismo em Comum é uma coletânea de artigos sobre o feminismo atual, escritos pela escritora Marcia Tiburi. O livro reativa o selo Rosa dos Tempos, o primeiro selo dedicado exclusivamente a literatura feminista e pertencente ao Grupo Editorial Record.

Eu não sou nenhuma conhecedora do assunto e nem tenho uma carga tão ampla para falar sobre o feminismo cem por cento segura de mim, porém, é sabido que o feminismo é mal compreendido, ainda nos dias de hoje. O feminismo é, sem dúvidas, a palavra mais mal interpretada da atualidade e o objetivo deste livro, e de tantas pessoas que dão voz a esta causa, é justamente esclarecer ainda mais o significado e importância desta luta.

A mulher feminista acredita na igualdade, social, politica e econômica entre os sexos. E o feminismo busca desconstruir o patriarcado, um sistema enraizado na cultura e nas instituições em que o sexo masculino é considerado superior ao do feminino. Um pensamento limitado, mas ainda cultivado por muitos. Durante esta leitura, Marcia Tiburi nos convida a repensar estas estruturas, ela indaga o leitor para que possamos pensar fora da caixinha, dando o real significado ao feminismo.

Levando a informação a todos, como uma ideia em comum, é possível que novas e experientes pessoas pertencentes ao movimento, aliem-se em um único discurso que ainda hoje, ainda é cheio de ruídos. A leitura nos leva a pensar que a busca por direitos iguais entre os sexos pode e deve ser apoiada por todos. Porém, apesar da autora acreditar num feminismo dialógico e afirmar que esta é uma luta também de homens, neste ponto eu devo discordar.



Esta é uma luta das mulheres. Parece algo pequeno, mas o protagonismo da mulher, aqui, não deve ser diminuído. Aqui no Brasil, quem não é mulher e deseja apoiar o feminismo é um pró feminista, você continua tendo sua postura e opinião pelo assunto. É neste ponto que todos precisam entender o seu lugar de fala, pois é impossível você responder por algo ou por alguma situação do qual você nunca passou. Apenas neste ponto a leitura perde alguns pontinhos para mim, mas ressalto, que de jeito nenhum retira a importância que a obra tem.

Entretanto, entende-se que esta é uma causa que não contempla apenas as mulheres e conseguir distinguir estas duas coisas é o primeiro passo para uma sociedade igualitária. Lembro que há alguns anos, quando li Feminismo Para todos da Chimamanda, o seu discurso me revelou uma outra face do feminismo, uma em que a responsabilidade pela igualdade não está toda nas mãos das mulheres. Os homens são criados para serem "homens", com H maiúsculos, para criarem e terem atitudes que os colocam no topo. Entender que o erro vem de milhares de anos, dos pequenos detalhes da criação de uma sociedade é sem dúvidas esclarecedor.



Dentro do tema principal, também iremos encarar relatos e experiência em subtemas do feminismo de igual importância dentro da nossa sociedade, debates que precisam também ser levados em conta e apresentados para o leitor. Um exemplo disso são os capítulos que falam sobre misoginia e direito de ser quem se é. Para quem, assim como eu, não é nenhum expert sobre o assunto, mas que deseja compreender mais sobre, estes são detalhes que fazem a diferença na leitura, mas entendo que para quem possui uma ampla pesquisa, poderá ficar decepcionado pela autora não dar tanta profundidade as discussões. 

Mesmo com algumas ressalvas, este é um livro para quem deseja compreender a teoria por trás do movimento, esclarecer suas origens e entender o objetivo de tudo isso. É também muito bom para presentear alguém que precise compreender um pouco mais sobre o assunto. Precisamos falar sobre o feminismo, precisamos entender o verdadeiro significado da palavra, da atitude e da conduta. Este é o primeiro passo para a valorização que tantas mulheres buscam e merecem. Mulheres que dão voz ao movimento feminista mantêm acesa a esperança que um dia viveremos numa sociedade menos machista, apenas igual.

13 comentários

  1. Oi Joi,
    Também não entendo muito do assunto, mas acho de extrema importância que todos, homens e mulheres leiam esse tipo de livro.
    Entendo quando diz que não concorda que os homens também devem lutar pelo feminismo, mas acredito que o que a autora quis passar foi que todos, independente de quem for, comecem a agir de forma diferente, corrija quando algo machista for dito do seu lado, enfim, lute junto, isso, na minha visão, não diminui o nosso protagonismo nessa luta, só nos faz ficar mais forte.
    Enfim, é um livro que pretendo ler, como não conhecia o selo fiquei maravilhada, estão de parabéns.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Oi, Joi.

    Não estou muito por dentro do assunto, então acredito que o livro seria de grande significância pra mim.

    É fato que livros assim, transbordam e ressaltam muito conhecimento.

    ResponderExcluir
  3. Olá Joi!
    Primeira resenha que leio desse livro, eu não entendo muito mas tenho um interesse enorme pelo assunto e quanto mais a gente passa a conhecer é melhor, eu gostaria muito de ler esse livro, já vou adicionar nos meus desejados.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  4. Então, também faço parte do time que não entende nadinha do assunto, mas que anda vendo e lendo com frequência sobre feminismo e suas consequências! E isso não é ruim de forma alguma, pelo contrário, apesar de acreditar que mesmo que muita coisa tenha mudado, ainda há demais por se fazer e tentar enfiar na cabeça das pessoas isso da igualdade, e isso não se resume ao lance homem/mulher não. Vai bem além!
    Como não conhecia o livro, achei bem bacana o enredo e mesmo com as ressalvas, se tiver oportunidade, quero poder conferir.
    Beijo

    ResponderExcluir
  5. Oi Joi, a obra parece ser bacana e servir para ajudar a tornar mais claro o tema feminismo pras pessoas de um modo geral mesmo que não se aprofunde tanto. Gostei da resenha ;)

    ResponderExcluir
  6. Achei legal esse livro por mostrar mais informações sobre o assunto. A gente sabe por meio, não é aquela coisa completa e o livro parece mostrar muito, desde o porque da luta até como lutar, quais são as reivindicações e o que querem, o que busca...
    Gostei do que vi daquele da Chimamanda também, quando saiu vi muita gente explicando melhor o que é feminismo e é legal você ver que não é só uma coisa de mulheres mesmo, é uma luta de todos. A bendita Igualdade, só uma coisa tão simples e tão complicada.

    ResponderExcluir
  7. Ainda não li nenhum livro sobre feminismo e não sou nada entendida do assunto, mas tenho vontade de saber mais e ler os livros. Pena esse não ter aproveitado mais sobre o assunto. O machismo vem de muitos tempos atrás e é difícil mudar isso, mas não se pode desistir.

    ResponderExcluir
  8. Oi Joi,
    Também não sou conhecedora do assunto, mas sei da importância dessa luta. Acho que esse livro é recomendado para todos, não apenas às mulheres, pois é necessário abrir a mente dos homens para essa causa, para que assim seja possível haver uma mudança nas atitudes.
    O que mais chama a minha atenção é o fato de que em poucas paginas esse livro cumpre o objetivo de esclarecer e mostrar a importância do feminismo.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Feminismo, como tu mesma mencionou, é um movimento bastante complexo e mal interpretado ao longo do tempo, a partir de conveniências sociais e políticas que, de alguma forma, só servem para responder e fortalecer à totalidade masculina hegemônica que já é inerente ao social. Temos estudado bastante sobre a causa em disciplinas da faculdade, então já tenho algumas leituras mais aprofundadas acerca do tema. Mesmo assim, acho a proposta desse livro bastante válida, principalmente para apresentar a todos aqueles que não conhecem ou querem se inteirar mais do assunto, visto que a autora reúne conceitos e características fundamentais ao movimento feminista, em uma linguagem mais acessível a todos. Acho uma baita proposta!

    ResponderExcluir
  10. Oi Joi.
    Esse livro parece ser ótimo para aqueles que querem entender mais sobre assunto, conhecer conceitos e as origens do movimento feminista.
    Espero que um dia tenhamos na prática a igualdade entre os sexos em todos os aspectos dentro da sociedade. Até lá, continua a luta diária das mulheres em busca disso.
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Joi!
    Minha adolescência foi bem durante o período do surgimento do feminismo nos anos 80 e já naquela época, trazia muitos questionamentos sobre o que seria realmente esse tal feminismo.
    Bom ver que o livro trata o assunto de maneira franca, esclarecendo as dúvidas e trazendo um olhar real sobre o movimento e a revolução que causou.
    Sinto que tenha lá suas ressalvas enquanto ao livro, ainda assim, acredito que devemos ler para desmestificar.
    “O homem está sempre disposto a negar tudo aquilo que não compreende.” (Blaise Pascal)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA JULHO - 5 GANHADORES - BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
  12. Olá, Joi
    Ainda não conhecia esse livro e nem esse selo da editora para o feminismo.
    Quero ler para tirar minhas conclusões por se tratar de assunto tão importante para nós mulheres.
    Ainda espero por uma igualdade entre os sexos.
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Feminismo é um tema forte, bacana de se ler e compreender, pois muitos não o intérpretam da maneira correta,acabam sendo extremos demais, sendo que nada mais é do que as mulheres lutarem por direitos iguais aos dos homens. Felizmente a cada dia,nosso espaço aumenta mais, nos proporcionando novas oportunidades!!

    ResponderExcluir