Título Original: Sonhos de Avalon
Autora: Bianca Briones
Ano: 2017
Editora: Bertrand Brasil
Páginas: 424
Amazon – Saraiva

Melissa vive o pior momento de sua vida, mais um ano se passa sem que o pai acorde do coma, mais um ano desde o acidente que tirou a vida do irmão. Ao lado dos amigos ela enfrenta a dor que insiste em quebrar seu coração pedaço a pedaço. Mas ela é uma guerreira, ela sente que precisa se manter forte por aqueles que ama, sente que precisa continuar vivendo por ela e pelo irmão, até o dia em que mais uma vez seu mundo vira de cabeça para baixo quando ela acorda na Idade Média, bem no meio de uma de suas histórias favoritas. 
Ao se ver cara a cara com o grandioso Rei Arthur e os cavaleiros da Távola Redonda ela pensa que enlouqueceu de vez. Essa percepção logo dá lugar à uma dura realidade, ela está ali para casar com esse homem, que só conhecia por meio dos livros de ficção, salvar a Britânia e fortalecer a magia que a muito vem se perdendo. Mas será que uma jovem do século XXI conseguirá abrir mão de seus ideais e casará sem amor em nome de uma obrigação, ou finalmente encontrará a felicidade que tanto procura ao lado daquele homem tão poderoso? Ela está prestes a descobrir que fazer escolhas que envolvem o coração podem ser mais difíceis que fazer uma surpreendente viagem no tempo.
A bem da verdade é que passei da fase da fantasia. Confesso que não é o primeiro gênero que procuro ao entrar numa livraria, quem dirá me dispor a ler algo que de antemão sabemos ser uma série. Mas se tem o nome Bianca Briones na capa, eu abro mão de todas as minhas reservas, chatices e preconceitos. 

“Permitir a si mesma se apaixonar, seria dar a este mundo um poder a mais sobre ela. Quando chegasse o momento, ela partiria sem olhar para trás. Melissa só não sabia que, quando se trata do coração, não somos tão livres quanto pensamos.”

Não posso dizer que me surpreendi na leitura de Sonhos de Avalon, não esperava menos dessa autora que certamente nasceu para criar belas e emocionantes histórias de amor. A fluidez da narrativa e o bom gosto no vocabulário por ela utilizado demonstram um total domínio da escrita e isso somado ao carinho imenso que cada personagem recebe, é a fórmula infalível para o sucesso. A dramaticidade é a marca registrada dessa escritora que tem um cantinho todo especial na minha estante e no meu coração, e parece que nesse livro ela acertou a dose com perfeição.

Apesar de nunca ter lido nenhuma das histórias já escritas sobre Arthur e seus fiéis cavaleiros, encontrei nessa releitura os motivos que tornam o enredo tão atraente aos leitores do mundo todo, mas é inegável que o apelo romântico utilizado pela Bianca deixou a leitura irresistível. O envolvimento dos personagens é marcado sempre pela tensão e pela dúvida e essa não facilidade tem aquele tempero que as fãs de uma boa história de amor amam e anseiam, uma química avassaladora que vai te deixar vidrada na trama do início ao fim. Mas não é só por isso que você deve acrescentar mais esse livro à sua já interminável lista de desejados. Sonhos de Avalon é pra quem procura personagens femininas fortes e geniosas, que não se deixam vencer pelo medo ou pelas palavras duras de um homem qualquer e que provam a todo instante que podem ser e conquistar qualquer coisa que elas quiserem.

É fato que poucos são os leitores que gostam de ver militância na literatura, mas esse é o trunfo neste livro, você não percebe o que está acontecendo, até aquele diálogo incrível pega você completamente desprevenido e te deixa com aquele sorriso bobo no rosto por ter experienciado algo tão sútil e ao mesmo tempo tão poderoso. Creio que um desses momentos que mais me marcou, é quando a protagonista deixa claro para Arthur que apesar de estar envolvida com ele, ela não pertence à ele, como um objeto ou um animal de estimação, mas que juntos eles podem construir um relacionamento baseado em confiança e amizade. Gosto que aqui não temos mais daquelas histórias onde o homem é possessivo demais e controlador demais e isso é visto como força e demonstração de sentimento. Já temos muitas dessas por aí – e em muitos momentos elas são ótimas para nos distrair -, mas é Sonhos de Avalon que você vai querer indicar para sua filha ou sobrinha mais nova.
“Eles eram como o calor do sol sob a palha em um dia seco. A menor fagulha poderia causar um incêndio incontrolável. Ele a provocava, ela retribuía. Ele a desafiava, ela aceitava e devolvia o desafio. Eram almas livres que decidiram se envolver.”

O livro é todo muito bem estruturado e desde o início fica perceptível o crescimento da trama. A começar pelo amadurecimento dos personagens que se desenvolvem gradualmente, até os menores detalhes da jornada de Melissa e Morgana que cresce em seriedade e importância, fisgando o leitor do início ao fim. O tom leve e divertido das descobertas mágica dos primeiros capítulos dá lugar à um enredo político vibrante e cheio de reviravoltas e em meio à maldições e traições, uma linda história de amor desabrocha e você não consegue saber o que te conquistou primeiro. Você vira a última página querendo estar dentro da cabeça da Bianca Briones para saber o que vêm a seguir e essa é uma característica que só os melhores livros possuem.

rela
ciona
dos