Título Original: The Marriage Lie
Autora: Kimberly Belle
Tradução: Amanda Moura
Ano: 2018
Editora: Única
Páginas: 320
Amazon

É uma manhã normal na casa de Iris, ela acorda ao lado de seu marido, apaixonada, sente seus carinhos e os dois acabam fazendo amor, afinal, ele irá viajar em seguida. Apesar de seu retorno ser breve, eles precisavam comemorar, tinham decidido a pouco tempo que queriam ser pais e Iris tinha certeza de que já estava grávida. Eles se despedem e ela sai apressada para seu trabalho, em uma escola onde ela é orientadora pedagógica.
Ao chegar à escola ela tem uma surpresa terrível, um avião que ia para Seattle caiu pouco depois de decolar do aeroporto de Atlanta, cidade onde se passa a trama. Iris permaneceu tranquila, o voo de Will era para Orlando, o que a preocupava era o fato de que provavelmente algum aluno ou funcionário da escola deveria conhecer alguém que estava naquele avião, então se apressou a levar todos alunos para o auditório, ela queria falar sobre como uma grande tragédia pode afetar a vida de alguém. 
Tudo muda até seu celular tocar, era sua mãe, o nome de Will está na lista das pessoas que embarcaram naquele avião. Seu marido está entre os mortos e por algum motivo desconhecido ele a enganou, mentiu sobre seu destino, mas por quê? Será que o local da viagem foi a única mentira que ele contou durante todo relacionamento ou essa fora apenas a primeira que ela descobriu?

Este é um enredo bem envolvente, cheio de detalhes e narrado todo pela principal pessoa atingida por ele. Iris, que naquela manhã acordou com o casamento perfeito e imaginando estar grávida e que agora perdera tudo que tinha. Perdera o marido, o amor, o pai do seu filho e principalmente a certeza de que vivera algo real, ela tem certeza agora de que a parte mais importante da sua vida não passou de uma grande mentira.
Como se livrar do sentimento de estar sendo enganada? Como conseguir deixar toda mentira de lado e não ir atrás da verdade sobre a vida do marido que acabou de falecer? Óbvio que ela não consegue ficar acomodada com a situação e vai procurar respostas, porém o que ela encontra a machuca mais do que se ela tivesse ficado calada com a primeira mentira.
Um livro que parece ser apenas um romance triste e melancólico não é nada disso, é uma história de crimes, mortes e ação, construída com uma qualidade imensa, com um desenvolvimento bem elaborado e muito realista, cheio de detalhes. Por ser tão detalhista a narrativa acaba pecando em algumas coisinhas.
Os defeitos da trama são poucos e quase imperceptíveis, o principal deles está diretamente relacionado ao fato do livro ser narrado apenas por Iris, o que provoca muita recapitulações da história. Em muitos momentos ela explica tudo que está acontecendo de novo, sem contar que por estar perturbada ela fica pensando várias vezes no mesmo assunto e o desenvolvimento do livro acaba prejudicado. Outro problema que achei no livro é que algumas questões simplesmente são esquecidas, como por exemplo um objeto que é encontrado no avião do acidente, não existe nenhuma explicação para isso.
De resto, O Marido Perfeito é maravilhoso, as partes de ação são bem fluídas, bem descritas, como todas outras partes do livro, com detalhes muito bem contados, deixando o leitor bem preso aos acontecimentos. E o melhor de tudo está no final. O encerramento do livro é surpreendente e magnífico, e como se isso não fosse o bastante é muito cuidadoso para se tornar crível, encerrando a história com toda a atenção que ela merece, deixando pouquíssimas arestas, mas mesmo assim fazendo que os pontos mal explicados  que citei se tornarem secundários e não fazerem falta para a conclusão.
E como se toda essa trama muito bem elaborada não fosse suficiente para o livro ser muito agradável ele ainda conta com uma playlist no Spotify, com 18 músicas só de cantores maravilhosos como Sam Smith, Lady Gaga e Adele. As músicas combinam bastante com a história, mas convenhamos que por mais rápido que você leia, 18 faixas é muito pouco para acompanhar um livro inteiro. Eu fiquei querendo mais! Achei a ideia muito interessante e gostaria de vê-la em mais livros, seria muito gostoso ler seu livro favorito ouvindo a música ideal para ele, indicada pelo próprio autor, ou melhor ainda, ouvir as mesmas coisas que o escritor teria ouvido enquanto escrevia aquela obra. Está aí um exemplo de tecnologias do mundo moderno que precisam ser aperfeiçoadas e mais exploradas na literatura. 
E você, já mentiu dentro de um relacionamento? Já pensou o que aconteceria se sua pior mentira fosse descoberta através de algo que não estava ao seu alcance? Ou será que sua mentira é tão sinistra que você precisa morrer para que a história toda termine e você não estará mais aqui para ver o resultado que isso tudo dará. Por final, o quanto suas mentiras podem interferir na vida de quem você mais ama? O Marido Perfeito da autora Kimberly Belle é um livro de ficção, mas imagine quantas pessoas se identificam com essa história, você provavelmente irá se encontrar em alguma parte da obra, seja por ter mentido realmente ou por simplesmente estar aliviado de ter contado toda a verdade e não correr o risco de ser caçado mesmo depois de morto. O que você contou é toda a verdade? Cuidado, ela pode vir a tona!

rela
ciona
dos