O Coração na Linha Inimiga | Elisabeth Constantino

Título Original: O Coração na Linha Inimiga
Autora: Elisabeth Constantino
Ano: 2018
Editora: Novo Século
Páginas: 224
Amazon - Site

O Coração na Linha Inimiga é um lançamento da autora nacional Elisabeth Constantino, que saiu pelo selo Talentos da Literatura Brasileira da editora Novo Século.

Aqui conheceremos Jane Myer, filha de um condecorado militar inglês que fora escalado para uma importante missão na Alemanha durante a segunda guerra. Antes disso, Jane sempre fora uma menina superprotegida, mantida afastada de todos os males do mundo. Entretanto, isso muda quando a realidade dos ânimos da guerra cai como um grande balde de água fria em cima das expectativas de Jane. Dentro da uma base militar inglesa, em território alemão, ela percebe a grandiosidade da situação e o alerta que isso deve causar. Ali também ela tem contato pela primeira vez com Heinz, um jovem soldado alemão que se encontra com seu pelotão muito próximo dali.

Depois de ter cruzado as linhas das fronteiras com o inimigo, Jane vê o auge da Segunda Guerra Mundial acontecer, porém agora, viver sem seu amor não é mais uma opção. Há coisas que nem as fronteiras que nos separam podem nos barrar, o amor surge e cresce nos territórios mais hostis e cabe a um jovem casal apaixonado manter-se firme diante todas as provações da vida.

Conhecer essa improvável história de amor, foi uma grata surpresa para mim. Foi muito gostoso acompanhar Jane e Heinz, um casal que possui como principal barreira, uma guerra. Seus países são inimigos e estarem um na presença do outro já é motivo o suficiente para que a vida de ambos esteja em perigo.



No início do livro teremos primeiramente uma visão dos ânimos mais controlados. Ainda existe uma certa interação pacifica entre o exército britânico e alemão. o que possibilita a aproximação dos dois personagens na história. No meio do caminho, quando ambos estão se conhecendo melhor e prestes a se renderam a paixão, a guerra enfim estoura e toda a problemática do livro começa a ser trabalha por Elisabeth.

Mas o mais apaixonante de tudo, foi acompanhar o amadurecimento e crescimento da personagem principal. Jane, vai da menina inocente a mulher aguerrida, corajosa e que colocaria um exército inteiro abaixo para ir de encontro ao seu amor. Heinz por sua vez, nos surpreende por se mostrar exatamente do modo contrário que o julgamos num primeiro momento. A autora levanta a visão de que nem todo soldado alemão desejava estar na posição que estava, um ponto de vista delicado. Acredito que seja por isso também que a narrativa foca na perspectiva de Jane e nos momentos que ela teve que se virar sozinha.

A narrativa do romance de Jane e Heinz decorre em um intervalo grande de anos. Então, como disse, é interessante acompanhar as mudanças dos dois conforme o tempo passa. Talvez haja algumas quebras apressadas da narrativa ao longo da leitura, como por exemplo, pulos repentinos de períodos em um mesmo capítulo. Não é algo que realmente me atrapalhe como leitura, mas pode causar uma certa estranheza.

Por outro lado, por conta disso, há um certo dinamismo nos acontecimentos. O Coração na Linha Inimiga me proporcionou vários sentimentos, como o encanto, por estarmos conhecendo um amor tão genuíno. Angustia por sabermos de todas as dificuldades que eles passarão em tempos de guerra, assim como satisfação, por toda força e vontade que Jane prova possuir ao longo de sua jornada. Nesses momentos, podemos acompanhar Jane em ação, lutando contra o inimigo em prol de sua vida. Dá um orgulho danado dela colocando em prática todos os ensinamentos que recebeu.



Existe também um site exclusivo sobre a obra, onde é possível encontrar mais dados sobre o livro, informações sobre a autora e em que período de sua vida surgiu a inspiração para escreve-lo. Há uma aba exclusiva para acompanharmos toda a repercussão que o livro tem tido na mídia. É possível também garantir seu exemplar autografado, comprando diretamente da autora. Vale a pena conferir!

Enfim, acho que a grande mensagem do livro é a lembrança que precisamos ter da existência do amor, mesmo nos cenários mais caóticos. Que dentre ao caos, o amor sempre cura, é a esperança e a força que tanto precisamos para nos motivar e resistir. Dentre a situação atual do nosso país, ler uma história como esta só me deixou com um quentinho no coração, de que no final, tudo vai dar certo.

O Coração na Linha Inimiga é uma linda história de um casal que se cruza num cenário terrível da história mundial, mas que encontram no amor um novo significado de esperança, da fé em algo que os possa motivar, os aquecer e fortalecer em tempos tão sombrios. Não há como não se emocionar! Recomendo para todos que apreciam um daqueles romances que nos deixam com um sorriso bobo no rosto e também para aqueles que se emocionam com as histórias que se passam neste recorte histórico.

7 comentários

  1. O amor pode e nasce em todas as situações, até na guerra.
    Sou fascinada por cenários que trazem um pouco de pano de fundo, a Segunda Guerra Mundial, que trouxe tanta dor, tanto caos, mas ainda assim, trouxe esperança.
    E pelo que li acima, o casal não só conhecerá o amor, mas enfrentarão juntos um período de provações.
    Gostei de ler sobre o amadurecimento da personagem e de como ela se desenvolveu durante este período.
    Com certeza, vai para a lista de desejados.
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Três pontos chave: cenario da Segunda Guerra, autor nacional e um romance. Como não querer ler e descibrde o desenrolar dessa trama? Esses pontos tem tudo para construir uma história linda e emocionante. Um amor que nasce no meio da guerra fazem meu coração apertar. Obrigada pela dica, nao conhecia a obra e divulgar autores nossos é o principal nisso tudo. Parabéns!!

    ResponderExcluir
  3. Oi Joi,
    Deve ser interessante ler um livro sobre a Segunda Guerra Mundial escrito por um autor nacional, algo que ainda não tive o prazer de conferir. Um amor que surge em meio a guerra tem muito o que enfrentar e superar para se manter firme e O Coração na Linha Inimiga é o livro ideal para representar isso. Jane teve muito o enfrentar pela relação e, também, para se manter firme em meio a tanta tragédia. Trazer essa história pelo seu ponto de vista faz com que o leitor tenha uma visão mais de compaixão e empatia e é mais fácil se conectar com a história. Sobre a narrativa, uma trama que se passe ao longo de anos não é problema para mim, mas recentemente tive a experiência com um livro onde o espaçamento do tempo ocorria muito rápido, de um capítulo para o outro, e isso me incomodou. Apesar do cenário de tristeza é uma história linda e que nos tem muito a ensinar.

    ResponderExcluir
  4. Uma história linda de amor e superação o livro proporciona pelo visto!! Em tempos de guerra, somente o amor para livrar os sofrimentos do dia a dia, e ainda acompanhar a evolução do casal em meio as dificuldades pode nos passar uma bela mensagem, uma lição para nossas vidas em tempos atuais!!

    ResponderExcluir
  5. Parece ser uma historia muito bonita, apesar de todo sofrimento de uma guerra e para piorar estão em lados opostos. Mas ainda bem que eles conseguem enfrentar as barreiras e dificuldades em nome do amor. A leitura deve mexer com as emoções do leitor, despertando vários sentimentos. A Jane pelo visto foi muito bem trabalhada conquistando o leitor, com toda sua coragem.

    ResponderExcluir
  6. Olá, a obra, apesar de apresentar um plot bastante cliché, consegue prender pela maneira com a qual a autora constrói os personagens, sem contar que a mesma parece ter feito uma pesquisa minuciosa sobre alguns fatos decorrentes da Grande Guerra, o que só tem a contribuir para o desenvolvimento da história. Enfim, de modo geral, o leitor fica com o entendimento de que somente o amor é capaz de sobreviver a momentos catastróficos. Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Oi Joi,
    Como algumas sinopses nos enganam, eu não tinha me interessado pelo livro, até então... Sem dúvidas o romance é lindo, mas, montar essa história no meio de uma das guerras mais aterrorizantes que tivemos, sem dúvidas foi a melhor parte, e gostei de saber que os personagens evoluíram, é algo que me prende.
    Não sabia da divulgação toda que o livro tinha, vou procurar sim saber mais sobre ele!
    Beijos

    ResponderExcluir