Título Original: Red Queen
Autora: Victoria Aveyard

Tradução: Cristian Clemente
Ano: 2018
Editora: Seguinte
Páginas: 448
Amazon
Foi em 2015 que conheci pela primeira vez a história de Mare Barrow, que conheci a história de A Rainha Vermelha. Neste mundo, conheceremos uma sociedade dividida pelo sangue: o vermelho e o prateado.
Os mais pobres e os sem poderes, são os vermelhos. Existem apenas para servir, seja na casa de prateados ou na guerra. Os poderes que os prateados possuem, sejam eles de qualquer origem, os tornam quase deuses. É neste contexto que conheceremos nossa protagonista que vê seu destino traçado, sem esperanças de uma vida melhor para si, ou para sua família. Porém, como um golpe do destino Mare consegue um emprego no palácio real, ao lado do rei, da rainha, do príncipe mais novo e do príncipe herdeiro, Cal. No palácio Mare descobre possuir também poderes, mas como se ela é uma vermelha?
Como disse acima, li A Rainha Vermelha há três anos e agora, com esta releitura, posso trazer novamente esta resenha para vocês desta história incrível e que conquistou meu coração. Tenho certeza que a história de Mare e as consequências de suas ações vão te conquistar, fazer com que você deseje conhecer mais sobre o Reino de Norta e da resistência chamado a Guarda Escarlate que ainda luta para acabar com a soberania dos prateados.
Confira a resenha em vídeo que fiz onde mostro mais detalhes desta edição maravilhosa, lançada na vinda da autora ao Brasil em agosto de 2018. A edição de colecionador, lançado em capa dura, ganha ilustrações do artista Weberson Santiago, um design completamente novo e um corte em vermelho de arrasar. Além disso, temos um conteúdo exclusivo da Guarda Escarlate. Este é um presente para os fãs e também uma ótima oportunidade para quem ainda não conhece esta distopia fantástica, mas que merece todo o tipo de atenção.

Resenha em Vídeo

rela
ciona
dos