Corações Quebrados é o segundo livro da Série Quebrados da autora portuguesa Sofia Silva. No primeiro, Sorrisos Quebrados, conhecemos a clínica de reabilitação de Rafaela e é lá que os personagens dessa série irão se encontrar.

Neste volume conheceremos Emília, uma jovem brasileira que luta para conseguir seguir em frente. Porém, o dia em que perdeu toda sua família em um acidente de trânsito parece assombra-la cada vez que fecha os olhos. Por este motivo, ela vive na clínica da tia, para tentar seguir com a estagnação da sua vida e lidar com todas as inseguranças e perdas que sofreu após o acidente. Em uma tentativa de terapia, Emília acaba conhecendo Diogo em uma troca de e-mails, um ex-soldado português que também perdeu tudo que mais amava por uma tragédia e que também está em tratamento e enfrentando seus próprios fantasmas.

Em suas conversas online, Emília e Diogo vão descobrindo muito em comum e uma grande amizade começa a surgir, porém é preciso dar um grande passo para que a relação que parece surgir evolua, mas Emília não está pronta para mostrar a Diogo tudo o que ela realmente perdeu.


Assim como o outro volume da série, que falava essencialmente sobre a violência contra a mulher, mas que também abordava outros temas paralelamente, neste teremos personagens lidando com luto, depressão, mas principalmente a deficiência física. Acho que é por isso que sou tão apegada aos livros de Sofia Silva, por ela abordar temas que não vemos com tanta frequência na literatura. Sabemos que nossa sociedade dá mais importância a aparência do que ao que realmente somos. Somos julgados e divididos por nossa pele, tamanho, corpo. São estas feridas que autora vai cutucar, como um tapa na cara, mas usando uma narrativa sensível como um afago.

Nesta jornada de autodescoberta, aceitação e amor próprio que iremos acompanhar o despertar de um amor, capaz de trazer a cura para ambos os personagens. A junção de dois corações despedaçados pela vida, mas que poderão e merecem se reconstruir. A beleza está em cada detalhe desse romance, em Diogo entendendo que a vida é do jeito que é, e que ela nos guarda sempre um propósito maior e Emília se descobrindo como uma nova mulher e aceitando um amor verdadeiro e que respeita do jeito que é.

A trama dá oportunidade para que outros personagens cativem o leitor. Como no caso de Rafaela que, desde o livro anterior, se mostra uma pessoa muito interessante e motivada por algo maior. Porém, apesar de nenhuma cicatriz aparente, neste volume iremos entender ainda mais que ela possui algo não resolvido com Leonardo, terapeuta de Diogo, que se mostrará bastante presente neste livro. Cauê e sua irmãzinha Liefde também vão roubar seu coração, conhecê-los e perceber o quanto mesmo tão jovens já se encontram completamente quebrados dá uma angustia enorme e até uma certa revolta ao pensar que a realidade dos personagens é a de tantas crianças mundo afora que já sofreram ou sofrem abuso infantil.


A mensagem final é muito semelhante com a que encontramos em Sorrisos Quebrados, mas cada personagem possui sua própria bagagem. O diferencial está sem dúvidas na maneira como Sofia resolveu construir este romance. Diogo além de tudo, escreve algumas poesias e seremos presenteados por algumas das suas. Por ele ser português, os capítulos narrados por ele, serão narrados no português de Portugal, o que embeleza ainda mais o livro. Uma parte da narrativa também é feita por e-mails, mensagens de texto ou até cartas e isso particularmente me atrai muito. E a edição é um deleite, mantendo o projeto gráfico do primeiro, que já era lindo, Corações Quebrados não decepciona. Toda a arte conversa muito bem com a história e é muito lindo perceber o quanto cada detalhe foi pensado devido sua importância.

Porque não vemos tantos romances com personagens imperfeitos? Esta é só uma das grandes questões da série de Sofia Silva que irá pairar pela sua mente após esta leitura. Sem dúvidas, mesmo apresentando certas inconstâncias em sua narrativa, Corações Quebrados atinge o êxito quando nos leva a refletir sobre nossas atitudes, ao modo como olhamos para o próximo e o modo como estendemos a mão para ajudar outras, seja através do mais singelo gesto. Há tantos julgamentos no mundo, porque não buscamos mais aceitação, empatia e amor?

Corações Quebrados é uma leitura que emociona, que levará você a torcer pelos personagens a cada conquista. É um livro que falará sobre temas complicados, traumas, depressão, luto e até abuso infantil, algo que a autora também tratou em seu primeiro livro. São temas tão doloridos, mas retratados com as palavras mais doces que eu poderia encontrar em um livro. O respeito pelo próximo também é sutilmente percebido, não só pelo lado dos prejulgamentos, mas o respeito pelo espaço e tempo do outro. Devemos respeitar toda a bagagem que a outra pessoa carrega dentro si. Acho que isso é uma das coisas mais bonitas que Diogo me ensinou.

Mais do que recomendado, necessário. E eu não tenho dúvidas que o próximo volume desta série estará entre minhas leituras.


Título Original: Corações Quebrados
Autora: Sofia Silva
Ano: 2018
Editora: Valentina
Páginas: 344
Amazon

rela
ciona
dos