Nap Dumas ainda era um adolescente quando seu irmão e a namorada foram encontrados mortos nos trilhos do trem local. Todos diziam que eles haviam feito um pacto de suicídio juntos, eles abusavam das drogas no seu clubinho de adolescentes e o amor entre os dois chegava a ser doentio. Como se isso já não bastasse na vida de Nap, sua namorada também sumiu, a mãe dela disse que a mandou para outro colégio, em outra cidade, já que ela também fazia parte do clube e havia se metido em encrencas suficientes.

Esta era a vida de um outro Nap, hoje ele virou um grande detetive, mas seu passado ainda o atormenta. Apesar de ter seguido sua vida, o detetive nunca teve certeza de que o irmão e a namorada realmente cometeram suicídio, assim como nunca engoliu a história de que Maura tinha sido transferida para um colégio interno.

Quinze anos se passaram e uma cena de crime, ocorrida em outra cidade, parece trazer tudo à tona novamente. A digital de Maura é encontrada na cena de um crime, e o homem morto? Outro integrante do clube de adolescentes. Nap é avisado por um colega sobre o ocorrido e a sua ajuda é solicitada, Maura está viva, seria ela culpada ou mais uma pessoa que está correndo risco? O quão libertador será para Dumas ir atrás da verdade sobre a morte de seu irmão, ou será que essa busca irá perturbá-lo ainda mais?

Harlan Coben é um dos meus autores favoritos, tenho mais de 20 livros dele na minha biblioteca e sou extremamente fã da série sobre o detetive criado por ele, chamado Myran Bolitar. E Confesso que me irritava bastante quando seus livros chegavam por aqui completamente fora da ordem cronológica que eles haviam sido lançados originalmente. Mas o que andava me incomodando bastante ultimamente, era o fato de que as últimas obras lançadas do autor terem me decepcionado. Meus livros preferidos sempre foram os livros das séries de Myron e Mickey Bolitar e acabei nunca gostando dos livros independentes, mas com Até o Fim foi diferente.

A trama envolta na obra é maravilhosa, toda tensão que ele passa e o aperto no peito que Dumas sente a cada revelação, a cada passo em falso que dá, é transmitida para o leitor de forma formidável. Os fatos que vão sendo descobertos durante a investigação a cada página, fazem completo sentido, a evolução que se dá é completamente realista e coerente, o que as vezes é bem difícil de se encontrar em livros desse estilo.

Através de uma narrativa contundente, Harlan Coben consegue empregar cenas bem descritas e com muita ação em Até o Fim. Com um começo de tirar o fôlego, com sequências fortes e surpreendentes, o autor consegue deixar o leitor de queixo caído com toda a atmosfera de medo e incertezas criada, que combina muito com a obra. Sem contar que toda esta construção é continua durante as demais páginas e não decepciona quem está lendo em nenhum momento.

É muito bom ver o retorno de Harlan Coben, é bom voltar a gostar das obras dele. O autor é um bestseller lá fora e está sempre em alta, a exemplo do seu mais recente livro lá fora, chamado Run Away e a série de TV Safe, que está adaptando algumas de suas obras. Espero que a editora não demore muito mais tempo para trazer este lançamento para cá.

Até o Fim está com uma edição perfeita, entrega a obra sem nenhuma falha, em um livro muito resistente e agradável. Porém, confesso que estou um pouco resistente quanto ao novo visual que as obras do autor irão ganhar daqui para a frente. De qualquer maneira, o fato é que a ilustração nacional de Até o Fim faz mais sentido que a original, a americana, já que conta com os trilhos e a placa indicando para que não se siga em frente, o que tem tudo a ver com o livro. Sendo assim, pontos para a editora!

Vale mencionar que com toda essa mudança, a Arqueiro está solucionando os problemas que tínhamos com os livros lançados foram de ordem e está relançando vários com este novo trabalho gráfico, então está é sua chance de colocar tudo em ordem em sua estante.

Mas me digam, vocês gostam de Harlan Coben? O que acharam do novo visual dos livros? Preferem as séries ou as obras independentes do autor?


Título Original: Don’t Let Go
Autor: Harlan Coben
Tradução: Marcelo Mendes
Ano: 2019
Editora: Arqueiro
Páginas: 272
Amazon

rela
ciona
dos