Kitty é a irmã mais jovem de quatro. Deixou sua cidade natal, para correr atrás do seu sonho, estudar cinema em Los Angeles. Porém estar no centro da indústria cinematográfica pode não ser o caminho mais fácil para alcançar seus objetivos, pois apesar de um curriculum interessante e ótimas recomendações de seu orientador, Kitty trava e não consegue se sair bem nas entrevistas, além disso, a concorrência é grande e a selva indomável, o que significa que conseguir um bom estágio está longe de dar certo. Com as contas chegando, e uma pilha de recusas se acumulando sobre sua mesa, não resta outra alternativa a não ser aceitar a única oferta oferecida – ser babá do filho, de um dos maiores produtores de LA -, justamente o homem para quem tentou pedir estágio por último.

Mesmo que o emprego de babá não seja a sua meta, Kitty consegue enxergar a oportunidade como algo positivo, afinal de contas, irá fazer seu melhor cuidando de Jonas, filho de Everett Klein, e assim se impressioná-lo, quem sabe ele ofereça uma vaga em uma de suas produções. O problema é que para fazer seu trabalho, ela precisa viajar até o frio congelante de Virginia, onde os pais de Everett moram e estão recebendo a família para o feriado de final de ano. Só que não é somente os pais de Everett que estão por lá, seu irmão Adam Klein também, morando em uma cabana a poucos minutos da casa, ele parece estar mais interessado em ver o próprio diabo, do que o irmão. E toda essa raiva, acaba respingando em todos que estão a sua volta.

(…) Ela o observou atentamente, tentando descobrir exatamente quem ele era. Assassino irritado de cervos, barbudo grosseiro, tio amável… nenhum deles descrevia bem o homem cujo toque acabara de incendiá-la. Ele era multifacetado e complicado pra caramba, e mais difícil de decifrar do que uma equação matemática.

Fazia tempo que não concluía uma leitura que me deixasse com um quentinho no coração e confesso que estava precisando deste alívio e talvez por esse motivo, eu tenha gostado tanto da leitura de Um Amor de Inverno. Kitty é uma jovem esforçada, que cresceu cercada pelo amor de sua família, mesmo tendo perdido a mãe muito cedo. Ao longo da leitura vamos percebendo o quanto é importante para ela conseguir vencer por conta própria, ela quer construir sua carreira e têm batalhado muito para isso. Dona de um coração generoso, é gentil, carinhosa e atenciosa. É apaixonante acompanhar a interação entre ela e Jonas, ele é tão fofo, uma criança jogada numa rotina maluca de pais viciados em trabalho e mais preocupados com suas carreiras do que com a família em si, eles oferecem o bom e o melhor, mas se esquecem do principal, atenção e amor.

Adam é uma força da natureza, ele está recluso em sua cabana, fazendo terapia depois de um episódio do seu passado que envolve seu irmão, tentando controlar sua fúria, a raiva que parece só crescer, ele quer ficar sozinho, remoer seus conflitos, mas tem tudo isso interrompido com a chegada de Kitty e seu sorriso.

Um Amor de Inverno é um romance leve, gostoso e aconchegante. Que fala sobre família, alicerces e perdão. Sobre se curar, se permitir e não desistir. O tipo de livro, que ainda que seja previsível, faz uma jornada linda, busca seguir caminhos que te envolvam e encante. Adam e Kitty possuem uma química deliciosa, eles se provocam, vão se aproximando aos poucos e pra mim, soou natural, e por essa razão gostei tanto.

Mas, apesar do romance, o que de fato prendeu minha atenção e se tornou o ponto alto do enredo, foi o desentendimento entre Adam e Everett, e a forma como isso afeta todos ao seu redor, desde o começo ficamos cientes de que algo sério aconteceu e essa briga perpetua por quase todo o livro e olha… apenas leiam, é uma leitura rápida, divertida, fofa e apaixonante.

Antes de concluir, preciso identificar o ponto que me fez não dar cinco estrelas, Adam é encantador, mas só vamos descobrindo isso aos poucos, porque ele vai oscilando bastante ao longo de cada capítulo, e foi justamente isso que me irritou. Porque apesar de compreender os motivos de seu isolamento, de toda sua raiva e tensão, isso se justificaria apenas no envolvimento com seu irmão, mas acaba pegando de frente a Kitty, que em algumas situações se torna alvo. E pra mim, ficou meio sem fundamento a grosseria e a falta de humor, já que nada ela havia feito a ele. Enfim… só quis registrar esse pequeno descontentamento, mas que não chega a afetar a leitura. Por isso, sigo indicando muito.

Agora preciso ler o primeiro livro da série As Irmãs Shakespeare e aguardar ansiosamente que os próximos sejam lançados e que eu possa assim, conhecer um pouco mais sobre cada irmã.

  • Título Original: A Winter's Tale
  • Autor: Carrie Elks
  • Tradução: Andréia Barboza
  • Ano: 2019
  • Editora: Verus
  • Páginas: 279
  • Amazon

rela
ciona
dos