Em Fixação conheceremos Carlos Vieira e Carina Kross, os dois personagens que nos guiaram ao thriller psicológico de Bruno Atti, autor nacional de Caxias do Sul.

Dr. Carlos Vieira é um psiquiatra, que mantém uma clínica na cidade de Porto Alegre, mas nem sempre foi assim. No passado Carlos envolveu-se com drogas, bebida e outros vícios, o suficiente para afastá-lo da mulher Angela e da sua filha, Francesca. Num pacato dia em seu consultório, Carlos irá atender uma nova cliente que surgiu em um encaixe, logo Carina Kross, uma garota de 20 anos, condiciona que ela contará sua história em apenas quatro sessões e depois disso ela nunca mais voltará ali.

Após isso o médico não poderá procurá-la, não poderá tentar ajudá-la e o principal, não fará perguntas. Intrigante não? A personalidade de Carina logo fisga Carlos, o jeito rebelde, os olhos de gelo o intrigam e ao longo que Carina vai contando sua história, Carlos se vê mais envolvido por ela. Sua presença o faz confrontar fantasmas do passado e quanto mais fundo mergulhamos nesta trama, mais misteriosa ela fica, será que Carlos está realmente preparado para conhecer Carina Kross?

Fixação foi uma grata leitura. Conheci a história através do convite do autor e fiquei muito feliz em descobrir que o mesmo é de Caxias do Sul e que sua história se passa dentre as ruas de Porto Alegre. Isso contribuiu muito com a minha leitura, pois cada canto, rua e local que era descrito eu conhecia, o que fez com que eu visualizasse (e participasse de) cada cena. Aliás, a narrativa de Bruno Atti é muito coloquial, então possui todos os trejeitos do sotaque do sul. Me senti muito familiarizada, então, sem dúvidas, foi um ponto a favor.

O suspense desenvolvido por Bruno em Fixação foi muito eficaz em me prender durante a leitura. Como é um livro mais curtinho, a trama é direta, sem enrolação. E o fato dele amarrar muito bem um capítulo ao outro, faz com a leitura discorra muito bem. Um exemplo disso acontece ao longo que Carina vai contanto sua história, cada sessão sempre termina num momento derradeiro, então é impossível que você não queira devorar as páginas para dar continuidade ao grande desfecho.

Gostei muito do fato do enredo dar uma grande virada da metade para o fim da leitura, onde o suspense ganha ares de terror, coisas estranhas passam acontecer sempre na presença de Carina, o que faz com que a gente se questione a todo instante sobre o que está por trás do mistério da garota. Aliás, Carina, como disse, tem uma personalidade fortíssima, e ao longo da narrativa seremos apresentados aos pensamentos dos personagens. Por este motivo não curti Carina logo no início, ela apresenta características esnobes, quase que prepotente, mas entendo que a personalidade de um personagem nem sempre precisa agradar o leitor.

Por outro lado, Carlos é um personagem bem interessante. Temos aqui um psiquiatra, cheio de problemas. Mesmo que no momento da trama ele esteja em recuperação sobre o seu passado, iremos acompanhar o que levou Carlos ao ponto que partimos. Também estaremos cientes sobre os pensamentos e desejos mais profundos de Carlos e poderemos observar que ele apresenta aspectos bem diferentes do que imaginamos sobre um profissional da área. Parece que quando pensamos num psiquiatra, pensamos numa pessoa completamente centrada e preparada, porém atrás do profissional existe uma pessoa real também, cheio de problemas e conflitos, assim como nós.

O desfecho de Fixação é cheio reviravoltas, nos levando a rumos surpreendentes. Gostei muito do ritmo e das revelações, apesar do leitor ser guiado para um rumo e até conseguir imaginar parte do desfecho, até a última página somos surpreendidos. O livro termina num grande clímax e por isso eu tenho certeza que você, assim como eu, irá ficar de queixo caído com esta leitura.

A fixação de Carlos por sua nova paciente, somado a habilidade de Bruno Atti de conduzir esta história, possibilita que o leitor conclua este thriller nacional querendo mais. E o poder que Carina passa a exercer sobre Carlos irá acabar afetando você também. Carina não possui só uma história para contar, então esteja preparado para devorar cada página.

  • Fixação
  • Autor: Bruno Atti
  • Tradução: 1
  • Ano: 2018
  • Editora: Quatrilho
  • Páginas: 256
  • Amazon

rela
ciona
dos