Edge of Tomorrow

Lançamento: 29 de maio de 2014
Com: Tom Cruise, Emily Blunt
Gênero: Ficção Científica, Ação
Já fazia um tempo que não encontrava o nome de Tom Cruise em um filme sucesso de bilheterias, mas pelo que me pareceu em No Limite do Amanhã ele veio para quebrar qualquer tabu que tenha sido depositado em seus ombros.
Está em Tom, mais uma vez, a responsabilidade de salvar o mundo em um filme, mas agora ele está acompanhado com uma atriz há altura, que carrega uma boa presença de cena assim como ele. O que não é nada fácil, pois estamos falando do mestre em filmes de ação né? Porém, posso garantir, Blunt se saiu melhor que a encomenda. 
Há cinco anos, a Terra foi invadida por alienígenas chamados mimetizadores. Rapidamente eles conseguem dominar grande parte da Europa e Estados Unidos. A guerra entre humanos e alienígenas exige cada vez mais dos humanos e quando todos já estão perdendo as esperanças, uma organização chamada Unidade de Defesas Unidas (UDF) é encarregada de criar uma nova arma capaz de exterminar estes seres até então, invencíveis. A arma é um exoesqueleto mecânico chamado de Jacket. No controle dessas Jackets, os humanos conseguem vencer a batalha em Verdun, e após isso, estão cada vez mais confiantes para avançar e retomar o controle da Europa.

Major Bill Cage (Tom Cruise) é o responsável pelas relações públicas das forças armadas dos EUA e é um membro reserva do Exército. Ele é incumbido de dar as boas novas ao General Brigham (Brendan Glesson – Alguém lembra dele em Harry Potter? o/) após a primeira vitória dos humanos. Mas Cage é surpreendido com a notícia que deveria também, ir para as linhas de frente no dia do confronto final. Cage fica transtornado, pois não tem nenhum tipo de treinamento, já que havia deixado de ser um soldado a muito tempo. Mas de nada adiantou suas recusas, a missão estava dada.

Recém chegado na base de treinamento militar, logo ele seria obrigado a lutar utilizando um exoesqueleto, da qual não tinha a menor ideia de como utiliza-lo. Cage conhece seus companheiros de pelotão e seu comandante e logo todos estariam no meio de uma batalha decisiva. Chegando no campo de batalha algo parece estar errado, é como se os alienígenas já soubessem da chegada dos humanos e estavam totalmente preparados. Os humanos são facilmente liquidados, mas antes de estar tudo acabado, Cage consegue matar um alienígena chamado Alpha, uma espécie rara. E é ai que tudo começa a virar uma loucura para Cage, ele agora, estava dentro de uma espécie de looping temporal, e não fazia ideia do porquê.

Ele acorda novamente em sua base de treinamento e tudo começa a se repetir como se já tivesse acontecido. Ele percebe que pode resetar o dia cada vez que morre. Ele até tenta avisar seus colegas de treinamento, mas é em vão, todos acreditam que ele está realmente louco. Novamente no campo de batalha ele tem a certeza que está tudo se repetindo. Em uma dessas repetições e já desesperado, Cage encontra a garota propaganda do projeto Jacket, mais conhecida como o “Anjo de Verdun“, Rita Vrataski (Emily Blunt) que ficou conhecida por ter praticamente vencido sozinha a primeira batalha contra os mimetizadores.

Encontrando Rita, Cage consegue assimilar mais as coisas, mesmo ainda achando uma loucura, ele descobre que o organismo que ele acabou matando no seu primeiro dia de batalha tem o poder de reiniciar o dia como um método de defesa, e após mata-lo, agora é ele que tem este poder. É através disso que ele terá a chance de mudar o rumo da batalha e garantir a vitória dos humanos. Com o apoio de Rita cada vez mais suas habilidades de soldado melhoram e está mais convencido que ele tem em suas mãos a única possibilidade de mudar o curso do dia. Mas como Rita pode ajudar tanto Cage? O mesmo aconteceu com ela em Verdun, mas antes que ela completasse sua missão, ela acabou perdendo seu poder, e agora deposita em Cage todas as chances de exterminar de vez da Terra estes extraterrestres.
No Limite do Amanhã é baseado no mangá chamado All You Need is Kill de Hiroshi Sakurazaka e foi adaptado para os cinemas com a direção de Doug Liman, responsável por filmes como Identidade Bourne, Sr. & Sra. Smith e Jumper.
Eu particularmente tive a oportunidade de ver o filme em 3D e IMAX e tive um deslumbre de imagens com os efeitos visuais de tirar o fôlego, você realmente se sente dentro do filme. Os atores trajados com suas armaduras de combate torna tudo mais real – pontos para os figurinistas! Sejamos sinceros, qualquer filme fica bom em IMAX mas este em especial foi totalmente digno.
O filme ainda está nos cinemas, então corre lá para ver e se surpreender com este filme impressionante e inteligente. Com certeza ele superou minhas expectativas, com suas pitadas de cenas cômicas, é empolgante, e é muitíssimo bem representado. Mais uma vez Tom Cruise me convenceu que nasceu para interpretar filmes de ação!

rela
ciona
dos