Resenha: O Visconde que Me Amava

Título Original: The Viscount Who Loved Me
Autora: Julia Quinn
Ano: 2013
Editora: Arqueiro
Páginas: 304
Compre aqui

Depois que o Duque de Hastings se casou com Daphne Bridgerton, resta apenas um libertino em Londres. O Visconde Anthony Bridgerton tem a posição de chefe de família desde seus 18 anos e desde então, lida com todas as responsabilidades e atribuições, que o cargo lhe exige. Isso nunca o impossibilitou de aproveitar parte de sua adolescência e vida adulta em busca de prazer, corridas de cavalos e festas. Vem dai sua fama de libertino mais censurável da Inglaterra e ele gostava disso.

Mas em 1814, quando se aproximará dos seus 30 anos ele decidiu que era a hora perfeita para se casar, já que lhe restava pouco tempo... Anthony era assombrado pela morte imatura do seu pai. Parece besteira, ele sabia, mas Anthony sentia que ele não seria capaz de viver mais do que seu pai. Sendo assim, ele tinha pouco mais de 9 anos para se casar e deixar herdeiros para que sua esposa e mãe criarem. Mas ele tinha uma única condição, jamais ele amaria sua esposa, assim seria melhor para ele e para quem ele deixasse para trás.

O diamante da temporada londrina é Edwina, a madame mais nova da família Sheffield, que é integrada por ela, sua mãe e viúva Mary e sua irmã mais velha, Katherine Sheffield. O objetivo de Anthony estava traçado, Edwina, correspondia todas suas expectativas, tinha bons modos, era inteligente e dona de uma beleza sem igual e o mais importante, ele tinha certeza que nunca a amaria. O problema é que não seria fácil corteja-la, antes ele precisaria da aprovação de Kate.

Algo incabível na época, onde já viu a irmã mais velha opinar no casamento da outra irmã? Kate sabia muito bem da má fama de Anthony e apanhava mais informações sobre suas farras através das crônicas da Lady Whistledown, a colunista fofoqueira do diário londrino. Jamais Kate permitiria que Anthony se casasse com a irmã, jamais permitiria que a caçula se rendesse aos encantos de alguém com uma fama vergonhosa, um lorde persuasivo, atrevido e charmoso. Eu disse charmoso?


É uma briga entre cão e gato, Kate não tem papas na língua, é petulante e intolerável e Anthony a considera a criatura mais irritante e mandona da face da Terra e mais, ousada como a época não permitia. Entre pisões e discussões, desta combinação, só podia restar faíscas e gerar uma atração inexplicável e impertinente para ambos.

Quanto ao livro, Lady Whistledown está tão afiada quanto sempre, acima de cada capítulo ela solta todo seu veneno. Lembram que na primeira resenha eu disse que já desconfiava de quem ela fosse? Então, errei feio, errei rude, agora tenho outro palpite. Amei que a autora teve uma preocupação especial com o leitor no final do livro, explicando algumas coisas, ao terminar sua carta, me vi suspirando. 

Se tivesse que apontar um defeito seria apenas a semelhança entre o primeiro livro sobre uma cena que define certos acontecimentos do enredo, mas não posso contar, sinto que já estou falando demais. Por fim, outro ponto que me chateou foi a capa, tudo seria diferente se o cabelo da modelo fosse moreno, assim como Kate é descrita.

Preciso realmente dizer o quanto amei a leitura? Mais uma vez Julia Quinn encheu meu coração de alegria, mais uma história inesquecível está gravada em minha memória. Sobre os personagens, um mais carismático que o outro, não me lembro de ter rido tanto no primeiro livro como neste. Eu ri e ri alto, Kate é ousada e está sempre questionando, mesmo nos momentos mais inapropriados. Eu já sentia as pequenas nuances do verdadeiro Anthony desde o primeiro livro, eu sabia que era um irmão honesto e honrado, que dedica todo seu tempo a família. Ele é gentil nas situações que poucos cavalheiros seriam, e é este jeitinho dele que derreteu meu coração e o de Kate.

"O amor não tem nada ver com o medo de que tudo acabe, mas com encontrar alguém que o complete, que faça de você um ser humano melhor do que jamais sonhou ser."

Ela, com toda sua sagacidade, sabia que sempre fora a segunda opção para sua família, apesar de mais velha, ela não tinha as feições apropriadas, delicadeza e um belo corpo como sua irmã. Suas preocupações infundadas não à fazia enxergar a bela mulher que ela era, mulher esta que Anthony descobriu invadindo seus sonhos. Anthony que não se permitia amar, se viu até o último momento tentando fugir do sentimento, tentando afastar a escuridão que dominava.

Juntos, ambos personagens conseguem superar seus medos, suas inseguranças, e percebem que que só precisam viver um dia de cada vez para serem felizes. Às vezes, nossos comportamentos não nos definem como homem, mulher, pessoa mas sim nossas atitudes.
Confira a série Os Bridgertons:
1. O Duque e Eu
2. O Visconde que Me Amava

24 comentários

  1. A loira na capa foi o que estragou mesmo, não entendo o que se passa na cabeça das editoras às vezes. Mas a Kate é tão amorzinho, uma das minhas protagonistas favoritas da série ♥ Os diálogos dela com o Anthony são os melhores.

    The Fat Unicorn

    ResponderExcluir
  2. Oi, Joi! Tudo bem?

    Eu adoro romances de época. Comecei a ler os livros da Jane Austen e estou amando! Desde então, tenho percebido que os livros da Quinn estão fazendo o maior sucesso. Eu comprei o primeiro volume da série, mas ainda não chegou aqui... E realmente, podiam ter colocado uma modelo com as mesmas características que a personagem do livro.

    Beijos,

    Juliana Garcez |Livros e Flores

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahhh Ju leia sim, claro que não da pra comparar, mas inclusive neste livro elas comentam sobre a Jane é o máximo ^^

      Excluir
  3. Oi Joi! Eu gostei muito dos quatro primeiros livros, estou só aguardando o quinto chegar pra ver se vou apreciar da mesma forma. Este aqui foi o que teve o melhor mocinho, o Visconde é teimoso e cheio de charme, a relação briguenta com Kate foi divertida e apaixonante.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  4. Este é um daqueles livros que você deseja desesperadamente, mas acaba nunca comprando porque sua fila de leitura está enorme e tem muitos livros a espera na estante. Nunca li nenhum dos livros da série, mas espero fazer isso logo. a cada resenha que leio fico ainda mais interessada.

    http://cafeecomletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Andreza eu tbm fiz isso por um tempo até o dia que li o primeiro...dai foi feito o estrago eu quis todos um atras do outro!

      Excluir
  5. Oi Joi... acabei de ler uma resenha do primeiro livro, mas já li várias e cada vez mais tenho certeza de que preciso ler essa série urgente... amo demais romance histórico... e quero conhecer esse libertino do Anthonny e sorrir com o jeito de Kate... já estou até familiarizada com os personagens rs... ótima resenha minha flor... Xero!!!

    ResponderExcluir
  6. De um tempo pra cá passei a ler as resenhas com a certeza de que encontraria uma crítica positiva. Justamente por isso que, apesar de não ser meu gênero favorito, tenho grande interesse pela leitura dos livros da Julia Quinn. Acho que será uma experiência muito interessante. ;)

    Beijos,
    Ricardo - www.overshockblog.com.br

    ResponderExcluir
  7. Amiga primeiramente quero te parabenizar pela sua bela resenha, porque eu sinceramente amei. Ficou muito bom. Eu só tenho na verdade os dois primeiros livros da Julia Quinn, mas ainda não tive oportunidade de ler e estou doida para conhecer as histórias, pois dizem que são todos muito bons. Mas pela sua resenha já me deixou bastante curiosa, principalmente por conta da personagem. Outra coisa que achei legal vc citar foi o caso da capa do livro. Realmente as vezes vemos personagens que não tem nada haver com a modelo da capa e isso é meio estranho, mas nem sempre fica como gostariamos, embora acho que as editoras deveriam ter mais atenção nisso, porque se fosse fiel a história seria mais bacana.

    Enfim...

    Se cuida linda

    lovereadmybooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim Sil, poxa através da capa nós idealizamos os personagens e dai quando vemos que a capa é algo e o personagem é narrado de outra forma...=/

      Excluir
  8. Li esse livro há pouquíssimo tempo e foi um suplício enorme terminá-lo! Tinha lido O Duque e Eu e amado, e aí O Visconde que me Amava continha algumas coisinhas que me irritavam demais, como as discussões, como você citou, que eles tinham. Pareciam criancinhas de 4 anos! Mas gostei muito da maneira como eles se ajudavam e enfrentavam seus medos juntos. Aí eles eram lindos *-* HAHA

    Brunna Carolinne - My Favorite Book - @MFBook
    myfavoritebook-mfb.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Brunna, o legal é que na época era inaceitável este tipo de atitude de mulheres o que torna as coisas bem divertidas justamente pelas reações dos personagens ^^

      Excluir
  9. AI MEU DEEEUSSS Preciso agilizar a leitura dessa série se não vou surtar!!!! Quero ler o segundo livro até março, no mááximo. Doida para chegar ao livro do Colin.

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tbm Kel, muita gente fala dele, estou doida!

      Excluir
  10. Awww, eu li O duque e eu e me apaixonei completamente. Mal vejo a hora de ler esse segundo volume *-* e pela sua resenha, a história não deixa nem um pouco a desejar né? Julia Quinn continua a nos envolver com seus romances cheios de ternura <33

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/
    Tem post novo sobre os Multitalentos, vem conhecê-los!

    ResponderExcluir
  11. Oi, Joi!
    Eu li o primeiro livro e nem preciso dizer que me apaixonei pelasérie né?!
    Já li alguns comentérios de que o livro do Anthony é o melhor. Estou mais do que curiosa por essa continuação.
    A Julia Quinn, surpreendendo mais e mais ♥
    Beijos

    >> Vem participar do top comentarista de fevereiro. Está valendo um livro surpresa e um vale presente da Saraiva<<
    Construindo Estante || Facebook

    ResponderExcluir
  12. Oie! Essa série para ser bem interessante, e bem elogiada também, né? Sempre leio comentários ultra positivos sobre ela. Acho que está na hora de eu colocá-la na minha wishlist, hahaha. Ótima resenha <3

    Beijos,
    www.girlfromoz.com.br

    ResponderExcluir
  13. Oi Joi

    Julia Quinn é diva né eu amo os livros dela e não sei dizer qual é o melhor não vejo a hora de ela vir ao Brasil!

    Beijos

    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dressa, quase achei este melhor, mas dai me lembrei do Duque e lembrei que sou apaixonada por ele tbm! Enfim por enquanto amo os dois ^^

      Excluir
  14. LI todos os vol.so nao gosto muito do ultimo.O Anthony e muito fofo,ele e a Kate sao divertidos apaixonantes e carismaticos.Apesar de gostar dos outros protagonistas,todos excelentes maridos,escolheria o ANTHONY PARA CASAR,KKKK,lindo,bom filho,bom irmao e um marido maravilhoso mesmo antes de assumir que era apaixonado!Nao e facil assumir todas as responsabilidades que ele assumiu aos dezoito anos.Tenho amigas que acham o Anthony chato,eu sempre defendo ate parece que ele e real,um rapaz assumir tanta coisa ainda adolescente nao e paraa qualquer um.Anthony e Kate casal perfeito,gostaria que a Julia Quinn,escrevesse mais um pouco da historia deles,nao enjoou nunca!

    ResponderExcluir
  15. Falei que casaria com o Anthony,mas O Simon tambem e divino,JUlia Quinn me fazendo passar por bigama.

    ResponderExcluir
  16. LI todos os vol.so nao gosto muito do ultimo.O Anthony e muito fofo,ele e a Kate sao divertidos apaixonantes e carismaticos.Apesar de gostar dos outros protagonistas,todos excelentes maridos,escolheria o ANTHONY PARA CASAR,KKKK,lindo,bom filho,bom irmao e um marido maravilhoso mesmo antes de assumir que era apaixonado!Nao e facil assumir todas as responsabilidades que ele assumiu aos dezoito anos.Tenho amigas que acham o Anthony chato,eu sempre defendo ate parece que ele e real,um rapaz assumir tanta coisa ainda adolescente nao e paraa qualquer um.Anthony e Kate casal perfeito,gostaria que a Julia Quinn,escrevesse mais um pouco da historia deles,nao enjoou nunca!

    ResponderExcluir