The Post: A Guerra Secreta - Crítica

The Post

Lançamento: 25 de janeiro de 2018
Com: Meryl Streep, Tom Hanks, Sarah Paulson, Bob Odenkirk
Gênero: Drama, Suspense

O que esperar por um filme protagonizado por Meryl Streep e Tom Hanks? O que esperar quando este mesmo filme é dirigido por Steven Spielberg?

É começo dos anos 70 e após a morte do marido, Kat Graham (Meryl Streep) acabou herdando o jornal The Washington Post. Iniciamos o filme com a tentativa de Kat em ganhar algum fôlego financeiro em sua empresa, lançando suas ações na Bolsa de Valores, a chance ideal para capitalizar a empresa, até então, privada. Ben Bradlee (Tom Hanks) é seu editor-chefe, que não mede esforços para conseguir uma boa manchete. Vale tudo no mercado jornalístico, ainda mais quando se tem como concorrente o New York Times

O cenário do jornal, e da vida de Kat, começa a mudar quando a New York Times publica uma série de denúncias contra governantes norte-americanos, relatando a verdade por trás da atuação do Estados Unidos da Guerra do Vietnã. Richard Nixon, atual presidente, decide processar o jornal, alegando que as denúncias têm como base documentos sigilosos e que conforme a Lei de Espionagem, não podem ser divulgadas. Logo a apelação é concedida pela justiça, mas de alguma forma, estes documentos acabam caindo nas mãos de Ben e sua equipe, que trava uma briga interna com Kat e seus assessores para também publicarem as denúncias e assim, manterem viva a liberdade de publicação da imprensa e o direito da população de saber a verdade.


O enredo conta a história real do episodio "Pentagon Papers", nome dado pelo New York Times para o documento ultra-secreto com cerca de 14 mil páginas que contava o planejamento interno e da política nacional norte-americana sobre a Guerra do Vietnã. Os arquivos foram retirados clandestinamente pelo funcionário do Pentágono, Daniel Ellsberg, interpretado no filme por Matthew Rhys.

A adaptação, faz uma análise  sobre até que ponto vai a ética jornalística, e, quais as consequências de conceder a tantas famílias informações que mudariam o destino de tantos homens, filhos e netos? Com um enredo coeso, The Post irá falar sobre a importância deste episódio no país e como isso também afetou o cenário jornalístico. Apesar de conter diálogos mais técnicos sobre política e liderança, nada disso desvirtua a atenção do público. Toda esta visão é importante para que percebamos a importância dos acontecimentos que decorrem ao longo do filme.



A atuação de Meryl Streep é inspiradora e formidável em diversos ângulos. A mulher, mãe e dona de casa que do dia para a noite se viu liderando uma grande empresa e enfrentando tudo sob o olhar julgador do machismo, se impondo a todo instante. A volta por cima de Kat, seu posicionamento em relação a empresa e seu amadurecimento na história é transmitido com maestria pela grande atriz que Meryl é. As tiradas mais divertidas e dramáticas da trama, permitem que a atriz demonstre todas suas facetas e que conquiste o público, mesmo numa mais política e elaborada.

Hanks e Streep em cena, demonstram uma química perfeita, existe um respeito entre os dois e também entre os personagens, que dentro dos seus papeis, compartilham de planos muito parecidos, mas com princípios e motivações bastante distintos. Os diálogos que eles dividem são ótimos, é possível perceber um certo contraste entre as personalidades de ambos de um modo muito interessante. Enquanto Kat é mais centrada, Ben esbanja sua falta de controle, porém, os dois na mesma medida mantém a o foco em cena. Eu achei estes pequenos detalhes simplesmente sensacionais na atuação dos dois atores.

O elenco secundário constrói uma base de peso. Sarah Paulson, Bob Odenkirk, Bruce Greenwood, entre outros vários nomes talentosos, recheiam e direcionam a trama para a direção certa. Cada participação é importante a sua maneira, ou seja, não há desperdício de personagens. Mesmo para um filme de duas horas, Steven Spielberg consegue mantem o público cativado, preso numa trama que mantém o ritmo do início ao fim.

Em suma, o filme fala sobre a real liberdade da imprensa. E quando ressalto a palavra real, digo isso me baseando na boa reportagem e não nas sensacionalistas que dominaram hoje, grande parte do mercado. The Post irá mostrar a tal guerra secreta que aconteceu entre os bastidores, que foi essencial para a democracia do país na época e como isso foi visto como um grande passo para o jornalismo, que ainda hoje, encontra problemas de censura e manipulação, principalmente quando estamos falando sobre assuntos internacionais. Além, disso, teremos um toque de empoderamento, de uma mulher que se viu na toca dos lobos e acabou virando a líder da matilha. Sem dúvidas The Post é uma história mais do que relevante, que foi muito bem adaptada devido a grandes nomes da direção e atuação. Ainda é cedo para eu fazer minhas apostas para o Oscar, mas alguns nos meus palpites se farão, graças a este filme.

12 comentários

  1. Ainda não tinha ouvido falar sobre esse filme. Mas vc tem razão: que time! Só tem gente boa nele. Fiquei com vontade de ver. Descobri o blog de vocês agora. Que conteúdo legal, vou seguir! Sucesso e beijos.

    www.karolgoncalves.com

    ResponderExcluir
  2. Acredito que não há cerimônia do Oscar se Meryl não estiver presente e concorrendo claro, a mais uma estatueta!rs
    A gente já fica se preparando para o discurso dela, que sempre causa e dá aquele beliscão dolorido na sociedade.
    Mesmo não sendo tanto meu gênero favorito, este filme já tinha me chamado a atenção por ser real. Por trazer informações e conteúdo que praticamente mudaram todo o contexto do jornalismo não só lá fora,mas respigando aqui também.
    E com um time destes, sacanagem né?
    Hanks também é soberbo e a direção dispensa comentários!
    Esperar a premiação e conferir(mesmo acreditando piamente que A Forma da Água vai levar quase tudo) Que filme!!!!
    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Oi Joi.
    Esse filme retrata um acontecimento muito importante no campo jornalístico e estou ansiosa para ver como vai ser retratado.
    Meryl Streep e Tom Hanks, melhores atores ever! Tenho certeza que a atuação deles está perfeita.
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Eu não conhecia este filme! Após ler seus comentários referentes a este filme e assistir o trailer, acabei ficando curiosa para assistir ele, gostei dos atores protagonistas Meryl Streep e Tom Hanks. Sem dúvidas pretendo assistir The Post: A Guerra Secreta.

    ResponderExcluir
  5. Oi, Joi! Achei o enredo e a sinopse do filme bem interessantes, ainda mais por apresentar os conflitos de uma mulher que tem que enfrentar um local de trabalho em uma época muito machista da nossa sociedade. Não tinha ouvido falar sobre o lançamento desse filme, o que é bem triste, ainda mais com esse elenco de peso, como Meryl Streep e Tom Hanks.

    ResponderExcluir
  6. Joi!
    Importante um filme trazer os bastidores ou a luta do jornalismo, do bom jornalismo, para publicar uma história baseada em fatos e acontecimentos reais e mostrar o quanto é difícil enfrentar o 'governo' para que esses fatos sejam repassados ao público para conhecimento da sociedade.
    E com as atuações de ícones como Tom Hanks e a fabulosa diva Meryl Streep, ainda com direção do mago Steven Spilberg, nem dá para perder, né?
    Desejo um ótimo domingo!
    “Que o novo ano que se inicia seja repleto de felicidades e conquistas. Feliz ano novo!” (Desconhecido)
    cheirinhos
    Rudy
    1º TOP COMENTARISTA do ano 3 livros + Kit de papelaria, 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  7. Confesso que o que mais me chamou a atenção no filme foi o elenco. Acho que vou adora o Tom Hanks e a Meryl Streep juntos em um filme. Mas essa história do filme parece bem interessante também, e gostei bastante do trailer. Adorei a dica!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Muito interessante esse filme vou querer assistir, o elenco esta de arrasar. Achei que deve ser muito bom saber como é um jornal com boas reportagens, na verdade reportagens de verdade, com ética. Uma mulher a frente do jornal é uma grande representatividade, ela parece ter fibra e ser bem determinada.

    ResponderExcluir
  9. A única coisa que tenho a dizer sobre o elenco deste filme: Que tiro foi esse? hahaha
    Não só o elenco, mas a sinopse me chamou muito a atenção! Amei, já quero ver logo. :)

    ResponderExcluir
  10. Oi Joi! Eu já queria ver esse filme só por ter a diva Meryl como protagonista, e o Tom Hanks também. Imagino que dupla maravilhosa eles não formaram. Mas só de ler a sinopse eu não podia imaginar o quanto esse filme é dramático, sério e importante, especialmente no que diz respeito a liberdade de imprensa. Fiquei ainda mais ansiosa pra assistir. <3
    Beijos.

    ResponderExcluir
  11. Será um filme e tanto!! Adoro o Tom Hanks e a Meryl Streep só faz filmes bons com grandes papéis!! Esse traz uma trama cheia de conspirações, que nos faz querer saber o que tem nos documentos secretos do governo,pois com certeza escondem muitas coisas.

    ResponderExcluir
  12. Eu achei a temática do filme muito interessante e eu adoro os trabalhos da Meryl Streep Mas eu ainda não pude conferir esse filme acho que ele vai ser o da minha próxima ida ao cinema vi também que esse livro foi indicado ao Oscar em várias categorias e isso só me deixou ainda mais ansiosa em assisti-lo

    ResponderExcluir