Título Original: A Rainha da Primavera – Crônicas de Myríade
Autora: Karen Soarele
Ano: 2014
Editora: Cubo Mágico
Páginas: 98
Compre aqui

A Rainha da Primavera é um spin-off das Crônicas de Myríade. Os pergaminhos perdidos iniciam contando a história de Flora, uma menina que vive na pacifica e também monótona ilha oscilante Ashteria. Lá ela vive com seus pais, seus irmãos e o povo de sollaris, seres com o tom de pele esverdeado e orelhas pontudas.
Aos plenos 17 anos, Flora estava cansada já de tanta tranquilidade, em Ashteria não existia nenhuma movimentação festiva a não ser a celebração do dia da colheita que acontecia apenas uma vez por ano, os outros dias do ano era apenas silêncio.
Até o dia que este silêncio foi quebrado pela movimentação de seus vizinhos, de uma multidão desesperada sem saber o que fazer, todos estavam perdidos, seria possível a ilha mágica, a ilha que ninguém podia encontrar ser invadida? E por quem? Ao contrário do que o povo sollaris imaginava os dois homens que desembarcaram em um bote na ilha, queriam paz, vieram apenas em busca da princesa perdida de Hynneldor, Flora.
A notícia chega como um turbilhão de sentimentos para Flora, ao mesmo tempo ela achava as justificativas por se sentir deslocada em Ashteria, mas também se sentia desapontada por sua família ter a enganado por todo o tempo que viveu lá. Mesmo com medo e insegura, se viu empolgada em enfim conhecer outras pessoas além da ilha e o mais estranho, conhecer seus e pais e seu irmão de sangue, Fausto.
É neste contexto que Flora embarca numa aventura com Nathair Tredbach e seu fiel amigo o próprio príncipe de Datillion, aliado de Hynneldor, Dimitri Fahd, o mesmo que jurou por anos encontrar a princesa perdida. A aventura de Flora até seu reino nos reserva muitas reviravoltas, perigo e traições. Ela mal imagina que está em suas mãos toda a paz e esperança que seu povo precisa e que está prestes sucumbir nas mãos do povo inimigo de Vulcannus.
A leitura foi superleve e aos mesmo tempo tensa, a jornada de Flora é uma corrida contra o tempo, e toda esta trama super bem desenvolvida pela autora, prende o leitor do início ao fim. É impossível não terminar o livro querendo saber mais deste universo. Apesar de pequeno é uma história encantadora que nos deixa com um gostinho de quero mais! A única coisa que me chateou foi ter tão poucos detalhes sobre sua família de criação que foi deixada em Ashteria e também como foi a reaproximação de Flora com certos personagens, espero revele-los nos próximos livros. Recadinho para a Karen: Quero mais de Flora e de você sabe quem! ^^
A diagramação é linda e confortável aos olhos, com capítulos separados e curtinhos. Assim como o restante das obras da autora, as ilustrações dentro e fora do livro são lindas e narram exatamente algumas cenas da história. Ao final da leitura, o mais legal foi descobrir que A Rainha da Primavera foi o primeiro livro da autora e provavelmente a obra que inspirou ela a estender todo o universo que nascia em sua mente. Eu mais do que recomendado a leitura!

rela
ciona
dos