Título Original: Forever Black
Autora: Sandi Lynn
Editora: Valentina
Ano: 2015
Páginas: 256

Compre aqui

Provavelmente você já deve ter ouvido falar sobre alguma história, cujo um dos protagonistas é um milionário, CEO de uma multinacional, de sobrenome marcante e é claro, jovem, lindo e misterioso. Então, o que posso dizer é que em Black Para Sempre a mocinha é diferente. Nesta resenha falarei por que Ellery Lane foi capaz de conquistar Connor Black e eu.

Kyle, namorado de Ellery, resolve deixa-la. É assim que começamos a conhecer a vida de nossa pequena e grande protagonista. Ela precisa se adaptar ao abandono do namorado depois de quatro anos de relacionamento. Por noites ela se permitiu sofrer, mas estes dias estão contados depois que sua melhor amiga Peyton a arrasta para a noite, em busca de diversão, mas o que ela encontra…é muito mais que isso.

Aperte o play!

Na boate em que estão, Ellery nota uma discussão no canto do bar, e sem querer acaba prestando atenção em um dos envolvidos. Para sua surpresa, no final da noite, ela percebe os seguranças do estabelecimento expulsando o mesmo homem que estivera brigando mais cedo no bar. Visto que ele não consegue nem sequer ficar em pé de tão bêbado que está, sem pensar duas vezes, ela resolve ajuda-lo.
Foi difícil, mas ela consegue levar o tal homem são e salvo para a sua cobertura (para seu espanto). Porém, como estava tarde ela acaba dormindo por ali mesmo, na casa do bêbado, rico, misterioso e desbocado. Na manhã seguinte, ao acordar, ela se depara com aquele belo homem, acordado e a olhando com uma cara de poucos amigos. Seu nome? Connor Black.
Para um primeiro encontro (não tão encontro assim) para lá de estranho, estes dois já começam soltando faíscas. Connor já coloca suas garras de milionário esnobe de fora e Ellery responde tudo a altura. Ele deveria agradece-la por ter o ajudado, já que o mesmo poderia muito bem ter morrido com o próprio vomito enquanto dormia. Depois de uma conversa bem ácida, Ellery vai embora sem levar desaforo pra casa, não acreditando no que tinha presenciado, mas não antes de dizer seu nome.
O inusitado encontro entre estes dois cabeças duras despertou o total interesse de Connor em Elle. Afinal, não era todo mundo que tinha a audácia de trata-lo daquela maneira tão insolente. Mas além disso, eu vou dizer o que mais o deixou envolvido. Pelo pouco de tempo que Connor passa com Ellery, ele conseguiu perceber toda a ousadia que habitava naquela mulher, ela havia entrado e dormido na casa de um desconhecido e ainda mais, tinha o ajudado. Pelas poucas páginas que lemos, conforme vamos evoluindo na história, captamos vários dos traços da personalidade de Ellery.

“Ele olhou para mim com um olhar estranho em seu rosto, e fez algo que eu nunca pensei que Connor Black faria. Ele deitou ao meu lado e olhou para o céu. Olhei para ele, enquanto ele lutava para manter seus olhos abertos, com a chuva atirando em seu rosto, um pequeno sorriso cruzou meus lábios. – Por que você está fazendo isso? – Ele perguntou, se virando e olhando para mim. – Porque eu posso deitar aqui e ninguém vai saber que eu estou chorando.”

Ela é independente, segura, confiante e destemida. Nada a abala. Conforme o relacionamento e a amizade de ambos vai crescendo (é obvio que não ficaria só nisso né?!), vamos captando outros pontos positivos e encantadores que Ellery leva na sua vida. Ela vive o agora, da melhor maneira possível, ela realmente se joga sem medo e nada nem ninguém consegue persuadi-la do contrário. Mas antes de qualquer coisa, Ellery carrega uma bondade sem fim no seu coração.
Toda esta vida desregrada encanta Connor, que tem uma realidade totalmente diferente. Mas o mais legal de tudo é ver o homem carrancudo do começo do livro, amolecer pouco a pouco acompanhando cada pequena aventura que Elle se mete. É o início de uma relação intensa, tensa e sem freios, onde o mocinho faz de tudo para estar perto da mocinha e protege-la e a mocinha faz de tudo para continuar indomada.
Mas como tudo tem uma explicação, existe uma, para cada um ser de sua maneira. Por que Connor, é tão frio e grosso? Por que ele não fala sobre relacionamentos e não pensa em construir uma família? E por que Ellery vive tão intensamente? Do porquê ela parecer carregar cicatrizes do seu passado e esconde-lo a sete chaves? Os segredos de ambos os personagens são totalmente originais e isso e as motivações de cada um me atraiu ainda mais para a leitura.

“Senti uma tristeza enorme ao ler essas palavras, mas era tarde demais. Sabia o que precisava fazer agora – provavelmente, o que devia ter feito logo no começo, antes de que Connor Black entrasse na minha vida.”

Como nem tudo são flores, existiram pontos negativos na obra. Achei que a autora explorou muito pouco esses segredos, que eram sem dúvidas, o diferencial na obra. Quando ela teve a oportunidade de explicar mais sobre, foi algo muito superficial, e ainda mais quando o foco era Connor. Depois da metade do livro, um outro fato me incomodou um pouco, a velocidade que os acontecimentos se desenvolviam, isso me assustou. 
Apesar disso, a verdade é que Sandi Lynn vai direto ao ponto, sem delongas, o que não deixa de ser um ponto positivo. Como se trata de uma trilogia, e o próximo livro, Você Para Sempre contará a versão dos fatos através da narrativa de Connor, quem sabe tenhamos mais explicações certo?! Tomara! Tirando isso, é um livro gostoso de ler, tem a dose certa de tudo, humor, amor, sensualidade e drama. E tudo isso numa leitura rápida e fluída. 
Tenho certeza que Connor Black vai te conquistar com a maneira que ele se molda a Ellery, a maneira que ele se rende sem medo. Mas tenho certeza absoluta que Ellery vai te emocionar, vai te fazer repensar muito de alguns valores, e principalmente te esfregar na cara o valor da vida. Ela sim, é prova de quem já sentiu na pele, as formas que a vida encontra para nos dar segundas chances. De forma inesperada, assim como começou, Black Para Sempre termina e você vai perceber que Connor e Ellery te guiaram por um caminho enlouquecedor, intenso e cheio de amor.

Para assistir o booktrailer, clique aqui!

rela
ciona
dos