Título Original: Kissing Under the Mistletoe
Autora: Bella Andre
Ano: 2015
Editora: Novo Conceito
Páginas: 304
– postada originalmente por mim no Livros e Chocolate Quente.
Apesar da capa não representar, esta história que dá origem a série Os Sullivans, se passa no Natal. O título original é Kissing Under the Mistletoe que se refere ao tradicional beijo, que os apaixonados dão, em baixo de um visco, na noite de Natal. Espero que gostem, Feliz Natal!
Este é o décimo livro da família Sullivan lançado aqui no Brasil. Em Quando um Homem Ama uma Mulher conheceremos a história de amor que antecede todas as outras e que deu origem a família. Como foi que Jack Sullivan e Mari Ferrer se conheceram? A lembrança vem à tona em mais uma noite de Natal, enquanto Mari aguardava a chegada de todos seus filhos ao Lago Tahoe, Mari começa a se relembrar da sua história de amor, do significado de cada enfeite criado por cada um de seus 8 filhos e também os enfeites criados por ela e por seu eterno amor.
Mergulhada em suas lembranças, ela nos leva a uma viagem ao passado cheia de amor. Mari Ferrer nasceu na Itália e saiu de casa aos 19 anos com o destino da América. Ela era linda demais e seu futuro estava escrito quando ainda era um bebê, após 13 anos ela já era uma supermodelo e já pensava em se aposentar. Jack Sullivan nunca desistiu de seu sonho depois da faculdade de engenharia, mesmo depois de anos, ele e seus colegas continuavam apostando em sua invenção. Na época revolucionária, mas com baixo investimento. As agendas de bolso eletrônicas eram sinônimo de anos de estudo e por falta de oportunidade a descoberta estava prestes a não passar de um projeto distante.

Ao caminhar pela Union Square, o destino deu uma forcinha a Jack e colocou em seu caminho a mulher mais linda que ele já havia conhecido. Mari estava fotografando seu último trabalho como modelo bem ali, e ele não teve dúvidas que esta seria uma oportunidade perfeita para dar a visibilidade necessária para o seu invento, e a credibilidade que os investidores precisavam para apostar em seu produto. O desafio seria convencer Mari, uma mulher que mesmo bem sucedida na vida já estava cansada dos oportunistas que apareciam em sua vida para tirar proveito de sua imagem e beleza. O que Mari não contava era que assim como Jack, ela estaria encantada com o lindo homem Ele estava interessado em muito mais do que em sua aparência, mas em toda sua alma.
Quando fiquei sabendo do lançamento do livro, logo me animei, eu estava esperando uma história tão envolvente como todas as outras que eu já havia lido, ainda mais por ter se passado a quase 40 anos atrás. Todo este clima de época sempre me instiga mais durante a leitura. A escrita de Bella Andre continua igual, envolvente e detalhando bem todo o sentimento envolvendo os personagens, de uma maneira que só ela consegue fazer, vai muito além do erotismo que existem em suas obras, é algo com conteúdo, que nos envolve num romance quente e delicado, com todas as barreiras que todo relacionamento pode ter.
O problema é que desta vez a leitura foi arrastada, não sei dizer se foi o enredo, se foi o fato de eu “indiretamente” já saber onde tudo aquilo ia parar, mas eu senti falta de muitas algumas coisas neste livro. Achei a história bem menos profunda, e quando tinha alguma coisinha que poderia intensificar mais, a questão era resolvida muito rapidamente. Na mesma página que presenciávamos uma briga, no parágrafo seguinte já vimos tudo resolvido e terminando em beijos.

Não que isso não seja bom, eu sempre torço para o casal e com o “felizes para sempre”, mas sabe?! Faltou algo. Senti que a autora se sentiu pressionada a escrever esta história, apenas para os fãs e não para ela mesmo. Foi mais do mesmo, com nada novo. Ela até poderia ter se aprofundando mais na vida pós casamento de Jack e Mari e ter mostrado mais sobre o nascimento de cada filho e até a doença do marido, o que eu ia adorar descobrir, já que facilmente eu me apaixonei pelo homem integro e apaixonante que é Jack foi, mas não, Bella Andre não nos deu nada disso, e isso me decepcionou bastante.
Saindo um pouco do enredo, preciso falar da diagramação que é simples, mas a editora desta vez se superou com a capa, pela primeira vez um livro desta série se destaca. Não é a toa que a série toda foi repagina seguindo este modelo. Uma outra coisa que acho bacana nos livros da autora é sua preocupação em deixar uma mensagem para o leitor e dar suas considerações para a história a seguir,. É um jeitinho de sentir o carinho dela com seus personagens. Já vi isso nos livros da Julia Quinn e adorei!
Como mencionei acima, o livro se passa na época de Natal, e o clima natalino está sempre presente, com direito a luzes, pinheirinhos, música e neve! O título original remete a uma cena única no livro. A tradição de beijar o ou a amada embaixo de um visco na noite de Natal. Algo simbólico mas que muitos apaixonados se rendem no Estados Unidos. Eu adorei, pois a leitura é rapidinha e pode ser feita sem muitas pretensões nesta noite! 
Eu com certeza vou continuar lendo os livros da série, mas infelizmente este ficou classificado como sendo bem inferior aos outros. A história é linda, era o que eu esperava para os pioneiros de uma família tão cheia de amor, mas não esperem nenhuma batalha interior aqui, é apenas a amor entrando na vida de duas pessoas, uma um pouco mais ferida pela vida, e outro disposto a curar tudo, um clichê bem escrito.

Confira a série The Sullivans

8. Em Meus Pensamentos

9. Quando um Homem Ama uma Mulher

rela
ciona
dos