Título Original: Highlander Most Wanted – Montgomery e Armstrong #2
Autora: Maya Banks
Ano: 2016
Editora: Universo dos Livros
Páginas: 400
Amazon
Ficar trancafiada em uma terra com um monstro em forma de homem e pessoas que te julgam como menos que nada, destruiu a vitalidade da jovem Genevieve. Sua vida está marcada pela falta de escolhas, desumanidade e crueldade, já não há mais esperança e seu destino nunca pareceu tão incerto. Bowen está com sangue nos olhos, tudo o que mais deseja é vingança, destruir aquele que sequestrou sua cunhada e ameaçou a felicidade de seu irmão. Só que seu retorno para o Castelo McHugh se revela totalmente diferente daquilo que ele esperava, o clã está abandonado e enfrentando escassez e as consequências de se ter um laird desonrado, o que torna sua missão mais fácil, ou pelo menos era isso que ele pensava, até colocar seus olhos sobre a jovem misteriosa e determinada Genevieve.
Maya Banks me surpreendeu mais uma vez e olha que já li praticamente todos os seus livros. Seus romances históricos possuem características muito particulares, suas protagonistas costumam ser fortes, empoderadas e atrevidas, ou carregam em si marcas de uma vida maltratada e sem escolhas. E no caso de O Mais Desejado dos Highlanders ela mistura os dois, tornando o livro impossível de se esquecer.

“O mais improvável dos defensores, a mais improvável das mulheres para inspirar um homem que abrace sua causa…”

Genevieve já passou por muita coisa em sua vida, coisas pelas quais não desejaria nem para seu pior inimigo. Ela sabe o que é ser arrancada do seio de sua família, ser jogada em meio a um clã que a enxerga como uma paria, o que é ser menosprezada, violentada e dizimada até não restar mais nada. A sensação que temos é que essa jovem desistiu de seus sonhos, de si mesma, da vida. Dona de um espirito guerreiro que é por vezes escondido sobre a capa que lhe cobre o rosto e atitudes submissas devido aos constantes ataques que sofre, Genevieve é uma incógnita, um mistério, uma mulher que mesmo diante de tanta injustiça, encontra em si força, empatia e generosidade suficiente para clamar por misericórdia para seus carrascos e é essa uma das atitudes que mais fascina e intriga o novo e temido laird.

Bowen foi escolhido por seu irmão para representa-lo. Estar no Clã McHugh como laird, não é algo que ele almejava, mas que foi preciso diante das circunstâncias, tudo sobre o lugar o choca, as condições precárias, a escassez de alimentos, os homens que se escondem por trás de suas mulheres assustadas, crianças amedrontadas e uma jovem que atrai a sua atenção ao clamar em nome de todos por misericórdia, mais que isso, ela desperta nele o senso de proteção, cria uma conexão, o envolve de maneira arrebatadora, como se a partir daquele momento em diante ele precisasse cuidar, mimar e devolver a ela algo que aparentemente está perdido.
Não tenho palavras que possam descrever o quanto essa obra tocou meu coração. Genevieve é tão forte, e ainda assim tão frágil e vulnerável, é impossível medir seu sofrimento, tudo que ela enfrentou, e presenciou nas mãos de um verdadeiro monstro em forma de homem e seu clã cruel. E ainda assim ela foi capaz de me surpreender ao renascer das cinzas, por conseguir se dar uma nova chance, por se permitir tentar viver mais uma vez. Por diversas vezes tentei me colocar em seu lugar e a verdade é que nem em pensamento eu consegui chegar aos seus pés, por muito menos eu teria desistido e provavelmente cometido uma insanidade. Incrível é a palavra que melhor descreve essa jovem, a verdadeira heroína desta trama. E do outro lado temos um homem forjado no calor da batalha, leal, justo, determinado, dono de uma beleza exuberante, capaz de conquistar qualquer mulher que atravesse seu caminho, disposto a ouvir, que permite a todos a chance de se redimir, capaz de sacrificar a própria felicidade em nome daqueles que ama. Bowen é uma raridade, um diamante bruto que não precisa de lapidação, porque sua essência é preciosa e única a sua própria maneira.

“Lentamente, ela se afastou dele, a vulnerabilidade sombreando seus olhos. Não havia nada que ele quisesse mais do que fechar a porta para o mundo e mantê-la trancada ao seu lado para o resto de seus dias. Mas sabia que era disso que ela precisava. Cura. O amor e o apoio da família. Ela nunca estaria completa, e ele só teria parte dela. Ele queria sua felicidade e seu bem-estar acima de seu próprio. Mesmo que arrancasse seu coração do peito para deixá-la ir.”

O Mais Desejado dos Highlanders é mais que um romance, é um livro sobre cura, libertação, perdão, superação, recomeço. É sobre encontrar forças dentro de si no pior momento, é sobre se permitir e acreditar que o fim muitas vezes apenas significa um novo começo. É sobre acreditar na vida e na força do amor verdadeiro. Tudo isso em meio a um cenário de batalhas, aventura, sensualidade, personagens carismáticos e intrigantes, um romance envolvente, sensível, e um enredo que te deixará sem fôlego. Ler este livro é como viajar no tempo, é se colocar no lugar dos protagonistas e junto a eles viver cada emoção. Arrepiante, angustiante, eletrizante, apaixonante. Se você ainda não se rendeu aos romances históricos de Maya Banks, está perdendo tempo. Tenho certeza que de alguma maneira eles irão tocar seu coração. Até a próxima! Beijos.

A Trilogia Montgomery e Armstrong, apresenta a seus leitores dois clãs rivais que terão seus caminhos cruzados por laços muito mais poderosos do que apenas o da guerra e o ódio. Cada livro narra a história de um casal protagonista diferente, porém é recomendado que os leia em sequência, pois cada livro inicia onde o anterior terminou. Deste modo também é possível evitar spoilers e ter uma melhor compreensão dos acontecimentos. Quero deixar registrado outro fator importante, as protagonistas desta trilogia são mulheres guerreiras, que enfrentaram grandes obstáculos, donas de muita determinação, que conseguiram se fazer ouvir. Capazes de inspirar qualquer ser humano.

rela
ciona
dos