Resenha: O Duelo dos Imortais

Título Original: Reignited
Autora: Colleen Houck
Ano: 2017
Editora: Arqueiro
Páginas: 111
Amazon - Saraiva

O prequel, que, antecede os acontecidos dos livros anteriores, O Duelo dos Imortais, conta como as coisas eram no passado, antes da existência do protagonista da série Deuses do Egito, Amón. Aqui a autora Colleen Houck adapta em sua maneira o Mito de Osíris, da mitologia egípcia. Contando como aconteceu o romance entre Osíris e Ísis e como Seth se ressentiu dos dois e passou a ser o vilão da história.

Descobrimos que nem tudo é o que parece e desvendamos em detalhes o que estava por trás dos pensamentos dos Deuses, que apesar de todo o poder que possuem, podem cometer erros, assim como os mortais.

Tenho que confessar que gostei bem mais de O Duelo dos Imortais do que do segundo livro dessa série, O Coração da Esfinge. Isso porque esse prelúdio foi bem mais agitado e emocionante, a história tem mais dinâmica e a facilidade de como a leitura fluiu me agradou muito mais, comparado a leitura truncada que foi o livro anterior, que para mim, se arrastou um pouco nos acontecimentos. É claro que, por ser mais curto, o livro teve um ritmo mais rápido, o que acaba contribuindo para isso.

"O caminho mais fácil nem sempre é o melhor. A luta costuma fortalecer."




Nesse livro somos imergidos no Egito Antigo, quando os Deuses ainda caminhavam entre os mortais e onde tudo começou. Amon-Rá governava a Terra e entre os irmãos, Osíris, Isís e Néftis, o mais jovem, Seth, sofria por ser desprovido de poderes e assim era deixado de lado. Porém, um dia seus poderes despertam, e o que esperar quando um poderoso poder é marcado por tanto desprezo? O que esperar quando uma paixão não correspondida destrói tudo que há em um coração? Aqui, ficamos sabendo em detalhes de como Seth, munido de rancor e vingança, se tornou tão maléfico e tão poderoso.

Assim como todas as histórias da mitologia egípcia, essa está cheia de reviravoltas, tragédia e romances proibidos. Por isso mesmo que fiquei tão compenetrada no livro, do início ao fim. Finalizei a leitura em um dia e gostei muito de viajar ao passado e descobrir como as coisas se desenrolaram entre os Deuses e porquê deles serem como são, além do mais, O Duelo dos Imortais permite que matemos a saudade do universo criado pela autora.

Para mim, neste livro Colleen Houck retomou a emoção de sua escrita e soube usar o mito de Osíris de uma maneira fantástica. Li sobre a versão original do mito e achei que foram precisos apenas alguns ajustes para a história se encaixar na trama da autora. Ela soube dar personalidade aos Deuses, quase transformando-os em humanos. Seres que tem sentimentos e cometem erros. E que, além de tudo, se sacrificam por aqueles que amam. Encontrei novamente a magia da escrita de Houck nesse conto, me deixando extremamente empolgado para os próximos livros da série.



Quanto a editoração, eu gosto muito do trabalho da Arqueiro e com esse livro não foi diferente. As páginas são mais grossas, a capa é de tirar o fôlego e não encontrei nenhum tipo de erro. Acho lindo o efeito metalizado das letras na capa, remete muito aos tesouros do Egito e os detalhes refletem exatamente sobre o que a história aborda. 

Enfim, quem já é fã da autora, vai se apaixonar por esse livro. Mesmo ele sendo curto, apenas 111 páginas, dá para mergulhar de cabeça neste universo e sonhar acordado com esses personagens apaixonantes. O Duelo dos Imortais também pode ser lido por quem ainda não leu nenhum livro da série Deuses do Egito, serve como uma fácil porta de acesso sobre o que os leitores poderão encontrar. Recomendo para quem ama uma boa fantasia com o toque místico da mitologia egípcia.

Confira a série Deuses do Egito:
1. O Despertar do Príncipe

11 comentários

  1. Eu só tive a oportunidade de ler o primeiro livro dessa série e até hoje confesso que nem me lembrava mais...
    Não que não tenha gostado do primeiro livro,mas a história não me pegou. Mesmo amando mitologia, sei lá, faltava algo.
    E pelo que li acima, este novo livro parece trazer mais deste assunto, que era para ser o tema principal.
    Vou retomar os livros!
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Adoro Mitologia, não importa qual, amo todas...hahaha
    Quero muito ler estes, já havia visto falar e me interessei bem. Obrigada por me relembrar deles, pra eu colocar na minha whislist! hahaha
    Beijosss

    ResponderExcluir
  3. Acho interessante essas histórias com falam de deuses e seus poderes, cheguei a ver uns filmes baseado na mitologia deles, porém nunca li nenhum livro a respeito. Esse livro em questão deve ser bem contagiante de se ler, visto que fala não só dos deuses em si, mas tem uma trama em torno, romances e vingança entre irmãos. Uma boa pedida para as pessoas que como eu, nunca leram nada parecido!!

    ResponderExcluir
  4. Ainda não li nada dessa série, mas sempre tive bastante curiosidade por releituras da mitologia egípcia e adorei descobrir que dá para pegar esse, que é mais curtinho, como uma introdução aos outros! Parece ser uma ótima forma de testar o estilo da autora.

    ResponderExcluir
  5. Oi! Não li nada dessa série e até fiquei interessada por ela num primeiro momento porque adoro tudo sobre o Egito, mas pelo que li sobre os livros não curti muito a forma como a autora colocou as coisas. Esse é um prequel então acho que mesmo não conhecendo o conteúdo dos livros da série não fiquei perdida com a sua resenha. O mito de Isis e Osiris é muito interessante e já li coisas relacionadas em outros livros. O tema parece ótimo, mas tenho receio quanto a abordagem da autora.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Raíssa!
      Apenas pelo fato de trazer a vida de vários dos deuses, já seria uma leitura interessante, e ainda mostrando o porque de tudo ter acontecido com Seth e não ter o triângulo amoroso, torna a leitura essencial, principalmente sendo o precursor dos anteriores.
      Não li ainda nenhum dos livros, mas é uma série que muito me interessa.

      Que dezembro seja repleto de realizações e a semana cheia de luz e paz!
      “A melhor mensagem de Natal é aquela que sai em silêncio de nossos corações e aquece com ternura os corações daqueles que nos acompanham em nossa caminhada pela vida.” (Desconhecido)
      cheirinhos
      Rudy
      TOP COMENTARISTA dezembro 3 livros + 2 Kits papelaria, 4 ganhadores, participem!

      Excluir
  7. Oi Raíssa.
    Confesso que não tenho muita vontade de ler essa série. Apesar de gostar de fantasia, não curto muito mitologia egípcia.
    Mas que bom que esse prequel te agradou. Parece que teve bastante ação, apesar das poucas páginas.
    Adorei a capa desse livro!
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Quero muito ler essa série ainda não li nada da autora e ela é bem elogiada, que bom que esse pode ser lido sem ter lido os outros. A leitura parece ser bem envolvente e explicativa mesmo tendo poucas páginas, achei interessante mostrar mais sobre o lado de Seth.

    ResponderExcluir
  9. Tudo o que envolve mitologia e tal, não me interessa... Não gosto! Então, vou deixar "passar" essa série da Colleen Houck!

    ResponderExcluir
  10. Nunca li nada da Colleen Houck . Gosto bastante de histórias ligadas a mitologia. Esse é o terceiro da série, correto?
    Mas as histórias são continuação ou apenas são ambientadas na mesma época e espaço?

    ResponderExcluir