Resenha: Amor Sem Medidas

Título Original: A Measure of Love
Autora: Sophie Jackson
Ano: 2017
Editora: Arqueiro
Páginas: 288
Amazon - Saraiva

Amor Sem Medidas é o terceiro livro da série Desejo Proibido da autora Sophie Jackson.

Desde que conclui Paixão Libertadora, eu sabia que mais cedo ou mais tarde eu me encontraria com Riley Moore novamente. Um cara que desde a última história, já mostrava sinais de uma personalidade moldada por uma grande perda. Em seu livro, descobriremos os detalhes de sua vida, seus acertos, seus erros e a forma que tenta se reerguer novamente como um ex-presidiário. Agora ele trabalha duro na oficina em que é sócio com Max. Porém, a rotina tranquila acaba mudando após um telefonema de sua mãe e as notícias não são das melhores. Seu pai, está internado após sofrer o segundo ataque cardíaco. 

Riley e seus irmãos se veem obrigados a retornar a casa dos pais para oferecer todo o suporte necessário, entretanto, desde que saíra da prisão, Riley tem adiado este encontro por cinco anos e o medo de perder o pai sem ter a chance de se acertarem antes, faz desse retorno ainda mais difícil. Seu retorno a Michigan também trará de volta a vida de Riley a presença de Lexie Pierce, seu amor desde a infância, única mulher capaz de mexer com todas suas estruturas e que acabou estilhaçando seu coração em milhões de pedaços. 

A presença de Lexie, faz com que as memórias do relacionamento passado retornem com tudo, despertando novamente todo o desejo, que, no final das contas, nunca esteve adormecido. Porém, os encontros inesperados com Lexie, acabam revelando um segredo que ela vem guardando há muito tempo, mas que pode mudar a vida de ambos para sempre.

"Era estranho estar tão perto dela depois de tanto tempo... Dentro dele, a raiva e a decepção lutavam contra a saudade e a esperança."



Histórias onde o relacionamento é prejudicado, unicamente, por mal-entendidos e falta de diálogo raramente me cativam. Talvez eu enxergue questões conjugais de forma diferente hoje mais velha, mas a questão é que nunca engoli problemáticas sérias, inteiramente causadas pela falta ou excesso de qualquer um dos desses fatores. Porém, quando a história é bem contada e a autora consegue trabalhar todo o contexto de forma plausível e compreensível, tudo acaba sendo mais verdadeiro.

Foi uma alegria imensa me identificar e compreender cada dor, perda e sofrimento que a relação de Riley e Lexie passou quando jovens, e mesmo sabendo que muito da história de ambos pode ter se intensificado devido à pouca idade de ambos, acompanhar a forma como eles encontraram para se retificarem, amadurecerem e reconquistarem a confiança um do outro foi realmente muito gostoso de acompanhar.

Riley é um homem incrível, um bom amigo e um bom filho, que luta para ganhar a vida de forma honrada depois dos deslizes do passado. É o típico personagem que mesmo não sendo intocável, torcemos por ele do início ao fim. Lexie, por outro lado, tomou atitudes na adolescência que num primeiro momento julgamos, mas devido toda a pressão psicológica que ela foi exposta com tão pouca idade, pela falta de apoio e tantos outros fatores que possam ter contribuído com suas decisões, passamos a admira-la por sua coragem e determinação.

Durante a narrativa, iremos acompanhar trechos e capítulos do passado de Riley e Lexie, desde a época em que se conheceram ainda na infância, até a adolescência onde tudo começou a desandar. Entender como tudo aconteceu no passado, contribui para que o leitor entenda o porquê dos dois se encontrarem em determinadas situações atualmente e como tudo os moldou e refletiu para suas vidas futuras. Estas passagens são essenciais para que criemos empatia pelos dois, principalmente por Lexie.

Na relação de ambos, é fácil compreender seus medos, suas inseguranças e acima de tudo, compreender que nada na vida é tão óbvio. Nem toda decisão é a mais sensata, a mais acertada ou a mais justa. A sorte é que na mesma proporção, somos capazes de nos redimir, agarrar as segundas oportunidades e todas as reviravoltas que a vida dá. Acredito que é exatamente disso que a história fala. Sobre segundas chances e perdão. 

Assim como eu adorei Paixão Libertadora, amei ainda mais Amor Sem Medidas. Sophie Jackson nos apresenta casais reais, palpáveis e com problemáticas bastante próximas de nossas vidas. É por isso que suas histórias são tão apaixonantes. A autora trabalha questões pouco vistas em romances, como o preconceito contra ex-drogados, ex-detentos e todas as dificuldades que acompanham estes tipos de indivíduos. Boas pessoas podem cometer erros, só este diferencial já faz com que eu reflita sobre e recomende ainda mais esta série. 

Sophie Jackson finaliza Desejo Proibido da melhor maneira possível, transmitindo o maior aprendizado sobre a vida, a que a empatia sempre deve ser valorizada para que nos tornemos humanos melhores. Eu adorei o estilo de escrita da autora, me apaixonei por seus personagens e com certeza, se houver mais livros dela por aqui, eu terei o maior prazer em ler.

Conheça a série Desejo Proibido:
1. Desejo Proibido

10 comentários

  1. Esta sem sombra de dúvidas, é uma série que sou maluca para ler. Sou uma apaixonada por romances, desde os mais clichês aos mais elaborados e também gosto demais quando o autor ou autora, conseguem trazem personagens mais puxando pro real. Com seus dilemas, dificuldades e também acertos.
    A maturidade chegando e o se reencontrar com o passado!
    Quero muito poder conferir!
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Oi Joi.
    Eu só li o primeiro livro dessa série, mas não gostei tanto assim. Acho que estava com expectativas altas demais.
    O que eu gostei do primeiro livro foi a presença de personagens reais, e nesse livro a autora seguiu a mesma temática, o que torna a história um pouco mais palpável. Gostei de saber que nesse terceiro livro os protagonistas eram um casal quando mais jovens. Assim já se sabe que eles terão que lidar com desentendimentos do passado e, par ficar juntos, terão que superar isso.
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Oi, Joi! Achei bem interessante o fato de ele ser ex-presidiário, porque tira um pouco do clichê de cara rico e perfeito que só faz coisas perfeitas etc. Fiquei bastante curiosa para conhecer esse livro, mas queria ler ele primeiro, e queria saber se tem spoilers sobre as histórias dos outros? ^^

    ResponderExcluir
  4. Pretendo ler futuramente esta série Desejo Proibido, que bom que você gostou muito da história de Amor Sem Medidas, e que a autora apresenta casais reais aos leitores, e por este motivo as histórias de Sophie Jackson são tão boas, acho interessante livros com protagonistas assim, mais reais, com problemáticas bastante próximas da vida real.
    Pretendo ler a série Desejo Proibido futuramente.

    ResponderExcluir
  5. Joi!
    Já gostei de ver que a autora trouxe um protagonista, Riley que apesar de ter errado no passado e ter pago por seus erros, não se tornou uma pessoa abrutalhada, ao contrário, é humano e carinhoso.
    E fiquei bem curiosa por saber que segredo é esse que Lexie não revelou e fez com que ele perdesse a confiança nela.
    Bom fazer a leitura de um livro que traz reflexões pessoais que podem modificar nossos pensamentos e atitudes.
    Desejo um ótimo domingo!
    “Que o novo ano que se inicia seja repleto de felicidades e conquistas. Feliz ano novo!” (Desconhecido)
    cheirinhos
    Rudy
    1º TOP COMENTARISTA do ano 3 livros + Kit de papelaria, 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  6. Existe mesmo muito preconceito com tantas coisas, acho que se a pessoa errou e ela melhora isso é o que importa, assim como o personagem que amadureceu e esta de boa trabalhando e cuidando da sua vida. Fiquei me perguntando se esse segredo que ela guardou é tão grave assim. A história parece ser gostosa de ler e que envolve até o final para saber como vai ser resolvida a situação do casal.

    ResponderExcluir
  7. Eu estou doida pra ler esse livro. Eu só li o primeiro dessa trilogia e adorei o livro. Essa autora realmente consegue criar casais muito reais.
    Esse último livro parece ser tão apaixonante, eu acho que vou adorar esse casal, e toda a história. Com certeza a trilogia acabou super bem mesmo!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Nossa é ótimo quando o autor consegue passar veracidade na história, proporcionando essa identificação com a situação, com os personagens... Eu também não tenho muita paciência com a questão da falta de comunicação, mas tudo muda de figura quando a história é bem contada, né? Beijos!

    ResponderExcluir
  9. O romance entre os personagens parece nos proporcionar uma leitura bem gostosa, pois se ambos se gostam, vão conseguir superar todos os obstáculos tanto do passado, quanto do futuro. Gosto de histórias que nos toca de alguma maneira, pois como dito na resenha, se aproxima muito do que é real, que todos podem passar um dia!!

    ResponderExcluir
  10. Gosto de ver personagens acima que erraram no passado mas que buscaram se redimir como no livro O Lado Bom da Vida mas eu não gosto muito dos livros da Sophie Jackson na verdade não sou muito fã do gênero nem da autora mas mesmo assim eu tentei me arriscar nesse livro e eu acabei ficando estressada com a história achei ela previsível e não me satisfez completo

    ResponderExcluir