Resenha: Proibido

Título Original: Forbidden
Autora: Tabitha Suzuma
Ano: 2014
Editora: Valentina
Páginas: 304
Compre aqui

Proibido é um livro perturbador. Mas não do jeito que você acha que conhece. Não... você nunca sentiu isso. Nem perto. Preparem-se para a resenha de um dos melhores livros que já li na minha vida, sem exageros.

Nunca me senti tão pressionada a escrever uma resenha e o motivo é que não sei ao certo o que escrever. Não sei nem por onde começar e se ao menos falarei o suficiente, para passar alguma mensagem para os leitores, de como foi a experiência de ter lido Proibido da autora Tabitha Suzuma. Seus livros já colecionam diversos prêmios e indicações, sendo alguns bem quistos no mundo literário. A escritora para jovens adultos tem em suas obras uma carga dramática extra e tocante. Mas por que falar que Proibido é tão complicado e complexo? Não sei explicar, eu sei que é um misto de sentimentos. Os conflitos internos dentro de mim são muitos, profundos e densos. O porquê? Falaremos de um relacionamento entre dois jovens adolescentes, mas irmãos.

"Como uma coisa tão errada, pode parecer tão certa?"

Sim, aqui a autora falará, com toda a delicadeza possível, desta relação que é motivo de tabu na nossa sociedade, mas eu te garanto que ao ler Proibido você terá uma história que penetra na alma, daquelas que vai te emocionar de forma única e que quebrará qualquer tipo de paradigma. Aqui vamos ler algo sobre amor, família, suporte, preconceitos e principalmente sacrifícios. A família Whitely deixou, já há alguns anos, de ser perfeita. Faz 5 anos que o pai abandonou a família para viver com outra. A mãe é alcoólatra, vive a vida como uma eterna adolescente, sem responsabilidades e carinho por seus filhos. Além disso, vive mais na casa do namorado do que na sua, deixando seus cinco filhos se virando sozinhos.

Lochan tem 17 anos e cabe a ele, por ser o filho mais velho, o fardo e a responsabilidade da criação dos seus quatro irmãos mais novos e fazer o papel de líder da casa, de praticamente ser um pai de família. Além disso, é um aluno dedicado e tem excelentes notas, com vaga garantida na faculdade que desejar. Porém, Lochie tem que lidar com sua fobia social, ele não consegue se relacionar com qualquer outra pessoa sem ser de sua família, isso o prejudica demais, fazendo com que se torne uma pessoa solitária e depressiva. Maya é muito mais madura do que sua idade representa, com 16 anos ajuda seu irmão mais velho a cuidar dos seus irmãos. Kit, o irmão do meio e os dois mais novos Tiffin e Willa. Lochan é seu farol e ela é a única pessoa que consegue fazer ele se abrir e ter a vida de um adolescente normal, é praticamente seu porto seguro, como se fosse o suporte para que ele não caia. 

É de quebrar o coração a maneira que Lochan se cobra em relação a sua família e a imagem que ele quer passar para seus irmãos mais novos, mesmo sendo tão jovem também, o que faz com que eu admire a forma doce e carinhosa que ele transmite isso, mesmo que por dentro esteja entre trovoadas. Mas com Maya ao seu lado, Lochan tem o controle necessário para continuar vivendo, sem crises. 

" Você pode fechar os olhos para as coisas que não quer ver, mas não pode fechar o coração para as coisas que não quer sentir"

Juntos, Lochan e Maya fazem o papel de pais, são aqueles que cobram, dão hora para chegar em casa, ajudam com os deveres, dão banho e colocam para dormir. Além de também terem que fazer tudo corretamente para fugirem dos assistentes sociais. Consequência? Suas vidas passam por seus olhos e eles nem percebem. Só lhe restam um ao outro. Os dois passam a maior parte do tempo juntos e acabam cuidando um do outro, um conhece o outro completamente, fortalecendo ainda mais este laço, juntos tudo é mais suportável e sustentável. São mais do que irmãos, são pais e chefes de família, são melhores amigos e acima de tudo, parceiros.

O relacionamento desses dois jovens vai acontecendo com uma sutileza quase imperceptível, não é forçado e muito menos repentino, mas sempre esteve lá, aflorando a cada dia. Quando finalmente está claro para ambos e para você leitor, ficamos todos os três, com aqueles tabus que a sociedade criou em nossas mãos sem saber o que fazer.

"Mas então por que é tão terrível para mim estar com a garota que eu amo? Todos os outros têm permissão para ficar com quem quiserem, expressar seu amor se quiserem, sem medo de assédio, ostracismo, perseguição ou até mesmo da lei. Mesmo emocionalmente abusivas, as relações adúlteras são muitas vezes toleradas, apesar do dano que causam aos outros. Em nossa sociedade, progressiva e permissiva, todos esses tipos nocivos e insalubres de 'amor' são permitidos - mas não o nosso. Não consigo pensar em nenhum outro tipo de amor que seja tão completamente rejeitado, mesmo que o nosso seja tão profundo, apaixonado, carinhoso e forte que nos obrigar a nos separar nos causaria uma dor inimaginável. Nós estamos sendo punidos pelo mundo por apenas uma razão simples: por termos sido produzidos pela mesma mulher."

Durante a leitura, constantemente, todas as consequências desse relacionamento são questionadas e os personagens se cobram muito por isso. Eles sabem que é "errado" e se julgam como imorais. Inclusive, Maya faz uma breve comparação do seu sentimento por Lochan com seu outro irmão Kit e ela sente a mesma coisa que provavelmente você sentiria: repulsa. O que prova que o relacionamento dos dois não é, e nunca foi construído em cima de disfunções, carências, doença ou qualquer outra coisa do tipo, mas sim por motivos muito mais naturais, como o amor deve ser e é (pontos para a autora)

Lochan e Maya tentam fugir disso, tentaram não aceitar, mas não teve como, os dois nunca se olharam como irmãos, sempre foram parceiros e o amor deles cresceu devido as consequências que eles foram colocados, por todos os dramas e faltas que sua família passou. É dolorido demais acompanhar os conflitos internos de cada personagem, é sofrido sentir o que eles sentem. É triste, é lamentável.

"No fim do dia, é tudo sobre o quanto você aguenta, o quanto você pode suportar. Se juntos vamos prejudicar alguém, separados vamos matar nós mesmos."

A forma que está autora escreve é incrível, você sente na pele tudo que está sendo narrado, fazendo que tiremos todas as máscara e conceitos estereotipados que temos. Questionamentos sobre o amor e onde ele pode estar presente é inevitável. Não se deve julgar ninguém, mesmo que não existam justificativas ou explicações, não julguem. Eu por exemplo, comecei a aceitar que nenhum tipo de amor deve ser proibido, julgado ou condenado seja ele a forma e a origem que tiver. Enquanto for verdadeiro e real eu acredito no amor e não acho justo proibir duas pessoas de se amarem. Mas vejam bem, não estou fazendo nenhuma apologia ao incesto aqui e nem é minha intenção. Acredito também que nem foi a intenção da autora. Foi simplesmente querer e precisar que todos entendam o que está história nos passa. O fato não é mudar sua opinião, mas sim mostrar que nada é tão simples ou impensado, afinal, estamos falando sobre sentimentos não é mesmo? E sobre os negócios do coração pouca gente entende.

A mensagem do livro é mostrar que toda a história tem dois lados e que antes do julgamento, se posicionem no lugar desses personagens, entendam (eu disse entendam, e não compreendam) como eles chegaram a este ponto. Esta história deve sim, ser compartilhada. Eu tenho certeza que todos tirarão algo de positivo e válido para suas vidas. A todo momento ficamos pensando o que é certo? O que é errado? Por que é tão errado?

Além desta mensagem, tiraremos como conclusão a importância da estrutura familiar em nossas vidas. O casal sabe o quanto sua família pode sofrer caso o relacionamento deles seja descoberto e isso é conflituoso demais. Ter que escolher entre o amor da sua vida e a moralidade desta tal sociedade, em prol do bem-estar do que restou dessa família, que ambos se empenham tanto em manter, não me parece justo. Tudo que eles lutaram, com tanto sacrifício, seria colocado em xeque e o amor por seus irmãos é imensurável, ambos sempre estiveram dispostos a sacrificar tudo por eles.

"Durante todo este tempo, durante toda a minha vida, aquele caminho acidentado e pedregoso me conduziu a esse único ponto. Eu o segui cegamente, cambaleando, arranhada e exausta, sem saber onde levava, sem jamais me dar conta de que a cada passo eu me aproximava da luz no fim de um túnel longo e tenebroso. E agora que a alcancei, agora que estou aqui, quero pegá-la em minha mão, me agarrar a ela para sempre, para relembrá-la - o ponto em que minha vida realmente começou. Tudo que eu já quis, aqui e agora, foi capturado nesse único momento. O riso, a alegria, a imensidão de amor entre nós. Esse é o momento em que nasce a felicidade. Tudo começa agora."

Terminei o livro em prantos com ele nas mãos. Eu não queria aceitar, não conseguia digerir o que tinha acabado de ler, como doeu e doí até agora. Meu Deus! Como é cruel... fiquei perdida, sem saber o que fazer, sem saber o que pensar, defender ou explicar... fiquei sem rumo e sem lógica na obra de Thabita e tento aqui, agora me achar. A resenha não teve nem metade da quantidade de coisas que gostaria de ter falado. E se eu quisesse colocar em ordem meus sentimentos eu não conseguiria. O que posso dizer é que eu indico o livro para todos aqueles que querem, verdadeiramente, se emocionar. Proibido é um livro que vai te mudar.

Não concordei com o final do livro, achei que a autora poderia explorar outros caminhos, mesmo conhecendo bem a personalidade de cada personagem, mas mesmo assim é um livro incrível e não tiro nenhum mérito quanto a escrita e narrativa, que é maravilhosa. A admiração que criei por esta autora está para desbancar qualquer outra, sem exageros. Ela consegue equilibrar aqui todas as emoções. Tabitha regeu todos os meus sentimentos, fez como eu deveria me sentir em cada parte do seu livro e me fascinou, mesmo agora.

A editora Valentina está de parabéns com esta edição e não tenho nenhuma ressalva. Proibido é algo sem igual, algo diferente e único. Deem uma chance para a leitura. Aqui temos um livro, com uma história de amor tocante, sensível e que carrega consequências devastadoras, mesmo dentro de tanta dor eu posso ver seu encanto e que só de lembrar, fazem eu confrontar antigas certezas e terminar esta resenha em lágrimas.


102 comentários

  1. Joi, adorei a resenha, já estava bastante ansiosa para ler ele, mas nem sabia que ele foi publicado em português. Agora, com certeza irei ler.

    http://colecionadoresdelivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que leia é o melhor livro que já li, sem dúvidas! Joi

      Excluir
  2. Nossa, se você ficou desse jeito não sei o que dizer. Acho que a última vez que senti isso foi quando li A Lista Negra.
    Adorei a resenha, anotada recomendação

    http://penelopeetelemaco.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nada de compara com este livro, posso te garantir! ;) Joi

      Excluir
  3. oi Joi, tudo bem?
    Eu já estou arrependida de não ter comprado o livro na bienal, porque estava super em conta lá. Ouvi falar da história, mas só com as resenhas que percebemos a grandeza de tudo. Quando se fala de uma história sobre incesto, muitos viram a cara e nem dão chance, mas esse livro parece ser realmente maravilhoso, emocionante e sensível. A sua é a segunda ou terceira resenha que leio que fala que o leitor terminou em prantos, e tenho até medo de saber porque, já que tenho algumas teorias sobre o final
    quero muito ler esse livro, pretendo em breve
    beijos
    http://meumundinhoficticio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bru nada do que já li em vida se compara com este livro, e não nenhum exagero, desafio a alguém ler Proibido e não se sentir bagunçada por completo! Joi

      Excluir
  4. Oii,
    Eu não conhecia o livro até anunciarem o lançamento aqui,
    E fiquei curiosa em torno da questão polêmica, óbvio e foi o que aguçou minha vontade para a leitura.

    Acho que quanto mais a gente gosta do livro é difícil fazer a resenha haha

    bjs e bom domingo
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sempre é difícil Nana! colocar em ordem um amontado de sentimentos é muito difícil! Joi

      Excluir
  5. Adorei a sua resenha e fiquei com curiosidade para ler :)

    Adorei o seu blog e já estou a seguir :)
    Também curti a sua página de facebook (Daniela DS).
    beijos,
    Daniela
    http://ddocesonhadora.blogspot.pt/
    https://www.facebook.com/ddocesonhadora

    ResponderExcluir
  6. Oiee ^^
    Quando vi esse livro entre os lançamentos da editora, já anotei o nome dele, mas acabei me esquecendo de comprar *-* Não imaginava que poderia ser tão bom assim *-* Foi a primeira resenha que eu li dele, mas já me deixou super doida.
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oi Joi,
    Ainda não conhecia o livro, mas a trama parece ser tocante, apesar do tema delicado. Então vou tentar lê-lo no futuro.

    *bye*
    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia Marla tu vai ver que polemico não é o assunto principal do livro mas sim aquele que esta dentro de nós. Joi

      Excluir
  8. Oi Joi,

    nossa o livro deve ser pesado. Me lembra um pouco a relação da Cercei e do Jaime, de GoT. Claro que, guardadas as devidas proporções né? Sinceramente, não sei se conseguiria ler o livro. Mas adorei a sua resenha

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kel não é nada comparado, sinceramente... leia e descubra, o livro fala muito mais.

      Excluir
  9. Nossa que resenha foi essa !!! Me deixou muito intrigada e cheia de curiosidade para conhecer a história desse livro !!!
    Confesso que esse é o tipo de livro que não me chamaria a atenção em uma livraria, mas agora que eu sei do que se trata e que ele é bom, com certeza vai para a minha lista de próximas aquisições ... Ou melhor, já está nela, rsrsrsrsr
    Beijinhos

    Hear the Bells

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bel é incrível, nada se compara a ele, é o melhor livro que já li na minha vida de verdade. Joi

      Excluir
  10. Oi Joi,
    tudo bom? Eu já tinha ouvido muito falar sobre esse livro, mas não sabia sobre o que se tratava a história. Saber que é uma relação de dois irmãos me deixou intrigada e curiosa para com a história. Gostei da resenha! Beijo,
    entreeleitores.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom Jess, espero que um dia possa conhecer Proibido! Joi

      Excluir
  11. Oi flor...
    Nossaa.... O que falar dessa resenha tão cheia de sentimento... tão cheia de intensidade... se você terminou ela com lágrimas nos olhos você conseguiu transmitir essas sensações a mim... essa história merece ser lida sim... eu fiquei com vontade desde o nome e a capa... imaginei antes de ler a resenha que teria uma história densa, mas regada de amor... só não imaginei que seria tão delicada quanto o tema propõe.... a autora foi ousada e a narrativa me parece ser maravilhosa... colocando agora mesmo no meu skoob, porque quero sentir o que você sentiu... xero!!!!!

    http://minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Di ficou muito feliz e conseguir transmitir isso, sabe é um emaranhado de emoções que chega a ser difícil de se expressar, mas me sinto como missão cumprida! Beijos e espero sinceramente que consiga ler este livro tão sensacional.

      Excluir
  12. Olá Joi!
    O que eu posso dizer? Eu não consegui ler a resenha inteira! Meu coração sangrou já no primeiro 1/3 e sinto uma necessidade inenarrável de ler este livro. Quero imediatamente!
    Beijos!
    www.tesouroliterário.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Márcia espero que leia, e que consiga ler o livro inteiro, pois ele vale cada frase.

      Excluir
  13. Adorei...eu quero muito ler esse livro. Já tinha visto outros amigos de blog comentando, mas não sabia exatamente do que se tratava esse livro. Eu já li um sobre incesto e gostei, não tenho nenhum tipo de preconceito...acho até legal porque gosto de histórias diferentes.
    Beijos!
    Monólogo de Julieta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paloma que ótimo! sera uma leitura mega proveitosa para você então e você vera que o incesto é um assunto secundário, tem algo muito maior! Joi

      Excluir
  14. Joice, que resenha incrível... Li cada palavra tentando entender um pouco das emoções enquanto lia a obra, e me senti tão desnorteada quanto você!
    Assim que a Valentina divulgou a sinopse do livro, fiquei curiosa para ler, afinal é um livro bastante polêmico e eu fiquei me perguntando de que forma a autora abordaria o tema sem parecer clichê. No entanto, ficou por aí. Agora, com a sua resenha, sinto que devo incluir o livro na lista de aquisições emergenciais. Fiquei realmente tocada com suas palavras e quero entender exatamente pelo quê esse livro te fez passar. A lista de livros só aumenta, e o dinheiro só diminui... :T Preciso desse livro pra ontem, rs!
    Mil beijos.

    Thati;
    http://nemteconto.org

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Thati você capitou bem a mensagem é um misto de emoções e depois mesmo devastada, sinto que valei a pena.

      Joi

      Excluir
  15. Simplesmente amei a resenha.
    Numa tinha lido nenhuma resenha que desde a primeira frase me fizesse desejar desesperadamente o livro. Fico imaginando se poderia ser tão complexo como você descreveu... Preciso ler! Quero ter a mesma dificuldade na hora de resenhá-lo. Que sensação estranha deve ser.
    Amei demais!
    Beijos e beijos.
    Nany
    http://www.naqueleoutono.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nany tu não sabe o quanto fico feliz em poder te influenciado e te tocado tão positivamente. Espero que possa ler em breve, vale a pena é não se compara com nada que já tenha lido! Joi

      Excluir
  16. Eu estou ouvindo muito falar desse livro nas redes sociais, mas não sabia sobre o que se tratava e meu DEUS!
    Pela sua resenha eu sinto que devo ter esse livro pra ontem, mas sinto que ele vai partir meu coração quando eu ler. Ai meu Deus, por que você fez isso? A capa é linda, a premissa parece duvidosa mas encantou você de uma forma que eu quero me encantar com a leitura também :D
    Um beijo
    Pâm - www.interruptedreamer.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que possa se encantar em breve Pâm! Joi

      Excluir
  17. Oi Joooi!
    nossa esse livro parece ser super tenso de ler, mas de uma maneira boa!
    como se fizesse nosso coração ser dilacerado com a leitura!
    já tinha lido alguma coisa a respeito, mas nada como sua resenha que REALMENTE me tocou!
    espero que tenha logo a oportunidade de conferir!

    Um beeijo Lara.
    Blog Meus Mundos no Mundo | | Página Coração Furta-Cor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lara querida!
      Eu espero também pois ele vai te tocar de uma maneira jamais vista! Beijos Joi

      Excluir
  18. Oi, Joi!
    Esse é um dos livros que eu tenho que conferir. Quando vi a proposta que ele trazia, simplesmente não acreditei. Como a autora conseguiria abordar um assunto tão sensível desses? Como conseguiria convencer o leitor de que, dentro do contexto daquela história, aquilo poderia acontecer? Vi um vídeo da autora, explicando que a intenção dela não era justificar nem incentivar aquela prática, e sim permitir ao leitor abrir a sua mente para esse assunto...
    Ótima resenha! Eu tenho que ler esse livro e, pelo quanto você se emocionou, percebi que a autora conseguiu a mensagem dela... Bem, eu não sei se eu pessoalmente entenderia, mas quero ler justamente pra ter uma visão sobre o livro.

    Abraços,
    Diego.

    pecasdeoito.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia Diego tenho certeza que vai se emocionar assim como eu, e dai trocamos ideias, o que acha?

      Joi

      Excluir
  19. oi Joi!! Tudo bem?
    Lembro que quando esse livro foi lançado no exterior fez o maior reboliço, só se falava nele e foi bem polêmico.
    Admiro autores que se arriscam a tratar de temas tão chocantes, é preciso sensibilidade e confiança. Não sei se é um livro que pretendo ler, ainda tenho certo receio e acho que me falta amadurecimento.
    Mas achei sua resenha muito bacana e marcou um ponto positivo comigo, é possivel perceber que o livro realmente mexeu com você e te emocionou, uma leitura assim esgota a gente né?

    Bjs
    Aline Lima
    http://alinenerd.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aline o misto de sentimentos é tão grande que eu não sei o que pensar nem o que dizer, esgota? talvez...valeu a pena? com toda a certeza. Faz duas semanas que li a historia esta viva ainda em mim, mesmo assim leria uma, duas, dez vezes se eu soubesse o livro me mudaria tanto quando mudou.

      Excluir
  20. Oi, Joi! Tudo bem?
    Se na sua resenha eu já achei o livro conflitante e polêmico, imagine como será ao longo da leitura? Confesso que não sei muito bem o que dizer, tenho uma opinião sobre o incesto (aliás, todo mundo tem né?), mas uma opinião nada vale sem contextualização, sem conhecer todos os lados, sem realmente entender o que está acontecendo... Nossa, já está difícil para comentar, imagino como foi difícil escrever essa resenha. De qualquer forma, adorei a forma como você se expressou e fiquei bem curiosa para conferir o livro! Bjs
    Jéssica - http://lereincrivel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jessica espero que leia, pois ele vai de questionar do começo ao fim, e no fim tu vai aprender com isso. Os pré-conceitos existem mas não precisamos viver com eles.

      Excluir
  21. Oi, Joi, tudo bem?

    Nossa, para começar, adorei essa capa! Eu achei muito legal o livro abordar um assunto tão polêmico e tão incomum, me deixou muito curiosa! É engraçado como é difícil falar sobre alguns livros, né? Mas você se saiu muito bem, arrasou! Me deixou extremamente curiosa para ler, vou procurar!

    Beijos, Be
    www.clubedas6.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Be, fico feliz em ler isso! Espero que consiga ler também e entenda um pouco do que quis dizer na resenha! Joi

      Excluir
  22. Nossa! Bateu uma curiosidade... Eu vi esse livro na Nobel do Shopping Guadalupe mas achei que fosse ruim, pelo visto me equivoquei. Assim que puder vou ler esse livro, me deixou na expectativa, bjs ♥

    http://sobangulos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  23. Joooi linda!!!

    Que resenha foi essa??

    Meu Deus, fiquei com vontade de ler por sua causa, colocarei na minha estante no skoob e pretendo ler para entender e me emocionar como você *-*

    Beijinhos,
    www.entrechocolatesemusicas.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom Ana! apenas lendo você vai entende ainda mais sobre isso! Joi

      Excluir
  24. Nossa Joi..nunca vi uma resenha tão profunda antes sobre este livro.
    Deve ter sido mesmo uma leitura e tanto, o que só reforça minha vontade de ler o livro.
    Que linda, espero ler um dia.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  25. Parabéns pela resenha Joi, você abordou um tema Tabu com uma delicadeza imprescindível!
    Em nenhum momento deixou transparecer medo de falar sobre o assunto, fez com que verdadeiramente nos puséssemos no lugar da personagem...

    De Tudo Um Pouco

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que felicidade ler isso viu. Foi exatamente o que quis passar assim como a autora! Joi

      Excluir
  26. Oi Joii
    Já estava com saudades dos seus pots!!
    Li algumas resenhas sobre esse livro e todas foram positivas, isso me deixou curiosa sobre ele.

    Beijos e até mais

    Raíssa Martins - O Outro Lado da Raposa
    Facebook
    Twitter

    ResponderExcluir
  27. Adorei a resenha!
    Ainda não conhecia esse titulo!

    Bjs
    www.garotadebotas.com

    ResponderExcluir
  28. Leio muita coisa boa (e ruins tbm) sobre esse livro, eu necessito ter ele, para matar minha curiosidade!! rsrs
    Amei sua resenha!!

    Bjos,
    Juh
    http://umminutoumlivro.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia Juh dai você vai entender bem o que quero dizer! Beijos Joi

      Excluir
  29. Menina do céu!
    Eu não tava dando nada pra esse livro, e senti um aperto no coração enquanto lia sua resenha. Que temática mais incrível, e irreal. Tenho certeza que muitos irmãos se apaixonam (sim, o sentimento homem vs mulher) e imagino como deve ser difícil. Se quando PRIMOS começam alguma relação já é 'estranho', imagina só irmãos? Que fique claro que não estou julgando nada nem ninguém, mas fiquei muito curiosa para conhecer a obra. Já estou indo pesquisar os preços!

    Mil beijos,
    www.procurei-em-sonhos.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cassia querida! A intensão nem é julgar né? mas por que acusar algo que simplesmente acontece? ninguém pede para se apaixonar, acontece simplesmente.

      Obrigada por sua visita querida! Joi

      Excluir
  30. Gente, primeira resenha que leio, e você me deixou MUITO ansiosa para ler o livro! *-*
    Não achei que era tão intenso, meldels.
    Vou tentar comprar logo e venho te dizer o que achei! Só sei que se você chorou, com certeza também vou! rs
    bjs
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ain Dessa e eu vou ficar ansiando por sua resenha! Joi

      Excluir
  31. Olá Joi,
    amei sua resenha, o livro é bem intenso hein???
    Juro que não fazia ideia da profundidade do mesmo, na verdade nem tinha dado
    muita atenção a obra, agora no entanto você conseguiu me fisgar e estarei atenta a quaisquer informações que surgirem a respeito do livro.

    http://soubibliofila.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Del, espero que sinta as mesmas coisas que senti ao terminar este livro. Joi

      Excluir
  32. Gente, que resenha foi essa!? Joi-flor, você superou qualquer ideia que pudesse ter sobre Proibido! Eu fiquei louca por esse livro tão logo a querida Editora Valentina o anunciou... E essa é a primeira resenha sobre ele que leio. Tinha que ser você! E tinha que ser sua! Eu acho que isso é o destino agindo nessa blogosfera que por vezes nos encanta e tira o fôlego. Nossa! Preciso ler Proibido! Preciso sentir todas as emoções que a autora nos reserva com um amor tão controverso e cheio de dificuldades humanas e sociais. Eu adorei cada linha da sua resenha, flor! Compartilhei na minha fan page, porque... nossa! Foi linda, do início ao fim. Parabéns, Joi! Obrigada por essa resenha emocionante.

    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tinha que ser você! E tinha que ser sua!

      Fran e você sempre me emociona com teus comentários, é muito gratificante para mim ler e saber que consegui passar um pouco do que senti, do que li! Eu sabia o que livro ia me tocar, mas não da maneira que a autora fez, ou melhor, da maneira que ela conduziu isso. Nossa, só de lembrar me doí! Espero que consiga ler Fran vale cada letrinha que contém no livro! Beijos Joi

      Excluir
  33. Oie,
    nossa estava curiosa com este livro, mas agora que vi a resenha me desanimei, não parece ser meu estilo de história. :(

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que pena Vanessa espero que um dia de a oportunidade ao livro, é uma mensagem importante para a vida e crescimento da alma de qualquer ser humano.

      Joi

      Excluir
  34. Oi Joi, tudo bem?
    Uau, que densa deve ser essa história, eu nunca tinha visto um livro com um temática tão "polêmica", quanto essa, pelo menos nenhum que eu me lembre agora.
    Fico em dúvida de se eu gostaria e me emocionaria tanto quanto você com essa história ou se eu sentiria repulsa por se tratar de um tema tão delicado.
    Gostei muito da arte de capa desse livro, está realmente linda!
    Adorei a resenha, você me pareceu muito sincera em passar seu ponto de vista!

    Beijão :*
    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entre a tua duvida, eu aposto na emoção, leia e me conta depois ;)
      Joi

      Excluir
  35. Oiii. Nossa, eu já ouvi falando muito bem desse livro, mas não é nada que eu queira ler. A sua resenha foi incrível. Aliás, tudo o que eu ouço desse livro é o quanto ele é incrível. Mas ele me machucou só com o tema. É aquela velha história de que podemos ler de tudo, mas somente o que somos capazes. Não leio pq sei q eu detestaria, não conseguiria ir com a mente livre e falaria horrores. pq quando lemos um livro, levamos a nossa opinião e experiencias para dentro dele. E isso não me permite entender essa história. Sou de uma família de sete irmãos e que passou por imensas dificuldades. Mas a gente é só irmão. De tomar banho junto, de dormir junto e ainda assim, irmãos. Sei que a questão não é aceitar, mas sim, entender. Mas não consigo. Quando eu li a sinopse pela primeira vez, nem me toquei que era sobre isso, mas quando li as resenhas, isso já me feriu de uma forma muito grande. Da mesma forma que livros sobre estupro, pedofilia, sadomasoquismo ou afins me machucam. Mesmo assim, fico feliz por quem tenha gostado do livro. E por quem tem a mente mais aberta que a minha. Beijooos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gih a vida é cheia de possibilidades sabe, e o livro nos da uma de crescer e superar alguns conceitos, te indico o livro como aprendizado, nada mais do que isso. Joi

      Excluir
  36. Oi Joi, tudo bem?

    Eu te entendo, você não está sozinha. Parece tão errado o envolvimento dos dois, mas , ainda assim, é impossível não comprar a luta deles, não gritar para o mundo: PARA DE SER IDIOTA, eles se amam e ponto!
    Fiquei tão devastada com o final, só de ler sua resenha e comentar aqui me deu vontade de chorar. Eu também acho que a autora poderia ter explorado outros finais. Mas Joi, sinceramente, você acha que eles conseguiriam mudar a sociedade? Dói pensar que, infelizmente, para eles era tudo ou nada.

    Beijos,

    Pah - Livros & Fuxicos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim Pah a sociedade não mudaria, mas eles poderiam fugir era a minha esperança...Enfim, em um lugar que eles não fossem irmãos seria um relacionamento como qualquer outro. Não é mesmo? Beijos

      Excluir
  37. Oi Joi!
    Nossa, que resenha foi essa guria?
    Já tinha visto alguns comentários em torno do lançamento desse livro, mas não tinha parado para ler nenhuma resenha, nem se quer sabia qual era o tema principal da trama. Quando comecei a ler a tua resenha e percebi que se tratava de um assunto tão polêmico quanto o incesto, fiquei um pouco receosa se iria ou não colocar o livro como um dos meus desejados. Mas confesso que ao chegar na última palavra que você escreveu, eu já tinha certeza que esse é um dos livros que preciso para ontem. É inegável o sentimento que você expressa em sua resenha, é impossível ficar impassível diante de tão bela resenha.


    Beijos!
    Books and Movies
    www.booksandmovies.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainn Obrigada Jessica <3 fiquei emocionada aqui, espero que consiga ler o livro e que tu entenda um pouco sobre o que senti. Joi

      Excluir
  38. Oi, tudo bem?
    Ao ler sua percebi que foi difícil mesmo explicar em palavras a explosão de sensações que teve ao ler o livro, mas acho que conseguiu.
    Não sabia o tema central do livro, e me surpreendi.

    BIO-LIVROS

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E realmente é uma surpresa Daniela, espero que consiga ler o livro e entender um pouquinho desse misto de emoções! Joi

      Excluir
  39. Oie, tudo bom?
    Posso te dizer uma coisa? Parabéns pela resenha. Você soube pontuar muito bem sobre os aspectos positivos e negativos do livro sem influenciar ninguém. A temática desse livro é bem polêmica e não sei o que esperar da leitura, mas quero ler em breve.
    Beijos!
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainnn Obrigada Aline fico muito fez em ler isso vindo de você! Fico feliz que a resenha tenha atingido seu objetivo, pois quando eu escrevi fiquei totalmente confusa assim como ficaram meus sentimentos ao terminar a leitura!

      Excluir
  40. Oie Joi, tudo bem?

    Caramba, eu amei sua resenha, se antes você não sabia como escreve-la posso dizer que você o fez muito, muito bem!
    O livro parece ótimo, eu não me importo nem um pouco com temas pesados, eu até gosto, porque são estes livros que mudam a gente, tocam a alma... Vêm pra acrescentar e muito em nossas vidas!

    Já tinha visto o livro em livrarias e na bienal mas não cheguei a ler a sinopse nem nada e nunca poderia imaginar que fosse sobre o amor entre dois irmãos, uau é um tema forte e pouco tolerado, mas eu vou colocar na minha lista de futuras leituras, com certeza! Estou curiosa e intrigada após ler sua resenha *-*

    Parabéns, não é fácil escrever sobre livros fortes!

    Beijooo

    http://livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente não é Caah mas parece que consegui pelo menos um pouco! Obrigada pelo carinho!

      Excluir
  41. Ai, meu coração está em pedaços com essa resenha! ç_ç Sei bem que não deve ter sido um trabalho nada fácil colocar no papel todos os sentimentos, mas você fez isso muito bem e a minha vontade agora é de parar "Correr ou Morrer" imediatamente para ir ler "Proibido" *-*
    Beijos, Joi!

    www.bibliophiliarium.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tici, fiquei com dó agora por que o Thomy não pode ser abandonado, mas Proibido veio para furar qualquer fila mesmo! e no final você vai ver que valeu a pena!
      Joi

      Excluir
  42. Oi, Joi, tudo bem?
    Uma amiga minha me falou sobre o livro e eu fiquei louca para lê-lo. Faz séculos que não leio um livro com tema tabu e achei que seria interessante. Além disso, a editora publicou coisas legais nas redes sociais sobre este livro. Até agora, eu tinha me proibido de ler a sinopse e resenhas, mas não resisti e acabei lendo a sua, hehe.
    Juro que não vou ler esse livro agora. Parece ser perfeito, mas não consigo aceitar finais tristes. Sério. Desde o livro "O segredo do meu marido" eu estou traumatizada e acho que a cicatriz que este livro me deixou vai demorar MUITO pra fechar. Então, vou colocar "Proibido" na minha wishlist, mas vou lê-lo apenas quando estiver pronta. Que drama né? Mas, acredite em mim, estou em uma eterna ressaca literária pós O Segredo do Meu marido, rs. Só consigo ler coisas que sei que terão finais felizes ou que são suspense, ação e tal...
    A resenha ficou ótima! Se eu não fosse tão dramática, compraria o livro imediatamente, rs. Você conseguiu mostrar todos os lados do livro!
    Beijos <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Proibido não se compara com nada, então se você ficou tocada com este livro, ficara devastada com Proibido =/

      Joi

      Excluir
  43. Gosto muito de temas polêmicos e esse livro parece despertar as mais variadas emoções, estou doida pra ler e cada resenha que vejo dele me deixa ainda mais ansiosa pra conferi essa história.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se você curte estes sentimentos martelando seu coração é o livro ideal para você hahaha

      Joi

      Excluir
  44. Mas gente :o que vontade que eu fiquei de ler esse livro. Estava prestando atenção na editora Valentina esses dias no instagram, e eles tavam comentando muito sobre esse livro mas não sabia do que se tratava. E a sua resenha me deixou muito mas muito ansiosa mesmo pra ler. Acho essa coisa de sentimentos conflituosas interessante, eu meio que gosto de me sentir assim xD ( ignore, estudantes de psicologia são assim ahahaha ). Foi mais ou menos como me senti lendo Como eu antes de você da Jojo Moyes. Ela não traz o incesto, mas outro assunto também bem polêmico e eu fiquei me sentindo péssima por meio que incentivar algo que a sociedade condena xD ai ai ... que aflição. Preciso desse livro ! Adorei a resenha <3

    Beijo,

    - bia

    www.nasuaestanteblog.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hummm Bia isso só me deixa ainda mais curiosa sobre o livro da Jojo, mas te garanto Proibido não se compara com nada! Beijos Joi

      Excluir
  45. Oi Joi

    Acabei de ler o livro hoje e "Meu Deus" o livro é muito bom, na minha opinião sua resenha ficou ótima eu amei você conseguiu passar exatamente o que penso sobre e com certeza é uma livro que vai mudar a vida mesmo a minha já mudou com toda a certeza.

    Beijos

    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Andressa você sabe né? sensacional, sem igual.

      Excluir
  46. Oi! Uau, eu simplesmente amei a sua resenha! Passou tanta emoção que eu me senti emocionada lendo, mesmo sem nunca ter tido a oportunidade de ler esse livro...Proibido já está na minha lista de livros desejados e agora preciso demais ler! Espero que essa leitura seja especial pra mim do mesmo modo que foi pra você! :)

    Beijos xx

    http://livros-nerdices-tudomais.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que ele te toque como me tocou Bianca o livro é incrível!

      Joi

      Excluir
  47. Joi, querida, que resenha!
    Acabei de ler o livro e fui tomada por tantas sensações! Apesar de achar muito desconfortável vê-los como irmãos nas cenas mais íntimas, ainda assim não tive como condená-los ou julgá-los. Eles são lindos, fortes, nasceram condenados a essa situação limite para dois adolescentes! A vida deles é pesada, não têm direito à adolescência de descobertas e erros... Nossa! Sofri tanto com o livro!
    O final foi surpreendente, não esperava. E gostei, acho que coube bem na história. A autora foi de uma delicadeza ímpar na abordagem. E criou personagens adoráveis.
    Beijooo!
    Aqui a minha resenha, caso queira conferir: Ler para Divertir

    ResponderExcluir
  48. Oi Joi, tudo bem?
    Joi, que resenha!!! Fiquei angustiada depois de ler suas palavras. Que situação. Acredito que coisas como estas acontecem sim, mas como você disse não podemos julgar ou olhar torto. Fatos assim já aconteceram e muito na antiguidade e quem somo nós para falar qualquer coisa, pois tem todo um contexto. Enfim, não sei se leria agora, pois estou tentando ler coisas leves, mas lerei um dia, com certeza.
    Abraços,
    Amanda Almeida
    Você é o que lê

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que consiga sim Amanda, este livro incomparável! Beijos

      Excluir
  49. Joi,

    eu li seu comentário no ELB sobre esse livro.. e realmente vc é a primeira que me balançou para ler esse livro, pq até agora não tive a coragem!

    <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz Lud, mesmo sendo um livro difícil vale a pena!

      Excluir
  50. Eu vou falar uma coisa que você nem vai acreditar por que eu to besta também, você acredita que só pela sua resenha do livro ta me fazendo chorar?
    Nossa eu to com o coração na mão é um livro que eu quero comprar, mas e o medo que no final não ser nada aquilo que eu quero, se sabe um final feliz para o casal mesmo que seja impossível...
    Passei a mesma situação com A culpa é das estrelas eu sabia que o livro ia me fazer sofrer que os dois não iriam ficar juntos no final... mas poderia ficar eles poderiam deixar juntos sei lá por meio de magia kkkk eu to me sentindo desesperada e perdida eu quero ler e não quero ler o livro, pode uma coisa dessas? eu sei to totalmente loucaaaa kkk
    Bom vou ver se tomo coragem para comprar ou não.
    Beijos obrigada pela resenha.
    http://cabecasdeveento.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cecília, na duvida? se joga! O livro vai te mudar.

      Excluir
  51. Eu estou lendo este livro e já venho sofrendo desde as primeiras páginas. Os personagens não sabem ainda o que sentem mais tudo parece fazer um sentido incomum.
    Amei sua resenha e estou mais ansiosa ainda para concluir a leitura.

    Beijos.
    http://livrosporumbeijo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir