Resenha: Willow

Título Original: Willow
Autora: Julia Hoban
Ano: 2014
Editora: LeYa
Páginas: 352
Compre aqui

Este foi o último livro que li em 2014 e infelizmente não foi tudo o que esperava. Assim que vi as divulgações sobre ele, logo me interessei, achava que era um NA profundo e bem explorado, mas errei feio. Eu dificilmente acho um livro ruim, eu sempre tento tirar algo de bom do enredo e mensagens positivas mas a mensagem de Willow está tão escondida em volta de tantas ladainhas que foi extremamente complicado a leitura para mim. O que era para ser lido em no máximo dois a quatro dias, durou quinze e ainda passei algumas leituras na frente.

Willow é uma menina de 17 anos e um acidente fatal marca para sempre sua família, seus pais acabam falecendo e como ela guiava o carro, se culpa inteiramente pela morte de ambos. Culpa, vítima, responsável, culpa. Willow se martiriza com isso o livro todo, durante as 150 primeiras páginas nada acontece, nós ficamos presos a uma narrativa desgastante e aos relatos repetitivos de Willow sobre sua condição atual.

Na medida do possível, Willow tenta retomar sua vida, ou parte do que restou dela. O problema é que ela não se abre com ninguém, muito menos com David, seu irmão mais velho e nem com Cathy sua cunhada. Ela também se afastou totalmente de sua melhor amiga Markie, resultado? Ela se culpa por suas próprias conclusões. Ela se acha um fardo para o irmão e acaba realmente sendo.

"É difícil manter um segredo quando ele está escrito por todo o seu corpo"

Em uma nova cidade e escola, Willow fingi muito bem, estar bem. Mas ela se tortura tanto em seus pensamentos, revive tantas vezes o acidente em sua mente que logicamente, como qualquer adolescente com traumas, acaba sofrendo com isso, ela bloqueia totalmente a dor e o luto que deveria sentir e foi assim que Willow começou a se mutilar, os cortes são nos pulsos, nas pernas, ou em qualquer parte do corpo que estivesse disponível e curado para o seu ato.

Inevitavelmente ela acaba conhecendo alguns colegas de aula e dentre eles, ela acaba conhecendo Guy, que mais tarde acaba descobrindo seu terrível segredo. Sensato que é, Guy fica atormentado com o que descobre e não consegue simplesmente seguir sua vida. O que ele não imagina é que diante toda sua preocupação com Willow, ele acabaria despertando coisas novas que ela pensou ter morrido junto com seus pais.

Resumindo, é isso que acontece no livro todo gente. Ela é uma personagem chata, tem consciência de seus problemas, sabe que poderia ter ajuda mas não quer. A sensação que eu sentia era que ela gosta de se sentir assim. A narrativa é em terceira pessoa, mas eu nunca li nada assim, eu me perdia facilmente nos acontecimentos e alguns evoluíam rápido demais. Na mesma linha nós pulávamos de uma cena romântica e bonitinha para depois presenciar ela se cortando, com litros de sangue derramado e nenhum ponto dado. 

Não consegui ver uma evolução na história, infelizmente Julia Hoban tentou passar algo da maneira errada, pelo menos comigo não funcionou. Ela até tentou contornar e incluir na trama relações com Shakespeare e suas obras mas não rolou, é até fofo estas partes com Guy, admiro o personagem, mas se eu pudesse falaria para ele fugir dali. Sinceramente eu não entendo sobre a doença e o motivo que leva as pessoas a fazerem este tipo de coisa, até por que nunca passei por nenhum trauma semelhante, mas mesmo assim não vi força de vontade em Willow, a única coisa que vi, foi alguém que teve sim, um problema grave em sua vida, que não conseguiu encarar isso e resolveu se esconder atrás da sua doença e gostar disso e querer isso desesperadamente.

O que salva o livro é Guy e David. Pois se excluíssemos todos os outros personagens teríamos a mesma história, nenhum deles conseguiu ser imprescindível. Entre trancos e barrancos o final é satisfatório e real mas me deixou sem esperanças...uma pena que só no fim a personagem conseguiu enxergar e tomar certas atitudes para sua própria vida e principalmente saúde. 

A diagramação é boa, fonte em tamanho bom mas os capítulos são muito extensos o que dificultou ainda mais a leitura, mas a capa é linda, eu gostei. Me admirei lendo as resenhas do SKOOB, muitas pessoas gostaram da história, deram nota máxima e se rasgaram de elogios, mas eu achei o livro bem fraco, em todos os sentidos. Quem quiser se arrisca e dar uma oportunidade, leiam e depois me contem o que acharam, talvez eu tenha lido num momento errado.

28 comentários

  1. Oi Joi!!
    O livro parece bem denso mesmo..
    Ás vezes é o que você disse, não estamos no momento certo pra determinada história, ou simplesmente não é o tipo de livro que te agrada.. Normal isso acontecer né?
    Eu também não me dou bem com esse tipo de leitura, mas tem gente que se identifica e acaba gostando bastante.. Faz parte.

    Beeijos!
    O Outro Lado da Raposa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho normal sim Rai, infelizmente comigo o livro não funcionou, mas não julgo quem curte. Bjs

      Excluir
  2. Oi Joice!
    Esse livro parece ser bem pesado, e traz uma carga emocional bem grande. Eu particularmente não curto muito livros assim, e não leria esse mesmo se ganhasse.
    Mas apesar disso gostei bastante da sua resenha, esta muito bem escrita :)

    Bjs,

    Blog Imaginação Literária (Passa lá!)

    ResponderExcluir
  3. Oie Flor! Tenho muita vontade de ler este livro, pois gosto de temas mais pesados, pois eles sempre me fazem refletir um pouco mais sobre a vida.
    Espero ter a chance de ler e gostar do que você

    Beijos
    www.amorliterario.com

    ResponderExcluir
  4. Infelizmente, são raros os autores que sabem trabalhar com personagens que possuam transtornos psicológicos. A maioria acaba assim, com protagonistas chatas que não conseguem transmitir seus motivos ao leitor; aí você termina de ler achando que depressivos são sempre idiotas.

    The Fat Unicorn

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Elisa, comigo não rolou =/ e a personagem não convenceu.

      Excluir
  5. Oi Joi, tudo bom?
    Poxa, quando a Leya lançou a campanha de divulgação da obra fiquei com muita vontade de ler o livro. Até cheguei a baixá-lo em formato digital, mas li tantas resenhas como a sua que acabei desanimando...
    Não gosto de personagens chatas e acomodadas, não acho que suas histórias sejam dignas de serem contadas, rs!
    Grande beijo ♥

    Thati Machado;
    http://nemteconto.org

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Thati, por que para mim, veja bem, Willow não queria ser ajudada, é um tanto mimada...enfim. Não deu!

      Excluir
  6. Eu terminei de ler o livro essa semana e gostei bastante. Não posso dizer que foi A leitura, mas o livro tem uma mensagem muito boa, que pena que você não gostou tanto do livro! :(
    Beijo,
    http://pactoliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ana li sua resenha, mas diferente de você não concordo quando diz "que o problema dela acontece muito hoje em dia" não é todo mundo que se corta e se isso acontecem procuram ajuda. Nunca perdi alguém próximo como disse na resenha, então diferente de você não sei que tipo de dor e nem o que ela pode causar. Eu não recomendo o livro, muito menos para adolescentes =/

      Excluir
  7. É assim mesmo Joi? Gente e eu estava animado com o livro!

    Beijos

    http://penelopeetelemaco.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Amiga uns tempos atrás eu tive bastante interesse de comprar esse livro Willow e depois acabei desistindo, porque foi passando o tempo e saindo outros lançamentos que acabei até que deixando ele de lado. Mas a história em si me chamou bastante atenção, mas não sei se vou gostar sabe? Mesmo assim vou ver se o compro na próxima vez, porque quero conhecer. Adorei tudo que vc desenvolveu em sua resenha, principalmente porque não tinha noçào nenhuma sobre a história. Sabia mais omenos dos acontecimentos, mas achei interessante e fiquei curiosa viu!

    Enfim...Espero que esteja bem e peço desculpas por n ter passado aqui antes
    Se cuida e fica com Deus linda

    lovereadmybooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oi Joi! Willow não supriu minhas expectativas, o drama pareceu forçado e não consegui sentir empatia pela situação da protagonista.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cida tentei achar sua resenha mas não achei. Quando postar me avisa?! Quero saber o que achou ^^ Bjs

      Excluir
  10. Oi Joi! Que pena que o livro não te agradou :( quando divulgaram o lançamento do livro eu não me interessei, nem mesmo pela capa, e como gosto muito de suas resenhas acho que nem vou me arriscar com esse livro!!

    Xo
    Re.View

    ResponderExcluir
  11. Oi Joi, eu já tinha ouvido falar meio por cima sobre esse livro, mas sua resenha foi a primeira que li realmente. Acho que eu não leria esse livro, pois a premissa dele não me chamou a atenção, isso que geralmente eu gosto de uma história mais pesada. Enfim, talvez um dia eu leia e tire minhas dúvidas, mas no momento não é o que estou querendo também.

    Beeeijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  12. Oi, Joi! Já tinha lido sobre esse livro em algum lugar (não lembro onde) e confesso que ele não despertou meu interesse! Agora com sua resenha chego a conclusão de que não quero ler esse livro! :/ Ótima resenha!

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oi Joi, tudo bem?
    Eu estava em dúvida sobre ler ou não Willow, tinha esperanças de ele ser diferente do que eu pensei e pela sua resenha, infelizmente eu estava certa e não estou com vontade de ler esse livro, quem sabe talvez num futuro não muito próximo rs.
    Abraços,
    Andréia - StarBooks

    ResponderExcluir
  14. nao conhecia esse titulo, curti mt conhecer e gostei da resenha

    www.tofucolorido.blogspot.com
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  15. Oi, Joi!
    Quando li sobre esse livro, ele me chamou a atenção. Parecia uma história densa e complexa, bem do tipo que eu gosto. Pena que ele não tenha funcionado pra você, até desanimei um pouco. Não é todo autor que sabe conduzir esse tipo de coisa.
    Beijos,

    Priscilla
    http://infinitasvidas.wordpress.com

    ResponderExcluir
  16. Desanimei um pouco de ler esse livro agora, mais foi bom ler a resenha porque ai não fico com outro livro empoeirando do lado da cama, eu tenho sérios problemas, quando amo um livro eu leio super rápido mais quando ele me desagrada eu termino de ler por pura pirraça mais acabo demorando horrores.Blog lindo o seu amei aqui, super organizado, layout lindo, com certeza já está entre meus favoritos
    De Salto Alto

    ResponderExcluir
  17. Oi Joi, achei a sua resenha muito honesta. Sei que muita gente paga pau pra esse livro e diz que é maravilhoso e etc, mas a sinopse nunca me chamou muito a atenção, acho que é meio explorando a situação da personagem, mas sem mostrar nada de bom. Não sei explicar, mas não está nos meus planos ler Willow :/

    Beeijo, Paola
    uma-leitora.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  18. Oi, Joi!
    Antes da parceria findar com a LeYa, solicitei esse livro também. Ihhh… acho que provavelmente terei a mesma opinião que você, mas espero antecipadamente gostar ao menos o suficiente do livro para não ter esse tipo de relação com ele (a longo prazo – haha). Quero lê-lo de modo fluído, mas confesso que estou muito temerosa agora com a sua opinião.

    Beijos, flor!
    My Queen Side – Blog Literário

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fran, vou aguardar sua resenha. Estou curiosa pois gosto muito das tuas opiniões! Bjs

      Excluir
  19. Oi, Joi! Eu cliquei na sua resenha porque achei a capa bem chamativa e não conhecia nada sobre o livro, mas acredito que também não seria uma obra que eu ia gostar, principalmente porque eu definitivamente escolhi dar um tempo nos NA's! x.x Beijos e parabéns pela resenha sincera!

    www.bibliophiliarium.com

    ResponderExcluir
  20. Oi =)

    Estava sumida por aqui e voltei =D
    Saudades também!

    Então, eu fiquei super curiosa quando o livro saiu, mas comecei a desanimar.
    Agora vendo a sua resenha agradeço por não ter pegado o livro para ler kkk Olha, tenho certeza que iria passar muita raiva lendo este livro, com a protagonista e a história de forma geral. E protagonista chata e história que não evolui, tô fora rs.

    Ótima resenha! =D

    Beijos,
    Livy
    nomundodoslivros.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Livy! E que bom que voltou =D A casa também é sua! Bjs

      Excluir