Título Original: Dr. Sleep
Autor: Stephen King
Ano: 2014
Editora: Suma de Letras
Páginas: 480
Compre aqui

Quando garanti o meu exemplar de “Doutor Sono” antes da data de estreia, na feira do livro de Porto Alegre, nem acreditei. Vi aquela capa de longe, no meio de diversos livros, e quase não aguentei, na verdade, não aguentei mesmo! Dei um grito de felicidade! Com a continuação de “O Iluminado” em mãos, só o que eu queria era que me deixassem quieta no meu canto! Iniciei a história de Stephen, sabendo que algo grandioso estaria por vir, e obviamente (estamos falando de Stephen King pessoal!), estava certa.
O livro inicia narrando os anos subsequentes da vida de Danny Torrance, a tragédia do Hotel Overlook. O pequeno Danny é cheio de medos, e obviamente, diariamente ainda leva muito do Hotel Overlook consigo. Quando o medo parece tomar conta de tudo, e cada vez mais distante da mãe, Danny chama seu amigo do Overlook, Dick. O amigo ajudou Danny a pensar com clareza sobre fatos, que apenas os dois conheciam a sabiam ser reais. E mais importante que isso, ensinou Danny como deixar coisas indesejáveis, “trancadas” nos locais obscuros de sua mente.
Dan torna-se um homem de meia idade. E com o tempo, ele começa a perceber que a melhor maneira de esconder as coisas que ele não quer ver, antes que elas aconteçam, efetivamente, é bebendo. Tudo o que ele mais detestava no pai, está agora impregnado nele. Sem nada importante na vida, Dan passa de emprego em emprego, sem nunca permanecer muito tempo em nenhum lugar. Até um dia, após amanhecer na casa de uma desconhecida, vê que ali há um bebê, acordado, sozinho e muito próximo as drogas que eles usaram na noite passada. Ele tira o pó do alcance da criança mas rouba dinheiro da mãe, e vai embora. Deixando-o sozinho, à própria sorte.
Esse fato consome Dan e ele percebe que se não der um basta, nada de bom acontecerá com ele, nem com as pessoas que o cercam. Assim, Dan embarca em uma viagem sem rumo, para um lugar completamente desconhecido e novo, um recomeço. Ele chega a pequena cidade de Frazier, New Hampshire, lugar sem nada de interessante que despertasse o seu interesse, com exceção do mini trem. Nesta cidade ele inicia a batalha contra o seu vício, ao conhecer Billy, o responsável pelo mini trem e ambos tornam-se ótimos amigos.
Abra Stone é uma menina de 12 anos, que mora em uma cidade próxima a Frazier. Assim como Dan, a infância da menina foi conturbada e cheia de percalços por conta da iluminação. Porém, o poder que corre nas veias de Abra é ainda maior que o que o pequeno Danny tinha. Certo dia, Abra entra em contato mental com Dan, ambos ficam conectados e tornam-se amigos, diante da similaridade de suas mentes. Mas ela descobre, da pior maneira possível, que nem todos que possuem a iluminação, são pessoas boas, e acaba entrando em contato com uma das piores pessoas possíveis. Rose, a Cartola.
Rose é a líder de um grupo chamado O Verdadeiro Nó, eles andam por todo o país atrás de jovens com qualquer grau de iluminação, sequestram-nos, torturam-nos e alimentam-se do vapor exalado por estas crianças enquanto morrem. Abra, vê tudo isso de dentro da cabeça de Rose, porém, Rose também consegue ver a de Abra. Rose não vai medir esforços até encontrar a jovem. Abra, desesperada, em um primeiro momento acha que está sem saída. Até que se lembra de alguém que entenderá exatamente o que ela está passando. Dan.

“Tirou a mão de debaixo dos edredons. Por um instante, deixou-a apenas parada no ar frio, depois ele sentiu a mão dela – pequena, quente – tocar na sua. – Abra.”

Não vou contar mais nada desta história. Fiquem tranquilos, pois não contei nenhum spoiler! Após contar tudo isso, o principal, e todos os detalhes ficaram intactos! Assim, vocês podem notar a complexidade desta obra de suspense e terror de King. O mestre do gênero, não escreveu este livro apenas para dar um final para a incrível história de “O Iluminado”, ele realmente tinha uma incrível história para ser contada, e a contou, com maestria, como sempre.

“No quarto de Rose. Na cabeça de Rose. Em vez de ser a invasora, Rose havia sido invadida. (SAI SAI SAI SAI).”

E o que dizer sobre Rose, a Cartola? É uma típica vilã bitch maléfica, até o último fio de cabelo, ela não se importa com nada, a não ser colocar as mãos na pobre Abra, e dar um fim à garota, que em diversas ocasiões demonstrou um poder tão grande, que pode se igualar, ou até mesmo ultrapassar o da própria Rose. Mas ela é apenas uma garotinha, como conseguiria derrotá-la?
Um detalhe muito importante, e que eu resolvi deixar de fora da resenha, é com relação ao nome do livro “Dr. Sono”. Tem um motivo muito legal e especial por trás disso, é interessante que o leitor descubra isso sozinho, pois tem total ligação com a iluminação de Dan, e das pessoas que ele pode ajudar, em um momento em que ninguém mais pode. 
Adorei a maneira que King vai narrando a vida de Dan desde os acontecimentos pós Overlook, até conhecer Abra. Toda a tristeza e dificuldade que ele passa, não é algo que esperamos encontrar na vida de alguém que já passou por tantas coisas na infância. Mas estamos falando de King, então não poderia ser diferente, ele amarrou tão bem, ambas histórias que logo notamos, que Dan passou sua vida inteira se preparando para tudo que tem que passar em Dr. Sono. Aproveitem essa leitura eletrizante, e se você já leu esta história, deixe aqui nos comentários a sua opinião! 
Enjoy!
XO!


rela
ciona
dos