Top 5 – Autores do Gênero

09 out, 2015 Por Raissa Martins

Olá leitores!

Cá estou novamente, trazendo para vocês uma seleção de autores que se consagraram escrevendo terror, thriller ou suspense. Estou começando a me interessar mais por esse gênero agora, então na lista contém autores que eu gostaria de ler ou que já li, Ok? Ok!

Howard Allen O’Brien, mais conhecida como Anne Rice (Nova Orleans, 4 de outubro de 1941), é uma escritora norte-americana, autora de séries de terror e fantasia. Ela mesma escolheu ‘Anne’ como primeiro nome, ao entrar na escola. Em 1956 perdeu a mãe, Katherine, e dois anos depois, com o pai casado novamente, a família mudou-se para a cidade de Richardson, no Texas, onde Anne conheceu seu futuro marido, o poeta e pintor Stan Rice, já falecido.
Em seus mais de 30 livros ela invariavelmente apresenta seus vampiros como indivíduos com suas paixões, teorias, sentimentos, defeitos e qualidades como os seres humanos mas com a diferença de lutarem pela sua sobrevivência através do sangue de suas vítimas e sua própria existência, que para alguns deles, é um fardo a ser carregado através das décadas, séculos e até milênios.
Seu livro de maior sucesso é “Entrevista com o Vampiro“. Anne relata que escreveu esse livro em apenas uma semana, após a morte de sua filha por leucemia, retratada na personagem Cláudia. Entrevista com o Vampiro foi para as telas dos cinemas, sendo que Anne escreveu o roteiro e acompanhou de perto a produção. 
Já no segundo filme, “A Rainha dos Condenados“, Anne não teve qualquer participação em nenhuma etapa de sua produção, o que pode explicar a pouca repercussão que o filme obteve e as extremas “licenças” poéticas que os produtores tomaram a liberdade de fazer descaracterizando pontos importantes da saga dos vampiros.

Atualmente, Anne vive e trabalha na Califórnia. As experiências de vida e sua habilidade intelectual fornecem constante inspiração para seu trabalho. (FONTE)

Ainda não li nada da Anne e tenho até vergonha de admitir isso. Mas ela está na minha lista de desejados, começando com Entrevista com o Vampiro, é claro! História a qual eu já assisti o filme, mas imagino que o livro deva ser beeem melhor. Pelo bio dela dá para perceber que, além de uma escritora de muito sucesso, Anne é uma pessoa muito boa, que defende os direitos humanos. E esse é outro motivo de eu querer ler suas obras!

Gillian Flynn é jornalista e, antes de se dedicar integralmente à carreira de escritora, trabalhou por dez anos como crítica de cinema e TV para a Entertainment Weekly. Nascida na cidade de Kansas, no Missouri, e formada em jornalismo e inglês pela Universidade do Kansas, Gillian escreveu durante dois anos para uma revista de negócios na Califórnia e concluiu um mestrado em jornalismo na Northwestern University, em Chicago.

Além de Garota Exemplar, é autora dos premiados Na Própria Carne e Dark Places. Seus livros foram publicados em vinte e oito países e tiveram os direitos de adaptação cinematográfica vendidos. Atualmente, Gillian mora em Chicago com o marido e o filho. (FONTE)

Da Gillian eu só li Garota Exemplar, mas também assisti Lugares Escuros e achei incrível! Acho que ela tem uma habilidade única de envolver o leitor em suas histórias, nos levando a lugares fantásticos. Fico feliz em dizer que fui completamente encantada por ela enquanto lia Garota Exemplar e isso, meus amigos, é uma coisa boa. haha Além do fato, é claro, de ela ser jornalista. O que fez eu gostar ainda mais dela, já que é a carreira que estou estudando para ingressar.

Stephen Edwin King é um autor norte-americano. Nascido em 21 de setembro de 1947, em Portland, no Maine, cresceu lendo quadrinhos de terror/suspense, fato que estimulou seu amor pelo gênero, fazendo com que se tornasse um dos escritores mais prolixos a trabalhar com o tema.
De 1966 a 1971 King estudou Inglês na Universidade do Maine em Orono, onde escrevia regularmente de uma coluna intitulada “King´s Garbage Truck” para o jornal “Maine Campus”. Foi nessa época que conheceu sua atual esposa Tabitha King (na época ainda se chamava Tabitha Spruce), com a qual se casou em 1971.


King chegou a morar em um trailer, enquanto lecionava na Academia Hampden em Hampden, Maine. Nesse ínterim escreveu histórias curtas, a maioria direcionada a revistas masculinas. Seu primeiro romance publicado foi “Carrie”. Inicialmente King achou o romance tão ruim que o jogou no lixo. Sua esposa foi quem resgatou o esboço e o incentivou a continuar escrevendo. Quando terminou, King vendeu o manuscrito por $2.500 dólares, arrecadando posteriormente cerca de $400.000 com direitos autorais da obra.

King passou por diversas dificuldades, até se tornar escritor renomado. Uma delas foi com a bebida. Ex-Alcoólatra, no início King passava a maior parte do tempo bêbado. E foi essa época conturbada de sua vida que inspirou um dos personagens mais conhecidos de seus livros, Jack Torrance, personagem do romance “O Iluminado”. Em 1980, porém, King consegue se desvencilhar de vez do vicio e se mantem sóbrio desde então. (FONTE)
Esse cara é mito só por essa biografia! haha A vida dele daria um ótimo livro de suspense… Ainda não li nada do Sr. King, ainda estou começando a me interessar por esse gênero, então é claro ainda não tenho muita experiência. Mas ele está no topo da minha lista de desejados deste gênero. 

Sidney Sheldon (1917-2007) foi um escritor e roteirista norte-americano. Considerado pelo Guinness, o escritor mais traduzido no mundo publicou 18 romances, 250 roteiros para a televisão, seis peças para a Broadway e 25 filmes. É o autor da série para televisão “Jeannie é um Gênio”, apresentada entre 1965 e 1970.
Sidney Sheldin nasceu em Chicago, Illinois, nos Estados Unidos, no dia 17 de fevereiro de 1917. Filho de Otto Schechtel e Natalie Marcus, descendentes de judeus. Seu pai era vendedor e viajava com frequência, desta forma Sidney morou em várias cidades. Segundo ele, isso o transformou em uma pessoa tímida e um pouco solitária. Aos 12 anos, escreveu sua primeira peça, que ele também produziu, dirigiu e estrelou. Frequentou a Northwestern University, em Chicago, aonde participava ativamente de debates.
Depois de terminar a faculdade, aos 22 anos, Sidney Sheldon mudou-se para Hollywood com a esperança de entrar no show business. Escreveu alguns roteiros e enviou para diversos estúdios, e só não obteve resposta de um deles. Começou a trabalhar até que chegou aos estúdios 20th Century-Fox, onde impressionou a todos com seu talento e logo conseguiu um emprego de roteirista.

Sidney Sheldon contava que enquanto trabalhava na TV, ele não tinha a menor vontade de escrever um livro e nem se achava capaz. Em 1969, algumas ideias começaram a surgir, e finalmente acabou escrevendo seu primeiro livro, “The Naked Face“. Passou então a dizer que adorava escrever livros, pois não havia colaboradores, e ele podia fazer tudo exatamente do jeito que queria. 
Pelos seus trabalhos como escritor, ele recebeu um Oscar por “The Bachelor and The Bobby-Soxer“, um prêmio Tony, de teatro, e uma indicação para o Emmy, pelo seu trabalho em “Jeannie“. Recebeu ainda o Prêmio Edgar de literatura de suspense. Sidney Sheldon faleceu de pneumonia, em Los Angeles, no dia 30 de janeiro de 2007. (FONTE)

Apesar de haver muitos títulos de romance entre os livros de Sidney Sheldon, ele também foi um grande autor de suspense e romance policial. O melhor livro que já li até hoje foi escrito por ele. Acho esse cara simplesmente sensacional. Quero ler muiito mais obras dele em breve!

Edgar Allan Poe (1809-1849), poeta, crítico e contista, nasceu em Boston, representando uma tendência à parte do movimento geral do Romantismo nos EUA. A tendência dos escritores pelo fantástico, pelo misterioso, pelo macabro. Cultivando na sua obra esses temas, Poe personifica uma das tendências mais marcantes do movimento romântico transplantado da Inglaterra para a América.
A vida de Edgar Allan Poe foi marcada pelo sofrimento. Seus pais eram atores de teatro. Depois que Edgar nasceu não se ouviu mais falar de seu pai. A mãe faleceu pouco tempo depois, vítima de tuberculose. Ele e seus irmãos foram adotados por John Allan e sua esposa, prósperos negociantes em Baltimore, onde Poe frequentou a escola primária. Depois estudou na Inglaterra e, em seguida, na Universidade de Virgínia (EUA).
Publicou seu primeiro livro de poemas pouco depois de abandonar a Universidade. Dedicou-se à carreira militar, sabendo que não poderia viver só de literatura. Mas não se adaptou à disciplina militar e deixou a carreira das armas.

Passou a escrever para viver e se tornou editor de uma conceituada revista de Richmond: a “Mensageiro Literário do Sul”. Os poemas mais famosos de Poe são O Corvo e Os Sinos. Alguns críticos preferem “Para Helena” e “Annabel Lee”. O poeta acreditava que nada seria mais romântico que um poema sobre a morte de uma mulher bonita. Muitas de suas obras exploram a temática do sofrimento causado pela morte de um amante. Outra característica de sua poesia é a musicalidade, dando a impressão de que o som é mais importante que o sentido.
Edgar Allan Poe é considerado o “criador” do conto policial, mas seu principal mérito está na habilidade com que montava suas histórias. Ele as planejava como um bom arquiteto planeja um edifício, envolvendo o leitor de tal maneira que o conduz “hipnoticamente” ao desfecho da história. (FONTE)

Faltava apenas um nome nesta lista de autores de suspense/terror/thriller. Como não li quase nada desses gêneros, estava tendo dificuldades para lembrar de mais algum nome. Então perguntei pra Joi se ela conhecia mais algum e ela prontamente respondeu Edgar Allan Poe. Pesquisei sobre ele e descobri as informações acima. Além do fato de ele ser praticamente o inventor do gênero terror macabro. Foi um dos primeiros a escrever sobre isso e, em consequência sofreu preconceito por isso. Mas achei as obras dele muito interessantes e, se um dia eu tiver a oportunidade, vou lê-las!

O que acharam da lista? Algum autor a acrescentar?



Conheçam os apoiadores dessa postagem:
Confira as outras postagens do Especial de Halloween:

rela
ciona
dos