Título Original: Le Chevalier e a Exposição Universal
Autor: A. Z. Cordenonsi
Ano: 2014
Editora: Avec
Páginas: 192
Compre aqui

Paris está prestes a hospedar a grande Exposição Universal. Projeto verídico, autorizado por Napoleão III, sobrinho de Napoleão Bonaparte, que o autor André Cordenonsi soube explorar muito bem em sua aventura steampunk.
A tecnologia a vapor é presente em todo o livro e bem elaborada. Em meio a população, é natural encontrar drozdes, seres mecânicos que servem como fiéis companheiros. A forma, e espécie difere, mas todos carregam os mesmos aspectos da personalidade de seus donos. A disputa de interesses na Europa é grande e o crescimento da França como uma potência, acarreta uma guerra inesperada. A espionagem é valorizada, e qualquer pessoa pode ser suspeita de traição. Em 1867, a poucos dias de seu começo, um brutal assassinato acontece e o imperador francês e a própria Exposição Universal estão ameaçados.

A Bureau de Paris resolve usar seu melhor espião para o caso. Le Chevalier, o espião sem nome, promete desvendar todos os mistérios desse acontecimento, e juntos embarcaremos com nosso protagonista, seu fiel amigo Persa e também a curiosa Juliette em uma caça envolvente, reveladora e emocionante.
A. Z Cordenonsi está de parabéns por toda sua pesquisa histórica. O autor conseguiu encaixar e criar em cima de um importante acontecimento, enfeitando da maneira que a obra steampunk permite, explorando inventos e também pontuando artistas que existiram, e tudo isso engrandece a leitura, que por sinal, é rápida, inteligente e até rebuscada, nos proporcionando uma imersão adequada para a época. Mas lhes garanto nada exagerado.
Le Chevalier promete entreter leitores ávidos, que gostam de uma aventura “a la Sherlock” e também conquistar novos fãs do gênero. Com a leitura é possível se divertir, mas também se envolver com toda ação do livro, fazendo com que o mesmo não fique de maneira alguma monótona.
Os personagens também são carismáticos, e até conseguem sobressair-se em relação ao protagonista. Persa, o “reclamão”, rouba a cena com suas tiradas hilárias. Quando a dupla está em apuros conheceremos a sedutora e misteriosa Alexandra (ela não em convenceu) assim como Juliette uma criança astuta e inteligentíssima. 
Uma história criada com uma notória dedicação merece uma edição à altura e que atenda tudo que o livro proporciona. Nisso, a editora Avec acertou em cheio. A edição está lindíssima, com fonte e diagramação de tamanho ideal, capítulos separados e também notas de rodapés quando necessárias. Um mapa de Paris também está incluso e ao final também podemos encontrar as ilustrações criadas por Diego Cunha, que dão um rosto para cada personagem.
Eu adorei a leitura e recomendo para quem procura uma aventura que mistura realidade com ficção, em meio a investigações e espionagem. O livro parece pertencer a uma série e com certeza veremos mais de Le Chevalier, de sua personalidade discreta e destes carismáticos personagens em muitos acontecimentos históricos. Se vale como dica, deixem suas zonas de conforto e conheçam um gostoso steampunk nacional.

rela
ciona
dos