Título Original: My Life Next Door
Autora: Huntley Fitzpatric
Ano: 2015

Editora: Valentina
Páginas: 320

O mês de dezembro foi recheado de livros apaixonantes para mim. Minha Vida Mora ao Lado com certeza foi um deles. Quando a Joi me perguntou se eu queria lê-lo eu não sabia o que esperar. Não conhecia direito a história, mas simpatizei com a capa e o título, então solicitei.
Sam observa seus vizinhos desde que eles se mudaram, há dez anos. Ela é simplesmente fascinada com a família de dez pessoas que vive na casa ao lado da sua. Enquanto sua própria família é constituída apenas por sua mãe e sua irmã – uma vez que seu pai a abandonou quando ela ainda nem tinha nascido. Sam assiste todos os dias a rotina da família de longe, como se fosse um programa de TV. Ela nunca se atreveu a ir conhecê-los pessoalmente pois sua mãe desaprova a quantidade de filhos que os Garrett têm.
Porém, tudo muda quando um dos Garrett se aproxima de Sam e ela é introduzida na vida da caótica e fascinante família. Quem nunca, nem por um momento, se sentiu meio deslocado na própria família? Sam se sente assim o tempo todo. Por outro lado, ela é viciada em sentar em seu telhado e ficar observando a família vizinha.

“Os Garretts eram minha história para dormir, muito antes de eu descobrir que faria parte dessa história.”

Ela é a típica garota certinha, trabalha durante as férias de verão em dois empregos, segue sempre as regras, usa condicionador suficiente no cabelo, nunca chega muito tarde em casa e tira notas excelentes da escola. Mas ao mesmo tempo ela é meio entediada, louca por uma emoção a mais em sua vida. E é exatamente isso o que ela encontra na casa dos Garrett, assim que conhece Jase, o filho de dezessete anos deles.

“Porque todas as garotas gostosas querem os atletas e os garotos bonzinhos? Nós, os perdedores, somos os que precisamos de vocês.”

Minha Vida Mora ao Lado é um YA que retrata o amor adolescente, a vontade louca de fazer alguma coisa emocionante e as dúvidas quanto ao futuro. Eu amei o livro. Amo esses “clichês” (no bom sentido) românticos, quando vemos a evolução dos personagens conforme o passar da leitura. A autora me agradou bastante com sua escrita. Li o livro em menos de dois dias, foi uma daquelas histórias que te prendem e te viciam. Não sei como ela conseguiu criar tantos personagens e tantas outras tramas paralelas à de Sam. Mas amei os irmãos do Jase, principalmente os mais novos!

Como o Georgie, por exemplo que tem quatro anos e vive soltando pérolas como: “O Jase vai casar com você?” Eu começo a tossir de novo. “Uh, não. Não, George. Eu tenho apenas 17 anos. “Como se isso fosse a única razão pela qual não estamos noivos.”  Ele é fofo demais e sempre aparece para dar aquela animada durante a narrativa.

O livro também tem uma parte dramática em que nos surpreendemos com a maturidade que jovens de dezessete anos podem ter. Eu não conhecia a autora, mas amei a escrita de Huntley Fitzpatric! Vi na internet que ela tem outros livros lançados nos EUA e espero que a Valentina possa trazê-los para cá também. Enfim, acho que para quem gosta daquelas histórias que te fazem sorrir, chorar e se divertir, esse livro é uma boa pedida!

rela
ciona
dos