Título Original: The Bad Beginning

Autor:
Lemony Snicket
Ano: 2016
Editora:
Companhia das Letras
Páginas:
152
Compre: Submarino – Amazon
Convidei a querida Nina para vir aqui comentar comigo, sobre o primeiro livro dessa série maravilhosa. Para ficar fácil de compreender onde está a Izabel e onde está a Nina, deixarei os comentários dela em vermelho.

Você
já deve ter ouvido falar da triste história dos irmãos Baudelaire. Irmãos
desafortunados estes, passaram por situações terríveis ao longo de suas vidas,
desventuras os aguardavam a cada esquina. Caso não tenha ouvido falar de suas
tragédias particulares, considere-se uma pessoa de sorte, as histórias de
Violet, Klauss e Sunny poderiam estragar seu dia, elas não podem ser enfeitadas
– sendo que aqui, enfeitadas aparece com o significado de algo modificado para
agradar o leitor – não existe final feliz no final da última página.

As
crianças Baudelaire perderam seus pais durante um terrível incêndio. O fogo
destruiu todas as lembranças queridas que possuíam, não deixou qualquer objeto,
roupa ou papel capaz de mostrar que um dia seus pais existiram.
Como se não bastasse, em meio a tristeza da perda de seus pais, os órfãos
Baudelaire foram entregues nas mãos de um tutor maquiavélico e cruel, tutor
este que não queria nada com eles, além de receber a fortuna que lhes foi deixada.
Conde Olaf e seus capangas sem talento elaboraram um plano capaz de ficar com
toda a fortuna dos irmãos, e, caso essa história seja horrível demais para
você, entenderei se não quiser continuar a ler essa resenha.

Mau Começo, primeiro livro de Desventuras em Série, é brilhante, direto, educativo, adorável em toda a sua tristeza. Tive a chance de conferir a obra quando era nova e ainda emprestava livros de bibliotecas. Podemos dizer que, assim como Klauss, sabia que os livros escondiam mensagens, conhecimento e histórias dignas de serem contadas. Muito tempo passou desde que aquela garota apaixonada por bibliotecas encontrou os três irmãos Baudelaire, e devo dizer que, após todos esses anos, nosso reencontro foi tão especial e maravilhoso quanto a primeira vez que nos conhecemos.

A primeira vez que li um livro da série, foi há mais de dez anos, quando a edição ainda possuía o selo da Companhia das Letras. Parei de comprar por causa do valor dos livros na época. Ano retrasado, 2015, ganhei a coleção completa em inglês e decidi reler os três primeiros livros que já tinha lido em português.

Desventuras
em Série é voltado para um público jovem, sua escrita é simples, direta,
pensada para integrar até mesmo os novos leitores. Quando comparado a versão original, em inglês, o leitor não perde nada, já que a tradução é fiel ao original. O inglês não é muito difícil, e, por se tratar de um infanto-juvenil, as palavras e o jeito do Lemony Snicket ajudam bastante.

Nosso narrador é
carismático, engraçado quando deve ser, sombrio quando necessário e sem o menor
medo de dar algumas voltas para garantir que o leitor saiba qual caminho está
seguindo. A narrativa é envolvente – e quando digo envolvente quero dizer que
até mesmo os leitores mais experientes, ou mais velhos, se encantam com as
palavras guardadas nas páginas dessa obra. O livro é incrível por não excluir, o autor costuma explicar muito o significado de algumas palavras,
é genial por ser capaz de unir uma história triste e sombria a uma atmosfera
leve de aventura.


Para além da escrita, encontramos toda a determinação dos personagens principais, suas dificuldades e formas maravilhosas de enfrentá-las. Encontramos adultos bizarros e inúteis, percebemos que nem sempre esses seres maduros são capazes de lidar com as situações, que muitas vezes uma criança fala a verdade e é capaz de virar o jogo. E fechando com chave de ouro, encontramos o pior vilão de todos os tempos.

Não sei se vocês sabiam, mas Lemony Snicket é um pseudônimo do autor. Pesquisando sobre ele, descobri essas duas curiosidades: seu nome surgiu de uma brincadeira entre amigos do Daniel Handler (verdadeiro nome do autor). Ele usava esse nome desde para pedir pizza, até enviar cartas para organizações de extrema direita sobre as quais estava pesquisando para escrever um livro. A segunda curiosidade é que existe todo um mistério envolvendo o próprio Lemony Snicket como personagem de sua própria história, isso fica bem claro na série da Netflix.


Desventuras
em Série
, Mau Começo, foi lançado em 2001, porém, o seriado produzido pela Netflix comprova o
que digo, permanece fresco até os dias de hoje. Muito mais do que a história
triste de três órfãos, para além das tramoias de um vilão cruel, o livro
comprova a habilidade do autor ao nos apresentar uma narrativa capaz de
encantar as mais diversas idades. Mau Começo pode não ter sido a melhor
experiência para nossos pobres Baudelaire, mas com toda a certeza maravilha o
leitor com cada pequeno detalhe, deixando-o curioso, mesmo sabendo que os infortúnios
não terão fim, para o que virá a seguir.

rela
ciona
dos