Título Original: Zodiac

Autor: Sam Wilson
Ano: 2018
Editora: Jangada
Páginas: 464
Como seria se tivéssemos um mundo onde tudo fosse definido
pelos signos do zodíaco? Se as pessoas ricas fossem capricornianas e as da
classe mais baixa tivessem nascido sob o signo de Áries? Essa é a principal
premissa desse thriller policial, distópico e extremamente envolvente.

Confesso que peguei o livro sem me preocupar com a sinopse,
tinha certeza que era mais um relato sobre o famoso assassino desconhecido que
aterrorizou a Califórnia em meados da década de 60, mas foi um doce engano, a
história é completamente diferente e a surpresa foi maravilhosa.

Jerry Burton é um policial de San Celeste e é o escolhido
para cuidar da investigação do assassinato do chefe de polícia, que fora morto
na própria casa e jogado em uma vala, mas ao lado do seu corpo um símbolo estranho tinha sido desenhado. Porém este não será o único assassinato e os desenhos estão
apenas começando. O detetive vai contar com a ajuda de uma experiente
astróloga, que o deixara bem irritado e cético, já que ele já tem seus
principais suspeitos e fará de tudo para que os estudos dela o levem a prender
quem ele acredita ser o culpado.
A surpreendente originalidade do livro é algo magnífico, Sam
Wilson
utiliza toda sua indignação com a sociedade racista da África do Sul
para transportar, de uma maneira jamais vista na literatura, os preconceitos, a
repressão e a segregação que ocorre em muitos países. O horóscopo é tão importante para essa sociedade que crianças possuem colégios específicos para o seu signo, trabalhos são designados pela sua data de nascimento e pais chegam a antecipar ou retardar ao máximo o nascimento do seu filho para que ele pertença a um signo que seja mais favorável para o decorrer da sua vida.

“Pessoas de signos diferentes, se comportam de modo diferente. Leoninos e Geminianos são mais extrovertidos. Pessoas de Aquário e Sagitário não assistem ao meu programa, podem ter certeza disso. E Arianos tendem mais para violência.”

Juntamente com a descrição das investigações começamos a
conhecer a história de Daniel Lapton, contada em capítulos diferentes da história
principal, que após a morte dos pais descobre que teve uma filha e não fora
comunicado devido ao trabalho do seu pai em esconder a mãe da menina. Ele então
começa sua busca incansável por alguém que ele sequer sabe como é o rosto.
O Assassino do Zodíaco trata de coisas do nosso cotidiano, vividas por
muitos de nós, como o convívio com o preconceito, de como ser de classe mais
baixa ter menos acesso a empregos, educação e outros benefícios que somente pessoas
privilegiadas possuem. Fala sobre a repressão policial, tão presente no Brasil
de hoje, que busca culpar sempre quem tenta mostrar os erros no trabalho dela e
exagera na força empregada em ações que deveriam ser de pacificação. 
O autor criou uma sociedade que mostra assassinatos que não são importantes para a mídia, mostra a TV que
influencia na vida dos telespectadores, mas principalmente mostra o choque de
pensamentos que quase enlouquece Burton quando ele vê que o mundo que ele
achava ser real não passa de uma ficção criada por fronteiras imaginarias, onde todas pessoas são iguais a não ser por onde vivem, pelas oportunidades que
tiveram na vida ou então, como elas são vistas perante a sociedade. Só uma
coisa decide tudo isso, só uma informação é capaz de decidir se você será
alguém capaz de ser rico ou se será explorado e perseguido durante toda sua
vida: a data do seu nascimento.

Sam Wilson é inglês, nascido em Londres e vive hoje na África
do Sul, O Assassino do Zodíaco é seu primeiro livro e já foi traduzido para
vários idiomas e está tendo uma resposta excelente. O livro se inicia com uma
explicação dada pelo autor, sobre como será a obra e no que ele se baseou para
escrever, em seguida ele apresenta uma explicação extremamente importante e
detalhada de cada um dos signos, de como ele separou e as principais
características deles na história, situando extremamente bem o leitor sobre o
que cada um dos signos representará nos personagens, tornando o entendimento do
livro muito simples e de fácil absorção.
O Assassino do Zodíaco é uma obra de ficção cheia de
elementos astrológicos muito bem inseridos na história, fazem até leitores que
não sabem o próprio signo se interessarem por horóscopo. Se você é daqueles que
todo dia abre o jornal na página do horóscopo esse livro é indispensável para a
sua vida. Você já viu as previsões para o seu signo hoje? Leia O
Assassino do Zodíaco
, este é um livro imprevisível, que dá uma aula sobre como
pequenas coisas fazem a sociedade ver pessoas de maneira que elas não merecem
ser vistas, seja para o bem, seja para o mal.

rela
ciona
dos