13 Segundos | Bel Rodrigues

Título Original: 13 Segundos
Autora: Bel Rodrigues
Ano: 2018
Editora: Galera Record
Páginas: 298
Amazon

Lola está cursando o último ano do ensino médio e quer vivê-lo do modo mais intenso que puder. Rompeu com um relacionamento longo a pouco tempo e apesar do que os seus amigos falam, ela não consegue impedir as lembranças e a saudade de rondarem seu coração. Foram meses ao lado um do outro e deixar esse tempo para trás, nunca é fácil, mas o que Lola não enxerga e o que seus amigos tentam alertá-la é para o tipo de relacionamento ao qual ela tem se sujeitado.

Inteligente, alegre, talentosa e cheia de sonhos, Lola está livre para viver a sua vida e se entregar para tudo que ela tem deixado de lado, como família, amigos, os estudos e a música que é sua grande paixão. E tudo caminhava perfeitamente bem para isso, até que... e sempre culpam a vítima.

“(...) Descobri que o silêncio não existia para quem tinha uma mente fadada a sabotar. A verdade era que ninguém realmente iria entender por que aqueles foram os piores 13 segundos da minha vida.”

Estou com as emoções borbulhando! Mais que uma bela reflexão, 13 Segundos chega como um tapa na cara da sociedade, um grito de preste atenção, a vida está acontecendo e existem pessoas boas e ruins por todos os lugares e você pode ser vítima de uma delas e a culpa não é sua.

Simplesmente, maravilhoso! 13 Segundos não possui o tipo de enredo que me permite falar com liberdade, sem estragar as surpresas da leitura, mas posso dizer o quanto ele é necessário e atual, proporcionando um leque de discussões relevantes e que precisam sim ser debatidas. Abordando temas como sexo, álcool, drogas, exposição, relacionamento abusivo, respeito e confiança, a obra chega como um alerta, como um apoio, provando que se pode sim enfrentar qualquer obstáculo, com um bom apoio e determinação. E apesar de ser um livro que tem como público alvo os jovens, a história pode e deve ser lida por todos.

Preciso mencionar também que amei a forma como a autora trabalhou a sexualidade feminina, quebrando “tabus”, permitindo que seus personagens conversassem livremente e de maneira natural, como deve ser. Outro ponto positivo foi a fuga dos clichês, sem um relacionamento vai e volta, cheio de altos e baixos, que sofrem pela falta de diálogo, explorando um lado mais maduro e leve. Também tivemos personagens muito bem desenvolvidos e situações que brincaram entre realidade e ficção, na verdade toda a história me pareceu muito verossímil e isso permite a identificação e aproximação com o que se estava sendo trabalhado.

O livro tem muito do que a Bel Rodrigues prega, sua voz. E se você a acompanha a um tempo já deve imaginar do que estou falando - independência, força, empoderamento, respeito pela diversidade, representatividade -, e isso tornou o enredo mais rico. Gostaria que todas as escolas tivessem acesso a obra, para que seus jovens pudessem ler, debater e refletir sobre as questões abordadas. E quem sabe assim, compreender que devemos respeitar uns aos outros, respeitar os limites, as escolhas.

“(...) As pessoas associam que viver intensamente era sinônimo de encarar aventuras e fazer o que tem vontade, mas, para mim, viver intensamente era aprender aos poucos e com coragem a se amar em um mundo que fazia questão que nos odiássemos.”

Quando você fere alguém de maneira tão covarde, você fere toda uma família, todas as pessoas que a cercam, você destrói sonhos, esperanças, confiança, drena forças. É hora de dar um basta, de apoiar e não julgar, de respeitar, de entender de uma vez por todas que a vítima não é o culpado, ela não pediu, ela não desejou, ela se quer imaginou viver isso. Quando você aponta um dedo, outros quatro se voltam para você. A mudança é um exercício diário e se cada um fazer a sua parte, dentro de alguns anos, poderemos ter resultados significativos.

Amei a capa, tem tudo a ver com a história e ficou linda. Parabéns a Galera Record pelo belo trabalho, a diagramação também está maravilhosa.

A Bel, só posso deixar meu obrigada por ter a ousadia e coragem de tratar deste assunto, dar os parabéns, reconhecer seu imenso talento para a escrita – porque como booktuber ela já é maravilhosa -, e dizer que não dei cinco estrelas, porque fiquei com aquele gostinho de quero mais, senti que precisa de mais algumas páginas. Mas isso é um apontamento totalmente particular.

Enfim, fica aqui minha indicação de leitura, é realmente uma história que pode fazer a diferença na sua vida, ou na vida de alguém próximo a você. Se tiver a oportunidade, leia.

16 comentários

  1. Que bom quando uma leitura nos surpreende desta forma! Não conheço o trabalho da autora, mas claro que já li e muito sobre as qualidades dela e lendo a resenha deste livro, a gente percebe que ela coloca assuntos fortes e de certa maneira, ainda tabus, e mesmo assim, não deixa o enredo perdido e pesado demais!
    Feridas normalmente demorar a cicatrizar, ainda mais as que fazemos em outras pessoas!
    Com certeza, quero muito poder conferir esta história!!!
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Olá, Bia!
    Li esse livros a dias atrás e concordo com tudo o que disse na resenha. Eu adorei demais o livro da Bel e acho que ela trabalhou os assuntos - que não são fáceis de discutir - de uma forma cuidadosa. Admiro muito a Bel e ela teve uma delicadeza nesse livro que me surpreendeu demais. São assuntos que devem ser debatidos, mas ainda são vistos como tabus infelizmente. Adorei a sua resenha!
    Beijos

    our-constellations.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ooii, Ana. Sim, Bel soube trabalhar os assuntos de maneira leve e isso é muito importante, principalmente se levarmos em consideração o publico alvo do livro. <3 Beijos

      Excluir
  3. Olá! A capa do livro está realmente linda e foi a primeira coisa que me chamou atenção. A história é muito interessante e realmente aborda temas do nosso cotidiano, o que torna tudo ainda mais atraente. Trabalho em uma escola com jovens entre 11 e 15 anos e seria bem interessante que eles tivessem acesso ao livro, pois já houveram situações bem parecidas com a do livro, vou dar a dica para a diretora.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Elizete. Simmmm, é o tipo de assunto que nossos jovens precisam debater, seria muito bacana se a diretoria aceitasse a sugestão. Torcendo. Beijos.

      Excluir
  4. Acho que já sei do que ta falando quando diz que não pode falar muito, porque já vi resenha que contou muito do livro e fiquei impressionada com isso. Quando vi o livro achei que seria algo legal, mas bem diferente. Que tenha tantos temas jovens e atuais e trate de assuntos fortes de uma forma mais madura é interessante. De tratar relacionamento de uma forma mais madura. Parar com aquele clichê de passar pano em situação que é complicada e pesada emocionalmente pra todo mundo. Achei legal como o livro dela tem um jeito leve mas fora do bobo ao mesmo tempo. Pelas coisas que vi do que acontece é uns assuntos e sentimentos bons de se ter uma discussão. Parece estar ótimo e gostaria de ler se puder.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Cristiane. Vou ficar torcendo para que tenha a oportunidade de ler. Este livro realmente tem temas importantes, atuais e que não podem ser levados de maneira leviana.

      Excluir
  5. Oi Bia!
    Eu senti tudo que você sentiu ao ler a obra. Que livro!
    Sua resenha ficou incrível.
    Beijos
    http://pausaparapitacos.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiii Bianca. Obrigada por seu carinho. Sim, é um livro par sentir, é difícil não se imaginar naquela situação.

      Excluir
  6. Já chama atenção pelos temas abordados e por ser diferente, não ser mais do mesmo deixa a leitura mais interessante. Relacionamentos abusivos esta cada vez mais acontecendo na realidade é muito importante ser abordado, saber o que a personagem e outras pessoas passam mexe muito com os nossos sentimentos, não li nada da autora ainda, mas parece que soube muito bem desenvolver a trama.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Maria. Sim, os temas abordados são de fato atuais e precisam ser debatidos a exaustão para que todos compreendam que não há nada bonito na agressão e na exposição. Precisamos aprender a não julgar e sim apoiar. Somente assim teremos uma sociedade melhor. Beijos

      Excluir
  7. Já ouvi falar da Bel Rodrigues, mas nunca li nada dela. Achei a ideia do livro super incrível, acho legal quebrar estes tabus e falar sobre coisas da nossa realidade, mas claro que tem certas coisas que não aprovo, tenho meu carácter criado pela minha ideia de vida. Não acho que se deva falar sobre sexo antes dos 13 anos, poxa são crianças e a gente fica incentivando, (minha opnião) eu nesta idade amava brincar de boneca e fui feliz, eu era muito imatura, foi só quando saí da escola que fui realmente ver a realidade do mundo. Mas tudo bem em um ensino médio falar sobre isso pq os adolescentes hoje não conseguem esperar ter maturidade suficiente para as consequências destes atos. (Gravidez, tomar remédios, as vezes até estrupo por parte do namorado) É o que penso e desculpe desabafar aqui, mas acho que a infância está se perdendo quando é algo tão bonito.
    Gostei da resenha.

    Beijos,
    www.garotaeraumavez.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Belíssima resenha Bia.

    Já ouvir falar muito do livro 12 segundos, a autora Bel Rodrigues é sem dúvida inspiração para muitos jovens mediante o seu trabalho como booktuber. Ainda não li nada dela, contudo, breve estarei lendo. Sobre as questões que são tratadas no livro são bastantes relevantes para o conhecimento de si. Como professor de história, achei interessante Bia comentar que o livro igual o da BEL tem que ser levado para as escolas devido aos temas que são explorados; é uma ótima ideia, no entanto, haverá escolas que não aceitam tratar de tais temáticas abertamente. Bia, mais uma vez te parabenizo pelo excelente trabalho de trazer sempre para o seu público resenhas de livros sensacionais.

    https://www.margemliteraria.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi, Bia
    Ainda não li nada da Bel, mas as vezes assisto algum vídeo dela no Youtube.
    Já ouvi muitas pessoas comentando sobre esse livro tanto positivos como negativos, a capa é maravilhosa.
    É um livro que aborda temas que ainda vemos muito que é machismo, relacionamento abusivo, a mulher ser livre entre outros assuntos.
    Concordo com você todas as pessoas devem ter acesso a esse livro.
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Oi Biia.
    Eu sigo o canal da Bel e estou doida para ler o livro dela.
    Obrigada por não ter dado spoiler sobre a história! Mesmo assim, já deu para notar que a história trata sobre um relacionamento abusivo e como as pessoas tendem a culpar a pessoa errada.
    Por isso é importante sempre ter um bom grupo de apoio próximo, seja algum familiar, amigo ou até alguem de fora que você não conheça, que consiga enxergar a situação real.
    Esse livro já está nos meus desejados faz um tempo.
    Espero conseguir lê-lo em breve.
    Beijos

    ResponderExcluir