Título Original: Fairy Tales #4 – The Ugly Duchess
Autora: Eloisa James

Tradução: Lúcia Brito
Ano: 2018
Editora: Arqueiro
Páginas: 272
Amazon

A Duquesa Feia é o terceiro livro da autora Eloisa James publicado aqui no Brasil, mas quarto volume da série Contos de Fadas.
Theodora Saxby e James Ryburn são melhores amigos. Após a morte do seu pai, Theodora passou a ser a protegida do Duque de Ashbrook, pai de James e responsável legal por todo dote de Theo. Porém, dívidas, bebida e jogos de azar fazem com que o duque não só comprometa sua própria fortuna como parte da herança de Theo e a única alternativa para que ele não perca seu título é casando sua protegida com seu filho e herdeiro. 
Acontece que para a sociedade, Theodora é a última mulher com quem James poderia se casar. Herdeiro de um ducado, lindo e um ótimo pretendente, perto dele ela é apenas um patinho feio. Porém, logo os dois amigos se casam e é uma questão de tempo para que os dois jovens se rendam aos prazeres do casamento. Para Theo, o pedido inusitado de James, na frente do próprio príncipe, parece ser genuíno e ela se convence, mesmo contra todos os tabloides da época, de que este casamento poderá dar certo. Mas tudo mudo quando a verdade vem à tona. 
Agora separados e chocando tudo e a todos, presenciaremos uma jovem dama virando cisne, longe do marido que a seu pedido, partiu. James por sua vez, para provar a sua versão da história, precisará enfrentar muitos desafios, aprender mais sobre si mesmo, para enfim, provar ser digno do amor de sua jovem esposa.

“Pessoas que amam… compartilham. Dão. Eu lhe daria o dinheiro com prazer. Você não precisava ter me pisoteado para conseguir isso.”


Eloisa James o que você faz comigo a cada livro? É incrível o quanto esta autora inova, revela, traz coisas inusitadas e trabalha o improvável em seus enredos. E tudo isso, com maestria, envolvendo o leitor, nos apaixonando e fazendo com que queiramos mais. A temática da série, os antigos contos de fadas, possibilitam uma releitura mais interessante dentro dos romances de época. Muito diferente de tudo que já li, A Duquesa Feia revela uma faceta incrível para mim, uma trama que envolve a nobreza inglesa e o envolvimento político com piratas.

Eu amei ver piratas nesta história e amei ainda mais o envolvimento de James com eles. Não quero falar muito sobre este núcleo dentro do livro, mas é incrível, instiga ainda mais e faz com que a trama criada ganhe um novo tom, nos apresentando algo diferente e também inteligente, dado ao desfecho que recebemos. Falando do personagem, aqui temos um casal igualmente jovem e é legal vê-lo aprendendo ao lado de Theo. E esta cumplicidade entre os dois permite que nós nos envolvamos com a relação dos dois, que acredito que aquilo, apesar dos pesares e de toda a manipulação que envolveu o casamento deles, possa ser real.

Theo por sua vez, que mulher maravilhosa! Mesmo com todas suas inseguranças, completamente normais para uma jovem inexperiente, os anos só fizeram bem a ela, que não precisou de marido nenhum para transformar a sua vida, seja pessoalmente ou economicamente falando, visto que mesmo após seu casamento, seu dote já havia sido usado e ela teve que se virar pra dar a volta por cima. Sem dúvidas ela será, por muito tempo, uma das mocinhas mais fortes e determinadas que já encontrei dentro de um romance de época e é ótimo perceber isso depois de ler tantos livros do gênero.

Com os melhores diálogos e com dois personagens de personalidade forte, a leitura corre bem. E depois que você inicia nesta jornada vai ser muito difícil parar. A história de A Duquesa Feia fala sobre descobertas internas, sobre tomar as rédeas da própria vida e correr atrás dos seus sonhos. Acho que são os pequenos detalhes que fazem destes dois personagens dignos de um final feliz, pois apesar de toda dor que possam ter carregado por anos, ambos conseguiram seguir com suas vidas e conquistarem alguma coisa.

Como toda edição desta série, ao final temos uma nota histórica onde a autora faz certos disclaimers sobre as liberdades que tomou para criar sua própria história. Todo romance da autora é inspirado numa combinação de ficção literária e fatos históricos e um dos elementos presentes aqui foi o uso do próprio conto O Patinho Feio de Hans Christian, que na verdade fora criado em 1843, quando o livro se passa na Regência, após o Tratado de Fontainebleu, em 1814. Outro fato curioso é a presença de um pirata verdadeiro da Renascença, Griffin Barry, no livro, é um grande amigo de James.

A grande sacada da Eloisa James é nunca entregar de bandeja suas histórias, eu nunca sei o que esperar, mas a partir daqui, já posso imaginar que cada novo livro será surpreendente. Seja com a personificação do Doutor House em Quando a Bela Domou a Fera, seja pelo príncipe quebrado Um Beijo à Meia-Noite ou pela cisne empoderada deste volume, todo livro desta série é maravilhoso. A série segue com A Torre do Amor, uma releitura do conto de Rapunzel e eu não vejo a hora de descobrir o que a autora anda aprontando para este livro.



Conheça a série Contos de Fadas:
1. Quando A Bela Domou A Fera
2. Um Beijo À Meia-Noite
3. A Duquesa Feia

rela
ciona
dos