Oi pessoal tudo bem? Antes de qualquer coisa, preciso explicar o motivo deste post ter saído tão tarde. Fiquei sem internet o dia toooodo, mas mesmo assim resolvi postar hoje (um dia depois), por ser uma data digna e especial para qualquer fã de Harry Potter.
Como qualquer Potterhead deve saber, ontem (dia 31/07) a nossa querida autora J.K Rowling fez 49 aninhos de muita genialidade. Harry Potter ganhou a mesma data de aniversário que sua criadora, nada mais justo não é, unificar a ela este personagem tão importante em sua vida. Há 17 anos a legião de fãs da saga continua crescendo por todo o mundo, eu sou umas delas e você? E o mais legal de tudo é saber que temos crianças, adolescentes e adultos compartilhando da mesma paixão! 
Relato da Joi | Harry Potter mudou a minha vida, fez eu sonhar em um mundo de fantasias e me sentir um personagem da leitura. Me apresentou o mundo dos mundos e depois disso nunca mais sai. Crescer com HP foi um grande aprendizado, e vou levar para a vida toda. É a história que merece ser lida, vista, re-lida, compartilhada, contada…vivida. Tenho um imenso orgulho de poder fazer parte de uma geração especial, eu pude contar com algo tão grandioso na construção do meu carácter e sou eternamente grata por isso.

“- Bem-vindo – disse Hagrid – ao Beco Diagonal.” Página 65  

Por este motivo, quando resolvi criar o blog literário era óbvio e justo que homenageasse a saga. Foi aí que surgiu o Estante Diagonal – que é uma referência ao Beco Diagonal criado no mundo de J.K – o primeiro lugar que nosso querido bruxinho visitou. O Beco marcou a reintrodução de Harry ao mundo bruxo e o Estante Diagonal marca a minha introdução aos mundo dos blogs literários, definitivamente os sonhos de Harry começam neste Beco e no blog é onde conto um pouco dos meus 😉 Aliás, você sabia que o Beco Diagonal pode ser visto através do Street View?

“Harry desejou ter oito olhos […] Haviam lojas que vendiam vestes, lojas que vendiam telescópios e estranhos instrumentos de prata que Harry nunca vira antes, janelas com pilhas de barris contendo baços de morcegos e olhos de enguias, pilhas mal equilibradas de livros de feitiços, vidros de poções, globos de…” – Página 66

Pensando mais cedo neste post resolvi expor aqui para vocês algo bem curioso, mas primeiro tenho que explicar o porquê. Quando estava perto da data de sair o último livro da saga As Relíquias da Morte, eu como qualquer fã comprei o livro na pré-venda. EU PRECISAVA daquele livro, mas por outro lado eu tinha medo…a história ia acabar, eu não ia mais ficar esperando meses pelo próximo… tudo teria um fim. Mesmo triste, eu comecei a fazer a leitura, porém quando cheguei na página 370 eu não aguentei mais. Eu parei de ler e não o finalizei até HOJE. A sensação de ainda ter um pedacinho de Harry Potter intocado faz o medo da história tendo um final sessar. Sim! a história realmente acabou, mas tudo que a série construiu é impagável e hoje consigo ver que o que HP construiu nunca vai terminar, se eternizou. 
O livro já está há 7 anos na minha estante e volta e meia eu o pego na mão e folheio…folheio, relembro de todos os bons momentos que passei com a série, com os ensinamentos e até com os filmes, mas ainda não é hora, mas eu sei que um dia será. E enfim vou colocar no meu Skoob – Lido! hahaha. Obviamente, eu já vi os filmes, e sei o que acontece, mas sinceramente…? os livros como um todo, por serem tão especiais na minha vida me trazem outros tipos de emoções, e tenho certeza que será algo sem igual quando enfim, eu finalizar Harry Potter.

Tinha tanto o que escrever aqui, mas não quero deixar o post cansativo, hahaha eu tenho esta dificuldade sabe? quando pretendo falar algo que me toca profundamente, dou voltar e voltas e acabo não falando nada, mas a última mensagem que queria deixar é que Harry Potter não tem idade, já vi muito olhar torto por aí achando que é um livro infantil e fantasioso demais, mas não é! Leia e se surpreenda. Eu cresci com Harry Potter, aprendi a ser um pouco da pessoa que sou, aprendi a amar e a entender mais sobre o amor. Então sim! eu sou Potterhead, hoje e sempre!

Relato da Lili | Quando o primeiro filme do Harry Potter foi lançado, em 2001, eu nunca tinha sequer escutado falar dos livros, nem tinha ideia do que se tratava. Em 2001, eu tinha 11 anos, a mesma idade dos nossos amados bruxinhos. Pois bem, eu fui convidada para ir ao cinema com minha prima e uma amiga, e lá fomos nós, sem qualquer ideia do que nos aguardava na telona.

Não consigo esquecer o momento em que saí daquele cinema. Conheci a parte inicial da história que eu mais iria amar na vida. Eu saí nas nuvens, eu não parava de pensar na história, nos personagens, enfim… em tudo naquele universo maravilhoso. A minha infância não foi das mais fáceis, e ter oportunidade de viver uma realidade incrível como aquela, mesmo que por algumas horas, foi indescritível para mim.

Obviamente, eu não parei de pensar na história por muitos dias depois daquela ida ao cinema, e foi então que descobri que na biblioteca da escola onde eu estudava tinha o livro “Harry Potter e a Câmara Secreta”, segundo livro da série. Não pensei duas vezes, peguei o livro e o devorei. Lembro de ser mandada pra cama dormir (eu tinha 11 anos galera!) e ficar com uma luzinha embaixo das cobertas lendo HP. Sim, eu realmente fiz isso diversas vezes!! Sempre gostei muito de ler, mesmo antes de HP, lia HQ´s, livrinhos infantis, a série “Quem tem medo de…” (alguém conheceu essa série?), e após HP, eu fiquei totalmente viciada.
Quando estava lá pelos meus 16 anos, lembro de ir lendo enquanto ia para a parada, caminhando! Hahaha! Certamente meus vizinhos achavam que eu era louca! Enfim, pensar em HP hoje, me faz lembrar de tantas coisas boas. Tantas fugidas da realidade, ansiedade para lançamentos no cinema (que eu não perdi um por falar nisso!), ansiedade para lançamento de livros. Só tenho a agradecer a J.K, e ao incrível universo que ela criou para nós crianças/jovens daquela época, e todas as outras que estão por vir. Tenho certeza que todos nós, amantes de HP iremos contar essas histórias para nossos filhos, assistir aos filmes juntos, e assim ir passando a história para outras gerações. Obrigada J.K.!!!!

rela
ciona
dos